Tecnologia na lavoura: Como as novas ferramentas de inovação ajudam você no dia a dia da fazenda, aplicativos gratuitos e mais!

O uso de tecnologia na agricultura nunca foi tão intenso como nos últimos anos. 

E uma das provas disso é o número das chamadas “agtechs”: hoje existem mais de 300 startups ligadas ao agronegócio.

As tecnologias têm um objetivo comum: resolver problemas do produtor rural.

Mas é preciso saber usar e interpretar os dados que essas ferramentas oferecem. Caso contrário, elas podem representar apenas um aumento de custos na fazenda.

Como, então, aproveitar ao máximo a tecnologia na lavoura? Neste artigo mostraremos as principais e como elas podem ser empregadas em sua fazenda!

Tecnologia na lavoura: Revolução agrícola digital

A agricultura passou por uma série de revoluções que levaram a eficiência, o rendimento e a lucratividade a níveis até então inatingíveis.

E, para a próxima década, as previsões de mercado sugerem uma “revolução agrícola digital”, garantindo que a agricultura atenda às necessidades crescentes da população global no futuro.

A digitalização deve mudar todas as partes da cadeia agroalimentar. O gerenciamento de recursos em todo o sistema pode se tornar altamente otimizado, individualizado, inteligente e antecipador. Funcionará em tempo real, de forma hiperconectada, impulsionada por dados.

A agricultura digital criará sistemas altamente produtivos e adaptáveis ​​a mudanças como as causadas pelo clima. E isso deve trazer maior segurança alimentar, lucratividade e sustentabilidade.

De acordo com a FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations), a agricultura digital tem potencial de oferecer benefícios econômicos por meio do aumento da produtividade agrícola; eficiência de custos e oportunidades de mercado, entre outros pontos.

Mas, apesar dos benefícios potenciais serem convincentes, exigirão grandes transformações nos sistemas agrícolas, o que é desafiador.

E há condições mínimas necessárias para o uso da tecnologia, que são disponibilidade; conectividade; acessibilidade; políticas e programas de apoio para estratégias digitais.

Isso inclui facilitar ainda mais o uso da internet, de dispositivos móveis e mídias sociais, habilidades digitais e suporte à cultura empresarial e de inovação.

Além disso, é preciso também saber interpretar e aplicar corretamente todos os dados gerados pelas tecnologias aplicadas no campo. Sobre isso, vamos falar mais a seguir!

Tecnologia na lavoura: Como o Big Data pode ajudar a agricultura?

Para combater as pressões do aumento da demanda por alimentos e das mudanças climáticas, conta-se cada vez mais com o uso de tecnologia como IoT (Internet of Things ou internet das coisas), Big Data, análise e computação em nuvem.

Os dispositivos de IoT ajudam na primeira fase desse processo: coleta de dados. Sensores conectados a máquinas agrícolas, por exemplo, ajudam na coleta de dados em tempo real.

Eles integram grandes quantidades de dados coletados com outras informações disponíveis na nuvem, como dados meteorológicos e modelos de preços, para determinar padrões.

Esses padrões e ideias ajudam a identificar problemas existentes, como ineficiências operacionais e qualidade do solo, e formulam algoritmos preditivos que podem alertar antes mesmo que um problema ocorra.

A adoção de análises na agricultura tem aumentado consistentemente segundo a FAO. Este  mercado deve crescer de US$ 585 milhões em 2018 para US$ 1,236 milhões até 2023 – cerca de 16% ao ano.

Os quatro principais usos de Big Data na agricultura: 

1. Alimentar uma população crescente

Esse é um dos principais desafios e uma maneira de conseguir isso é aumentar o rendimento das terras agrícolas existentes.

O Big Data fornecerá (e já fornece, em alguns casos) dados sobre padrões de chuva, ciclos de água, necessidades de fertilizantes e muito mais. 

Isso permite tomar decisões inteligentes como quais culturas plantar para obter melhor lucratividade e quando colher. As decisões corretas acabam por melhorar o rendimento da fazenda.

2. Usando pesticidas eticamente

A administração de pesticidas tem sido uma questão controversa. O Big Data permitirá que os agricultores façam um gerenciamento melhor, recomendando quais pesticidas aplicar, quando e quanto.

Monitorando de perto, fica mais fácil para os produtores rurais aderirem às regulamentações governamentais e evitar o uso excessivo desses químicos na produção de alimentos. 

Isso levará a um aumento da lucratividade, já que o uso vai ser mais eficiente.

3. Otimizando o equipamento agrícola

Empresas como a John Deere integraram sensores em seus equipamentos agrícolas e implementaram aplicativos de Big Data que ajudam a gerenciar melhor a frota. 

Esse nível de monitoramento permite saber o estado do trator; as datas de vencimentos de manutenções; e receber alertas de reabastecimento de combustível. 

Tudo isso otimiza o uso e garante a saúde a longo prazo dos equipamentos agrícolas.

tecnologia na lavoura

(Fonte: John Deere)

4. Gerenciando problemas da cadeia de suprimentos

A McKinsey relata que um terço dos alimentos produzidos para consumo humano é perdido ou desperdiçado a cada ano. Um grande problema, já que o setor luta para preencher a lacuna entre oferta e demanda. 

