Clima 2019: Como o El Niño impacta a produção agrícola e qual regime de chuvas esperar na sua região.

Saber o que esperar do clima é essencial para ter bons resultados na atividade agrícola.

E como fica o clima em 2019/2020? Será que o fenômeno El Niño vai continuar impactando  a lavoura na próxima safra?

Com tanta tecnologia existente, como usar essas ferramentas para saber as tendências climáticas com mais facilidade?

Acompanhe neste artigo as previsões do clima 2019 e o que esperar para a próxima safra!


Clima 2019: El Niño e La Niña

El Niño e La Niña são fenômenos muito conhecidos e discutidos por boa parte dos agricultores e pesquisadores do mundo.

O El Niño é o aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico Equatorial, que provoca mudanças na circulação dos ventos alísios da atmosfera.

Esse fenômeno causa enchentes e secas em várias partes do globo terrestre. Também costuma produzir um aumento das temperaturas médias em todas as regiões brasileiras

As regiões mais afetadas neste sentido são Sudeste (São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro); e Centro-Oeste (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás – Distrito Federal).

Já as chuvas tendem a se intensificar na região Sul e diminuir nas regiões Norte e Nordeste.

Em anos de El Niño, temos secas no norte e leste da Amazônia e no nordeste brasileiro. Com sua influência, as frentes frias têm dificuldade de avançar pelo interior do país.

Você pode conhecer mais sobre o El Niño neste vídeo que eu separei:

O efeito oposto do El Niño também pode ocorrer, que é conhecido como La Niña.

E aqui no blog nós inclusive falamos sobre como produzir a segunda safra de milho mesmo com a La Niña.

Teremos El Niño ou La Niña em 2020?

O Centro Americano de Meteorologia e Oceanografia (NOAA) publicou um boletim, no dia 13 de junho de 2019, indicando chance de 66% de ocorrência de um El Niño fraco neste inverno brasileiro.

Porém, ainda não há informações sobre o quanto o fenômeno irá se estender. Ou seja, há dúvidas se o El Niño influenciará o clima no final do segundo semestre de 2019 e início de 2020.

Clima 2019: O que esperar para o plantio desta safra verão

Para entender do clima de 2019, precisamos entender que, desde a primavera de 2018, o fenômeno do El Niño está atuando em grande parte do nosso país. Isso é ainda mais nítido quando falamos do regime hídrico.

Teremos, nesse meio de ano, um inverno com tendência de chuvas acima do volume normal climatológico para grande parte do Centro Sul.

Dentre essas, podemos destacar São Paulo, Mato Grosso do Sul e o norte do Paraná. 

Ainda decorrente dos efeitos do El Niño, o grande volume de chuvas deve preocupar os estados do Sul do Brasil.

clima 2019

Chuvas na região sul tendem a ser mais recorrentes devido ao fenômeno El Niño

(Fonte: Gazeta do Povo)

Assim, o início do ano safra 2019/2020 marca um ambiente não tão positivo para o setor de grãos do agronegócio.

O clima pode sofrer algumas influências do efeito El Niño presente na safra passada, bem como secas em algumas regiões do país e excesso de chuvas em outros.

O plantio da soja estará liberado a partir da segunda quinzena de setembro nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, quando termina o vazio sanitário.

Mas, com resquícios do El Niño, as chuvas do início do mês de setembro não devem ajudar os produtores. 

Em estados como Tocantins, Bahia e Goiás, a semeadura só poderá ser realizada a partir de outubro.

Clima 2019 é influenciado pelo fenômeno El Niño

(Fonte: Climatempo)

Nos mapas da Climatempo é possível notar chuvas no Centro-Oeste. Porém, segundo Graziella Gonçalves, meteorologista, as chuvas devem ocorrer de maneira mal distribuída.

Clima 2019 e mercado: Como eles impactam o agronegócio

Analisando um pouco o mercado internacional, temos o dólar valorizado, o que acaba interferindo nos valores altos dos fertilizantes importados.

Além disso, temos a queda nos preços das commodities, que está penalizando a relação de troca dos produtores, de acordo com relatório do Rabobank.

Outro ponto é que as chuvas nos Estados Unidos atrasaram boa parte da semeadura das áreas agrícolas. 

Apenas 58% da área de milho e 29% da área da soja foram semeados nos EUA. Para você ter ideia, a média histórica para estas duas culturas seria de 90% e 66%, respectivamente.

Foram registrados mais de 200 tornados no país. E, as frequentes e excessivas chuvas, vem atrasando, dia após dia, a semeadura destas culturas.

Alguns analistas chegam a considerar que os agricultores norte-americanos podem deixar de semear a safra de 2019/2020 ou optar pelo acionamento do seguro rural disponibilizado pelo governo de Trump.

