O Blog da Logo da Aegro

Foto de espaçamento entre plantas e entre linhas de uma lavoura inicial de soja

Espaçamento entre plantas e entre linhas: saiba qual é o ideal para a sua lavoura

- 27 de outubro de 2021

Espaçamento entre plantas e entre linhas: entenda as variações e como ele pode ser otimizado em áreas com boas condições de produção 

Você sabe qual o espaçamento ideal entre plantas e entre linhas para a sua lavoura? 

O ideal é aquele que está mais condizente com a realidade da sua área de produção e com o que você produz.

Em qualquer cultura, o espaçamento pode ser utilizado para otimizar a produção e obter boas rentabilidades. Isso vale para lavouras temporárias ou permanentes.

Para saber o espaçamento ideal, você deve considerar as condições do solo, o regime hídrico, a variedade da cultura e a operacionalidade. Veja mais detalhes a seguir!

Importância do espaçamento entre plantas e entre linhas

Independente do tamanho da sua área de produção ou cultura, o espaçamento entre plantas e linhas é algo que deve ser sempre considerado.

As plantas precisam de um espaço mínimo para que não haja competição entre elas. Elas podem competir por luz, água e nutrientes do solo, o que gera baixa produção.

Com a evolução da agricultura, há diversas recomendações de espaçamento entre plantas e entre linhas. Elas são utilizadas após pesquisas comprovarem sua eficácia

Na busca por informações, você precisa saber exatamente a variedade a ser cultivada. Após isso, observe as recomendações de espaçamento mínimo.

O espaçamento determina o tráfego de maquinários na lavoura, na realização dos manejos durante o crescimento da planta e na colheita.

Um dos fatores importantes para determinar o espaçamento é a condição climática da sua área de produção. Você deve observar o regime pluviométrico, luminosidade e condições do solo e clima.

Estando de olho nesses fatores gerais, você já estará em um bom caminho. 

Linhas duplas (ou gêmeas) e plantio cruzado

O plantio em filas duplas (ou gêmeas) ou no plantio cruzado volta e meia despertam a atenção dos produtores de grãos. Afinal, a busca por maior produtividade é frequente.

Os estudos da Embrapa sobre plantios de soja em fileiras duplas demonstram que elas não geram maior produtividade. São semelhantes ao plantio convencional.

No plantio cruzado da soja, os resultados de produtividade também não têm sido relevantes.

Já no sorgo, as pesquisas mostram ganhos de produtividade no plantio em fileiras duplas, assim como no plantio de milho.

Espaçamento para a soja

A soja é cultivada no espaçamento de:

  • 40 cm a 50 cm entre linhas;
  • 5 cm a 16 cm entre plantas na linha. 

A soja tem uma parte do rendimento atribuído a fatores genéticos e a outra parte ao manejo da lavoura. O espaçamento entre plantas e entre linhas faz parte desse manejo. 

O adensamento de plantas varia conforme o quadro abaixo:

Tabela que mostra o espaçamento correto entre plantas, de acordo com os hectares

Adensamento pode chegar a 450.000 por m²

(Fonte: Embrapa)

No cultivo de soja, um dos objetivos do espaçamento é reduzir a competição das plantas por água, luz e nutrientes. Além disso, evita a propagação de pragas e doenças.

Para produzir bem, a soja precisa de melhor aproveitamento da irradiação solar na área foliar. Isso garante a fotossíntese necessária para o crescimento das plantas.

Um estudo da Embrapa mostrou que o adensamento de plantas no espaçamento de 25 cm entre linhas resultou em 4,7 sacas de 60 kg/ha a mais de soja. Esse número foi comparado ao resultado no espaçamento de 50 cm.

No sistema mais adensado, ocorre o aumento mais rápido da área foliar. A consequência é que o crescimento da planta é acelerado, fazendo com que haja o acúmulo de massa para produção de grãos.

Espaçamento para o milho

A semeadura de milho tem espaçamento reduzido. Ele varia entre:

  • 45 cm e 50 cm entre linhas;
  • 6 a 7 sementes por metro.

As orientações sobre espaçamento para o milho são semelhantes às da soja. Isso quanto a consulta ao Zarc e às especificações das sementes/cultivares.

No caso do milho, fique de olho no espaçamento adequado para a finalidade do cultivo: milho silagem, pipoca, doce, grão, milho branco ou minimilho.