Para resolver isso, os ciclos de entrega de alimentos do produtor ao mercado precisam ser reduzidos.

O Big Data pode ajudar a alcançar a eficiência dessa cadeia, rastreando e otimizando as rotas dos caminhões de entrega com uso da tecnologia da informação.

Tecnologia na lavoura: GPS

Uma das tecnologias mais conhecidas e já utilizadas pelos produtores é o sistema de posicionamento global, o GPS.

Mas hoje ele já não é a tecnologia mais avançada. O GNSS (Sistema de Navegação Global por Satélite) usa mais satélites, além de ser mais preciso que o GPS.

O uso do GPS, e agora do GNSS, possibilita a implementação de máquinas guiadas por computadores e satélites. E, por meio do piloto automático, máquinas agrícolas podem trabalhar por um período maior de tempo.

Além dessas tecnologias, outro grande avanço para a agricultura brasileira foi a introdução dos drones!

Drones

Os drones participam de inúmeras etapas do processo produtivo, permitindo o monitoramento em tempo real da lavoura.

Com o uso de VANTs (Veículos Aéreos não Tripulados), os produtores conseguem identificar pragas, doenças e deficiências nutricionais em partes específicas da lavoura. Isso permite controlar com precisão a distribuição dos insumos.

O drone permite a redução de tempo de trabalho na produção agrícola, pois é possível analisar uma área maior em menor tempo.

Muitos aplicativos inclusive fazem esse processamento de imagens de drones.

Tecnologia na palma da mão: 4 aplicativos que vão te ajudar na lavoura 

Além das tecnologias que estão chegando ao campo, é possível utilizar muitas ferramentas no dia a dia da fazenda e sem muito esforço. 

Alguns aplicativos disponíveis inclusive gratuitamente podem ajudar – e muito – no planejamento, produção e gestão da propriedade rural!

Análise do clima

Nada melhor que saber se as condições ambientais estão adequadas para a aplicação ou se as chuvas e a temperatura elevada vão proporcionar um clima favorável ao desenvolvimento de doenças.

Aplicativos como Clima tempo e Agritempo auxiliam na tomada de decisão quanto aos métodos culturais a serem utilizados.

tecnologia na lavoura

(Fonte: Clima tempo)

Identificação de pragas

Quando identificamos corretamente as pragas presentes em nossas lavouras, podemos economizar em aplicações.

E, tão importante quanto identificar o que nos traz prejuízos, é saber reconhecer os inimigos naturais presentes no campo.

No aplicativo Guia InNat você pode acessar imagens de agentes naturais de controle de pragas agrícolas; informar-se sobre predadores e parasitóides; características morfológicas das principais famílias; ciclo de vida e a função desses artrópodes como controladores de pragas. 

Você pode ainda comparar uma foto de um inseto tirada com a câmera do seu celular com as imagens da galeria do aplicativo. 

Com a comparação você consegue identificar se o inseto é uma praga agrícola ou inimigo natural.

guia inNat

(Fonte: Guia InNat)

Pulverização de defensivos

Outro aplicativo interessante e de grande ajuda na hora da pulverização de defensivos é o SpraySelect, da TeeJet Technologies.

Com ele, é possível selecionar de forma rápida e fácil a ponta de pulverização adequada para sua aplicação

No aplicativo você vai informar a velocidade de aplicação, espaçamento entre bicos e volume de aplicação. 

Assim, é possível definir a ponta por meio do tamanho de gota ou do produto a ser aplicado. O aplicativo recomenda uma lista de pontas adequadas para a sua aplicação.

(Fonte: TeeJet Technologies)

Gestão rural

Controlar o estoque, administrar o fluxo de caixa, planejar a próxima safra. Tudo isso pode ser feito pelo celular através de um software de gestão rural.

Com o Aegro, você pode registrar todas as suas atividades agrícolas, comparar custos orçados e realizados, além de saber exatamente qual foi o custo da sua produção.

E isso pode ser feito diretamente no campo, mesmo que não haja internet na hora – o sistema puxa as informações quando houver um acesso à rede.

Isso facilita a rotina e permite um gerenciamento mais eficiente da fazenda.


Tela com as funcionalidades do aegro

Exemplo de controle possível pelo Aegro. Visualize dados de colheita, custos e rentabilidade por talhão uso do com software agrícola

Você pode baixar a versão para celular gratuitamente aqui (Android e Ios), ou testar a versão completa por 7 dias aqui.

Conclusão

A agricultura digital veio para revolucionar e auxiliar o agronegócio, permitindo ganhos de eficiência, rendimento e lucratividade a níveis nunca antes atingidos.

Além disso, criará sistemas altamente produtivos e adaptáveis ​​a mudanças, o que deve trazer maior segurança alimentar e sustentabilidade.

No artigo, falamos sobre como o Big Data impactará a agricultura e algumas tecnologias já disponíveis que vão agilizar o dia a dia na fazenda. 

Atente-se sempre às novas tecnologias disponíveis e à interpretação dos dados gerados por elas para alcançar melhores resultados!

>> Leia mais: “Agricultura 4.0: Como ela pode ajudar na rotina da sua propriedade

>> Leia mais: “Drones e agricultura de precisão: 8 pontos para você considerar

A tecnologia na lavoura já é uma realidade ou ainda é algo distante para você? Adoraria ver seu comentário abaixo!