Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

Preço do algodão para 2021: confira as expectativas de produção e de comportamento do mercado nacional e internacional para os próximos meses

O Brasil tem se consolidado como quarto maior produtor e segundo maior exportador de algodão.

A semeadura do algodoeiro na safra 2020/2021 no Brasil chegou ao final com redução de 15% de área cultivada em relação à safra 2019/2020, segundo a Conab.

Em consequência dessa diminuição, a produção de algodão em pluma deverá chegar a 2,8 milhões de toneladas, 6% a menos que na safra passada.

Será que essa redução na produção e na área cultivada irá impactar as exportações brasileiras?

Se você também está curioso, confira neste artigo o que pode influenciar positivamentetrazer problemas ou impactar os preços do algodão para 2021!

O que deve influenciar o preço do algodão para 2021?

Os preços do algodão são determinados pelo mercado internacional. Além de um elevado custo de produção, a fibra de algodão enfrenta forte competição com as fibras sintéticas, provocando forte instabilidade no preço da commodity.

O Brasil, como segundo maior exportador da fibra, pode crescer tanto em produtividade quanto em área plantada, e assumir papel cada vez mais importante no mercado mundial.

Apesar das dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, o Brasil alcançou volume recorde de exportação de pluma no ano de 2020. 

Com isso, superou em 31,7% o desempenho de 2019, com 2,12 milhões de toneladas de pluma em 2020, volume recorde de exportação, segundo a Conab.

Considerando a estimativa da USDA para a safra 2020/2021, deve haver aumento de 12,8% nas importações mundiais em relação à safra anterior. Somente a China importará cerca de 2,39 milhões de toneladas de pluma, aquecendo as exportações mundiais.

Respectivamente, os EUA e o Brasil, primeiro e segundo maiores exportadores do mundo, terão forte desempenho nas exportações.

Com cerca de 70% da produção brasileira do algodão em fibra exportada, sendo China e Vietnã principais compradores, as vendas externas seguirão aquecidas. Isso fará com que o Brasil atinja novamente recorde nas exportações.

O perfil tecnificado do setor rural, aliado às questões logísticas e climáticas, potencializou o cultivo do algodão no Brasil e ampliou as possibilidades do mercado global.

A demanda mundial pelo algodão brasileiro cresce exponencialmente e o amplo nível tecnológico empregado pela cultura intensifica as exportações. 

O Brasil possui aptidão tecnológica e sustentável, além de ter demanda crescente.

Qual a expectativa de produção do algodão?

A semeadura do algodão na safra 2020/2021 no Brasil chegou a 100% no último dia 12 de março de 2021. Foi registrada redução de 15% de área cultivada em relação à safra 2019/2020, segundo a Conab

A produção brasileira de algodão em pluma na safra 2020/2021, segundo a Conab, chegará a 2,8 milhões de toneladas, 6% a menos que na safra 2019/2020, devido à redução da área cultivada de algodão.

gráfico redondo que mostra que a mesma época do ano (março de 2021), o desenvolvimento do algodão se encontra em diferentes fases de acordo com a região de cultivo

Na mesma época do ano (março de 2021), o desenvolvimento do algodão se encontra em diferentes fases de acordo com a região de cultivo
(Fonte: Conab)

Os principais motivos que levaram os produtores a reduzir a área cultivada foram:

  • a queda brusca na demanda global causada pela pandemia do coronavírus
  • oscilação de preços em 2020;
  • atraso no plantio da soja no Centro-Oeste brasileiro.

As vendas antecipadas e as ótimas expectativas para a produtividade da cultura no Brasil dão aos produtores a perspectiva de aumentar a área de cultivo na safra 2021/2022, recuperando parte do que foi ocupado pela soja na safra atual.

A perspectiva de altas produtividades médias, com cerca de 300 arrobas por hectare, só será possível caso as condições climáticas contribuam para o desenvolvimento das lavouras.

É esperada alta de preços?

A tendência de alta de preços do algodão em pluma, que vinha sendo observada desde dezembro de 2020, foi interrompida nos últimos dias

Entre os dias 12 e 19 de março, o indicador Cepea/Esalq, recuou 2,7%, fechando a R$ 4,9742/lp no dia 19 de março. 

A intensificação das medidas restritivas para o controle da Covid-19 no Brasil aumentou a incerteza sobre o comportamento dos consumidores. Isso, consequentemente, prejudicou as negociações do algodão no mercado spot nacional. 

Porém, no momento, a preocupação está no desenvolvimento das lavouras para que a cultura atinja grandes produtividades, se recuperando da queda na produção devido à redução da área cultivada em 2021. 

Devido ao crescimento exponencial da demanda mundial pelo algodão brasileiro e o alto nível tecnológico empregado na cultura, é esperado que a fibra de algodão brasileira tenha uma demanda crescente, valorizando o mercado.

planilha de produtividade do algodão Aegro, baixe grátis

Como acompanhar os preços do algodão?

Caso você tenha dúvidas ou dificuldades para acompanhar o preço do algodão, confira essa dica:

O principal indicador de preços da cultura no Brasil é o Cepea/Esalq.

gráfico com variação do indicador do preço do algodão Cepea/Esalq dos últimos 6 meses

Variação do indicador do preço do algodão Cepea/Esalq dos últimos 6 meses
(Fonte: Cepea/Esalq)

Existe também o indicador de preços ICE Futures, que pode ser encontrado em um site especializado, confiável e gratuito como o da Abrapa.

Conclusão

O Brasil é o quarto maior produtor e segundo maior exportador mundial de algodão.

O alto nível tecnológico, aliado a questões logísticas e climáticas, potencializa o cultivo do algodão no Brasil e amplia as possibilidades do mercado global.

A intensificação das medidas restritivas para o controle da Covid-19 no Brasil prejudicou as negociações do algodão no mercado spot nacional, interrompendo a tendência de alta de preços observada desde dezembro de 2020.

Os principais indicadores de preços do algodão no Brasil são o Cepea/Esalq e o ICE Futures.

Agora que você tem essas informações, não deixe de acompanhar o andamento da lavoura do algodão!

>> Leia mais:

“Dicas e cuidados que você precisa seguir para o armazenamento do algodão”

Como está a sua expectativa em relação aos preços do algodão para 2021? Qual sua maior dificuldade em acompanhar o mercado? Adoraria ler seu comentário abaixo!