Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

novas tecnologias

As novas tecnologias no agro que prometem aumentar seu lucro

- 21 de junho de 2019

Novas tecnologias: Como elas podem facilitar o dia a dia no campo e as melhores ferramentas para obter mais rentabilidade em sua fazenda.

Estamos na era da agricultura 4.0! A transformação digital vem revolucionando as cadeias produtivas.

O agronegócio paulista, por exemplo, fatura R$ 27 para cada R$ 1 investido em pesquisa.

Várias empresas vêm desenvolvendo pacotes tecnológicos, plataformas e aplicativos que facilitam o dia a dia no campo.

Você está por dentro das novas tecnologias que estão surgindo no mercado?

Acompanhe neste artigo as ferramentas que prometem revolucionar o agronegócio mundial!

Novas tecnologias e suas aplicações

Algumas tecnologias estão revolucionando nossos negócios e também o dia a dia do homem do campo.

A primeira delas, que merece destaque nessa lista, é a Inteligência Artificial (IA).

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial está relacionada ao uso de uma inteligência acoplada aos softwares dos equipamentos.

Com o auxílio da IA, os softwares conseguem gerar tomadas de decisões e aprendizagem de máquinas de uma maneira semelhante a dos seres humanos.

Por meio de combinações de ferramentas, sistemas e softwares, é possível processar dados com mais rapidez e maior eficiência do que qualquer humano poderia realizar.

Dessa forma, por meio de dados provenientes do campo, os programas computacionais, por exemplo, poderão informar:

  • Qualidade das culturas
  • Momento ideal de colheita
  • Melhor tipo de maquinário agrícola utilizado na fazenda
  • Momento exato para controle de pragas e muito mais…

novas tecnologias
(Fonte: Sebrae RS)

Internet das Coisas (IoT)

A segunda tecnologia de destaque na nossa lista é a da Internet das Coisas (IoT – Internet of Things).

A internet das coisas está ligada à conexão dos equipamentos da fazenda com a internet.

Uma vez que estes equipamentos estão conectados com a internet, é possível a visualização em tempo real e acionamento remoto de sensores acoplados nas máquinas.

Dessa forma, é possível otimizar nossos sistemas produtivos.

Com o auxílio da IoT, é possível conectar nossos celulares às máquinas da fazenda e aos sistemas eletrônicos da propriedade. Você consegue até liberar ração aos animais remotamente, via internet ou chip de rádio (RFID).

É possível fazer o rastreamento de animais nos pastos, acompanhar a localização dos equipamentos e das atividades operacionais de campo de qualquer lugar do mundo.

Um dos principais benefícios da IoT é trazer a fazenda para a palma da mão dos donos, gerentes ou gestores das atividades.

Esse avanço tecnológico facilita o acompanhamento remoto de diversas operações que estão ocorrendo de maneira simultânea, e às vezes, até em fazendas de cidades diferentes.

Big Data

Em terceiro lugar da nossa lista está o Big Data.

O Big Data, como é conhecido, nada mais é do que um conjunto de dados robusto.

Geralmente podem ser de dados gerados, captados ou até mesmo compartilhados por pessoas ou empresas, por meio de serviços ou produtos tecnológicos como aplicativos e plataformas.

Esse conjunto de dados pode ser arquivos de log e informações de sensores das máquinas, satélites, dados climáticos, métricas da lavoura e até de mídia social.

Uma das maneiras de tirar vantagens competitivas frente aos nossos concorrentes é aproveitar o Big Data para:

  • Melhorar a gestão da propriedade
  • Planejar as decisões futuras
  • Entender o mercado, clima, etc
  • Entender as reações das nossas lavouras aos insumos que colocamos

novas tecnologias
O Aegro é um software agrícola que faz com que toda a enorme quantidade de informações da fazenda se traduza em uma gestão agrícola bem feita.

Novas tecnologias que já vemos no campo

Telemetria

A telemetria consiste na coleta e compartilhamento remoto de dados dos equipamentos agrícolas, sejam eles veículos, tratores, colhedoras, colheitadeiras etc.

E esses sistemas presentes nas máquinas estão revolucionando a gestão do maquinário agrícola dentro das propriedades.

Hoje, é possível saber qual marca de máquina costuma trabalhar mais tempo sem quebrar, qual gasta menos combustível ou possui menores custos de manutenção.

Acoplado nas máquinas estão diversos sensores que irão fornecer informações de temperatura, umidade relativa, umidade dos grãos, entre outros.

Por meio da telemetria, os produtores conseguem realizar diagnósticos do maquinário agrícola da sua propriedade, podendo aprimorar a gestão de suas frotas e equipamentos.

Além de redução de custos, também é possível otimizar a produção, já que foram selecionadas as melhores máquinas e os melhores métodos para realização das operações em campo.

novas tecnologias
(Fonte: Revista Globo Rural)

A telemetria aplicada às máquinas agrícolas é um dos exemplos. Nestes casos, os programas conseguem saber:

  • Velocidade de trabalho
  • Quem estava operando o equipamento
  • Rotação, pressão do óleo e temperatura do motor
  • Horímetro
  • Taxa de consumo de combustível dos equipamentos
  • Dados climáticos do momento da operação
  • Doses dos insumos aplicados por ha
  • Custo das operações no momento em que elas são realizadas
  • Erros na aplicação

Além de ser possível analisar, por meio de planilhas e gráficos gerados de forma automatizada, os relatório das operações que ocorreram na fazenda de forma histórica.