Desta forma, os produtos brasileiros podem ganhar espaço no mercado externo

Resultados da safra 2018/2019

A safra de grãos 2018/2019 deve somar um volume de 9,4 milhões de toneladas segundo dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Culturas anuais apresentaram, de maneira geral, redução de 3,5% de produção, mas aumento de 1,9% em área, com queda de 5,3% na produtividade. 

As culturas perenes e semiperenes tiveram diminuição de 1,8% de produção e redução de 0,2% em área, resultando queda de 1,4% na produtividade.

Para culturas como a soja, houve aumento de 11,9% da área plantada, com produção estimada em 3.206,4 mil toneladas. Isso representa decréscimo de 3,8% em relação à safra anterior frente a condições climáticas desfavoráveis.

As estimativas para a cultura do milho 1ª safra indicam redução de 6,6% da área plantada (394,1 mil ha), com expectativa de produção 10,2% menor que a obtida em 2018.

Para o milho safrinha, a área em produção na safra 2018/2019 é de 435 mil ha, redução de 12,2% em relação à safra 2017/2018. 

Analisando as produtividades do milho safra e safrinha, temos acréscimos de 16% e 32,1% respectivamente, o que recompõe as perdas na produção ocorridas em 2018. 

clima 2019

(Fonte: Governo Federal)

No caso do café, o estudo levanta dados estimados de 4,8 milhões de sacas de café beneficiados (288,2 mil toneladas). 

Tal volume representa queda de 17,7% em relação à safra de 2018, demonstrando que essa safra corresponde a um ciclo de baixa produção (produtividade média de 5,17 sacas/ha).

No caso da cana-de-açúcar, os períodos de seca que ocorreram nos últimos meses, somados aos canaviais mais velhos e baixos preços pagos ao setor, representou menor produtividade (2,5%), bem como menor volume produzido.

Clima 2019: Como preparar sua lavoura para a próxima safra

Os produtores do Rio Grande do Sul e Santa Catarina devem ficar atentos no momento da semeadura desta safra de verão. 

Áreas mais baixas, que possuem tendência de armazenamento excessivo de água ou até propensão ao alagamento, devem ser manejadas com cuidado redobrado.

Nestas regiões, o planejamento da colheita é essencial para manutenção e até incrementos na produtividade.
Os produtores devem realizar as manutenções preventivas em seu maquinário agrícola, bem como armazenar as principais peças de reposição, pois devido às chuvas excessivas, a janela de semeadura pode ser encurtada.

(Fonte: Jornal do Comércio)

Se nos estados do Sul do Brasil teremos problemas com excessos de chuva, no Nordeste e nos estados do Mato Grosso e Goiás o tempo seco é que irá afetar as produtividades das fazendas.

Produtores do Norte brasileiro devem se atentar também às baixas precipitações provenientes do fenômeno do El Niño no nosso país. 

As projeções climáticas para estas regiões são de expectativas de chuvas abaixo da média no período. Porém, devido ao calor e a umidade presentes nessa região, tais fatores ainda devem propiciar chuvas frequentes, mesmo que abaixo do volume médio.

Inverno 2019

O clima 2019, neste início de inverno, é de temperaturas maiores que as médias do período em quase todo o Brasil. 

Algumas ondas de calor podem aparecer de forma mais precoce que em 2018, especialmente na primeira quinzena de setembro. 

Apenas algumas áreas do Mato Grosso do Sul, Noroeste do Paraná e Oeste de São Paulo têm expectativa de temperaturas mais baixas que as médias do período.

Cabe aos produtores ficarem atentos ao clima de sua região e tentar, de antemão, planejar o melhor manejo para suas áreas, tanto no cultivo de inverno quanto o de verão, como já comentamos.

planejamento de safra pelo Aegro

Planejamento de toda a safra pode ser feito com segurança e facilidade pelo Aegro

Você pode começar a fazer gestão da sua fazenda agora mesmo:

Para a versão completa, fale com um de nossos consultores aqui!

Aplicativos para acompanhar as previsões do tempo

Existem diversos aplicativos gratuitos que nos permitem acompanhar o clima na nossa região.

Alguns aplicativos e sites que você pode adquirir e consultar gratuitamente são:

Atualmente existem diversas empresas que possuem soluções como estações meteorológicas para serem instaladas na propriedade.

Tais estações conseguem enviar dados remotamente ao seu celular para que seja possível o correto planejamento do manejo em sua propriedade.

Conclusão

Conhecer o clima é essencial para o sucesso produtivo das nossas lavouras.

Atualmente existem diversas empresas e aplicativos gratuitos que nos dão a previsão do tempo dos próximos 15 dias com assertividade.

Cabe ao produtor verificar o que está ocorrendo com o clima em sua região. 

Para não ficar para trás, busque sempre soluções tecnológicas que auxiliem na boa condução de suas atividades agrícolas.

Restou alguma dúvida sobre o clima 2019? Como você tem planejado sua próxima safra? Adoraria ver seu comentário abaixo!