A diferença se dá mais com o milho silagem. Geralmente, ele é cultivado com 50 cm a 75 cm entre linhas. Assim, sobra mais espaço para o manejo de pragas e durante a colheita com máquinas.   

O maior adensamento do  proporciona uma cobertura mais rápida do solo, melhor aproveitamento da radiação solar e redução de ervas daninhas do milho.

No entanto, o adensamento pode favorecer as doenças, devido à menor aeração e do microclima favorável.

Densidade da plantação de milho: imagem mostra redução de espaços, que favorece a cobertura do solo

Densidade da plantação do milho: redução de espaços favorece a cobertura do solo

(Fonte: Embrapa)

O rendimento do milho, assim como da soja, depende de outros manejos e especificidades genéticas das sementes. Condições climáticas favoráveis também são importantes.

Espaçamento para o trigo

A semeadura do trigo é bem diferente da soja e do milho:

  • Nas linhas a distância é de 20 cm, mas pode chegar até 17 cm.  A profundidade varia entre 2 cm a 5 cm;
  • A densidade indicada é de 350 a 450 sementes por metro quadrado. Em área irrigada, entre 270 a 350 sementes por metro quadrado. 

O Zarc do trigo também é uma ferramenta importante para você. Com ela, você pode saber a época certa de realizar o plantio e reduzir os riscos da atividade.

Espaçamento para o café

O espaçamento das lavouras de café, assim com todas as permanentes, são bem variáveis:

  • o espaçamento entre linhas varia entre 3,5 m a 4 m;
  • o espaçamento entre plantas varia entre 50 cm a 1 m.

As principais influências no espaçamento são o manejo e os tratos culturais, que envolvem também a poda.

A introdução de máquinas, sobretudo durante a fase da colheita, é um dos principais fatores que devem ser observados na implantação da lavoura.

O cafeeiro leva de 3 a 5 anos para produzir. Após implantado, pode chegar até 25 anos de vida, em produção anual.

Assim, a decisão no espaçamento na produção de café é algo que não dá para mudar.

A maior distância de uma planta para outra é mais recomendável para áreas de sequeiro. Para áreas irrigadas, o adensamento é mais possível de ser feito.

Cuide do manejo de semeadura

Além de cuidar do espaçamento entre linhas e entre plantas, é necessário realizar um bom manejo de semeadura para garantir bons resultados. 

Atente-se para a época certa da semeadura. Uma cultivar pode ser ideal para determinada época e não render bem em outra. Na época correta, há condições favoráveis à expressão do potencial genético da semente.

A Embrapa orienta que você se atente à melhor época de plantio da sua região, que pode não ser a mesma de outros locais.

Para reduzir os riscos, consulte o Zarc (Zoneamento Agrícola de Risco Climático) da soja no Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Os estudos da Embrapa nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste apontam que as maiores produtividades da soja são das semeaduras realizadas entre outubro e novembro.

Nessa época, as condições climáticas (chuvas, luminosidade, temperatura do ar e solo e fotoperíodo) são ideais para o crescimento, florescimento e enchimento dos grãos.

curso manejo de solo Aegro

Conclusão

O espaçamento entre plantas e entre linhas faz parte do manejo de semeadura. É uma das fases mais importantes da produção, já que ele interfere na produtividade.

O sucesso da lavoura, contudo, também dependerá de outros fatores.

A diminuição dos riscos para a semeadura pode ser reduzida consultando o Zarc.

Buscar orientação/informação técnica sobre a semente que será utilizada no plantio é algo que você deve fazer sempre. Assim, terá certeza da época certa para a semeadura.

>> Leia mais: “Como melhorar a plantabilidade e corrigir falhas e duplas na lavoura”

Como você calcula o espaçamento entre plantas e entre linhas dos seus cultivos? Já procurou ajuda de um profissional da área para te ajudar? Deixe seu comentário!

Comentários

  1. Esmeralda Teresa Hebo Luis Henriques disse:

    Olá Mário, sou angolana e estou procurando um agrónomo com experiencia na produção de café robusta, você pode me ajudar?

    1. Raíssa Ciccheli disse:

      Oi, Esmeralda
      Sou da comunicação da Aegro.
      Não temos indicação de agrônomos, mas temos um portal de consultores parceiros. Talvez algum deles possa te ajudar, acesse por aqui: https://portal-consultores.aegro.com.br/
      Agradecemos por nos acompanhar,

      Abraço! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.