Pode-se também selecionar faixas ideais de rotação do motor para evitar consumo excessivo de combustível. E, à medida que os padrões selecionados forem desrespeitados, um alerta avisará o condutor que algo está fora do planejado.

Essas operações podem ser acompanhadas em tempo real.

Também é possível saber o percurso que a máquina realizou dentro da lavoura e planejar esses tráfegos. É o que chamamos de tráfego controlado na lavoura!

Tráfego controlado

O tráfego controlado consiste basicamente em trafegar sempre nos mesmos locais dentro dos talhões da propriedade. Com isso, se reduz a compactação da área onde se encontram as raízes.

Dessa forma, é possível o melhor aproveitamento da fertilidade do solo pelas plantas, uma vez que a física do solo das áreas onde não passaram os rodados dos equipamentos garantem o bom desenvolvimento das culturas.

Para que seja possível realizar a operação de tráfego controlado, algumas ferramentas tecnológicas são indispensáveis.

Dentre elas podemos citar o GPS, para controle do paralelismo entre as passadas, e o ajuste de bitolas dos equipamentos.

Podemos ter ajuste de bitolas em múltiplos de 3m e 4m. Aqui no blog nós falamos sobre isso no artigo: “4 tipos de implementos agrícolas e quais são seus usos”. Confira!

Pulverização inteligente

O campo da pulverização agrícola está cada dia mais tecnológico. Os pulverizadores já possuem estações meteorológicas acopladas aos sistemas da máquina.

De acordo com a velocidade do vento, umidade relativa do ar e temperatura, o equipamento mostra se as condições estão ideais para realização da operação.

O mercado de sensores está cada dia mais eficaz no controle das plantas daninhas.

Um exemplo desses sensores que merece destaque é o Weedit.

Comercializado aqui no Brasil pela Smart Sensing, o Weed-it é um produto de origem holandesa. É um sensor ativo e por isso possui luz própria, sendo possível o trabalho 24h por dia.

O Weed-it é um sistema de pulverização localizada formada por sensores de detecção de clorofila e válvulas que aplicam os produtos somente onde há necessidade.

Possibilita uma economia de até 95% de herbicida na aplicação, considerando uma velocidade de pulverização de até 25 Km/h, sem alterar a pressão da barra ou tamanho de gotas, uma vez que utiliza válvulas do tipo PWM.

novas tecnologias
(Fonte: Smart Sensing)

Novas tecnologias: perspectivas para o futuro

Drones e satélites

Os drones e satélites são cada vez mais presentes em muitas propriedades brasileiras.

No futuro, será possível utilizar realidade virtual e aumentada para acompanhar as operações em tempo real.

A realidade virtual já está sendo desenvolvida para várias aplicações, desde smartphones e drones a outros dispositivos.

A tecnologia de realidade virtual está cada dia mais acessível e com melhores resoluções oferecidas aos usuários.

novas tecnologias
Novos modelos de drones são cada vez mais presentes na agricultura digital
(Fonte: Pegn)

Máquinas autônomas e robótica aplicada

Novas tecnologias em máquinas estão aparecendo para o trabalho no campo. Dentre elas, a exemplo dos carros autônomos, já temos alguns modelos de tratores autônomos presentes no mercado.

No futuro novas fontes de energia serão utilizadas no campo.

Os painéis solares fotovoltaicos já estão presentes em diversos países, porém ainda não são nossa fonte principal de energia.

A eficiência de conversão, hoje, chega em 44% e muitos ainda estão longe desse número, porém essa vai ser uma realidade no campo futuramente.

As impressoras 3D também estão em constante crescimento no mercado do agronegócio.

Hoje já é possível gerar impressão 3D, em escala, de material a ser utilizado em cortes e aterros nas propriedades, bem como calcular o volume de terra a ser movimentado em m³.

Já é possível imprimir em metal com impressoras 3D.

No futuro, espera-se que seja possível imprimir nas fazendas peças de máquinas que quebraram e realizar o reparo quase que imediatamente. Assim, não seria necessário perder tempo esperando a peça pelos Correios ou ter que ir buscá-la no revendedor mais próximo.

novas tecnologias
Conceito de trator autônomo: uso dessa tecnologia é inovação no campo
(Fonte: I Profesional)

Conclusão

O agronegócio está passando pela era da tecnologia da informação e comunicação.

Várias empresas e startups vêm desenvolvendo pacotes tecnológicos, plataformas e aplicativos que utilizam IA e Big Data para otimizar os sistemas de cultivo.

Frente a tantas inovações e novas tecnologias que surgem diariamente no mercado agrícola, cabe a cada fazenda decidir qual modelo tecnológico melhor se encaixa em seu dia a dia no campo.

Soluções digitais não estão disponíveis só para grandes empresas e produtores. As propriedades precisam se preparar para implementar pacotes tecnológicos em seus sistemas produtivos.

Esteja preparado para inovar e utilizar algumas dessas tecnologias em sua propriedade!

>> Leia mais:

O que são mapas NDVI e como consegui-los de graça para sua fazenda
NDRE versus NDVI: Qual é melhor para sua fazenda

Você já possui algumas dessas tecnologias? Conhece outras novas tecnologias que estão revolucionando nossos modelos produtivos? Adoraria ver seu comentário abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo