Plantio de milho: Semeadura, espaçamento, escolha do híbrido e outras dicas para alcançar um melhor potencial produtivo da lavoura.

O Brasil é o terceiro maior produtor de milho do mundo. Mas a produtividade da lavoura ainda deixa a desejar.

Na safrinha atual, o agricultor deve colher em média 5 toneladas por hectare. Nos Estados Unidos, por exemplo, esse volume é mais que o dobro.

Mas, como fazer o plantio de milho para garantir um nível melhor de produção?

Qual híbrido escolher e qual espaçamento adequado para plantar milho? Vamos falar sobre isso e mais no artigo a seguir. Confira!

plantio de milho
Milho é um dos cereais mais cultivados no Brasil; Safra 2018/19 deve ultrapassar 92 milhões de toneladas, segundo a Conab
(Foto: Revista Globo Rural)

Plantio de milho para alta produtividade: semeadura

Realizar o planejamento antecipado da próxima safra é essencial para o sucesso da produção, seja safra ou safrinha do milho.

E o primeiro ponto a se pensar é a semeadura.

Para isso, é preciso pesquisar e escolher sementes de milho de qualidade, que possuam as características desejadas.

Você precisa verificar se o híbrido escolhido é recomendado para sua região e para a época de semeadura pretendida (safra ou safrinha).

Escolha híbridos resistentes às doenças comuns na sua região. Assim, você economiza com fungicidas!

Caso você possua uma média ou grande propriedade, a dica é utilizar cultivares de milho com ciclos diferenciados. Isso pode minimizar os riscos de perdas na produção pelo clima.

Normalmente, a época de plantio da safra normal ocorre entre os meses de setembro e dezembro, variando de região para região.

Já no milho safrinha, a semeadura pode variar de janeiro a abril. A região Centro-Oeste é hoje a principal produtora do país.

Planeje o momento de sua semeadura, ela é fundamental para estabelecimento do estande adequado. Para isso, faça um cronograma e coloque os responsáveis por cada atividade.

Você já sabe, mas vale a pena lembrar: fique atento ao clima. Semeie apenas quando as condições climáticas forem favoráveis para a emergência no campo.

A correria de querer semear logo não compensam as perdas de produtividade se isso ocorrer em condições climáticas desfavoráveis.

plantio de milho

(Fonte: LaborSolo)

>>Leia mais: “6 funcionalidades do Aegro que vão te ajudar durante o plantio

A semeadura correta começa no manejo da sua entressafra

Não se esqueça de realizar o controle de plantas daninhas na entressafra. A presença de algumas plantas infestantes pode comprometer o estabelecimento do estande inicial da cultura, competindo por luz, água e nutrientes.

Além disso, controlando as plantas daninhas, você acaba realizando o controle de pragas indiretamente, uma vez que plantas daninhas podem ser hospedeiras de pragas.

Realize também a análise de solo para saber quais cuidados ele necessita (calagem, gessagem, adubação de cobertura, etc).

Antes de iniciar a semeadura de fato, não se esqueça de realizar a regulagem do maquinário!

Está com medo de esquecer algum passo? Confira o artigo “Planejamento agrícola: 6 mandamentos que você deveria seguir!”

Espaçamentos para plantio de milho

Outro ponto muito importante para a cultura do milho é a escolha da densidade de plantio e do espaçamento. Eles refletem diretamente na produtividade de milho.

O espaçamento utilizado tradicionalmente pelos produtores era o de 80 cm a 90 cm entre linhas.

Contudo, desde a última década, vem sendo cada vez mais adotado o espaçamento reduzido. Isso é, plantio deve ser feito com 45 cm a 50 cm entre linhas.

O espaçamento reduzido pode proporcionar melhores condições de desenvolvimento para a cultura e trazer efeitos positivos na produtividade.

Vou te mostrar as principais vantagens do espaçamento reduzido:

  • Cobertura rápida do solo
  • Melhor aproveitamento da radiação solar
  • Redução da utilização de herbicidas (menor ocorrência de plantas daninhas)
  • Redução de custos
  • Mesmo espaçamento da soja

Mas também há desvantagens. As principais são:

  • Dificuldades em alguns manejos
  • Menor aeração no interior da cultura: microclima favorável a doenças

Antes de decidir qual espaçamento utilizar em sua área, o ideal é realizar o diagnóstico da sua fazenda.

Verifique as condições da sua área, qual a recomendação para o milho híbrido escolhido e espaçamento que melhor se adequa à propriedade.

Sobre o espaçamento reduzido em milho, selecionei um vídeo para que você possa tirar suas dúvidas:

Plantio de milho: Quilos de sementes por ha

Informações sobre a quantidade de sementes por hectare são fundamentais para o planejamento pré-plantio.

Mas, para podermos calcular quantas sementes serão distribuídas, é necessário se atentar a alguns detalhes.

Após a escolha do híbrido, é necessário conhecer o desempenho dessas sementes no campo, ou seja, quanto elas emergem.

As empresas fornecem os resultados do teste de germinação na embalagem do produto. Contudo, esse teste é realizado em condições ótimas para a germinação das sementes.

A dica aqui é: escolha um pequeno canteiro na sua propriedade e realize o teste de emergência a campo!

Assim, você vai conhecer o desempenho das suas sementes no campo e pode realizar seus cálculos com mais segurança.

Primeiramente, vamos calcular o número de plantas por metro. Vamos lá:

plantio de milho

>> Baixe a planilha grátis de estimativa da produtividade do milho

Mas qual quantidade de sementes devo utilizar?

Para realizar esse cálculo você vai precisar de algumas informações que constam na embalagem do seu híbrido. Veja:

plantio de milho

Em que:
P: Peso de 100 sementes (Kg)
A: Área da lavoura (ha)
D: Número de plantas por metro
G: Germinação da semente (%)
Z: Pureza da semente (%)
E: Espaçamento entre linhas (cm)

Realize o cálculo da quantidade de sementes necessárias e evite erros no momento da compra!

plantio de milho
(Foto:Embrapa)

Qual semente escolher para o plantio de milho?

O mercado de sementes oferece um grande número de opções. Para fazer a melhor escolha, você deve responder essas 4 perguntas:

1- Qual é o objetivo da minha produção?

Se a resposta for produção de silagem, se atente às características que lhe interessam, como por exemplo a alta produção de massa verde.

Você também pode ter o objetivo de produzir milho verde, sendo que o ideal é que você busque os híbridos melhores para isso, como a BRS 3046.

Já se o seu objetivo é produção de grãos, invista em sementes que apresentem elevado rendimento.

2 – Qual a localização da minha propriedade?

Aqui você deve ficar de olho no zoneamento agrícola e quais cultivares/híbridos apresentam melhor adaptabilidade e estabilidade.

3 – Realizo o planejamento da minha safra?

O planejamento é essencial no momento da escolha do ciclo da cultivar/híbridos. Você não deve escolher uma cultivar com ciclo precoce apenas porque seu vizinho usa.

Fique atento, pois cada cultivar possui uma necessidade específica!

4 – É planta refúgio?

Se sim, você pode optar por uma cultivar/híbridos de milho com a tecnologia Bt, por exemplo.

Respondidas essas perguntas, você consegue selecionar algumas opções de sementes que são mais viáveis para sua fazenda. Hoje, o produtor deve escolher entre 298 opções disponíveis no mercado.

plantio de milho

Tipos de cultivares, quantidade e porcentagem em relação ao total presentes no mercado de sementes – safra 2017/18
(Fonte: Mais Soja)

Conclusão

A semeadura é extremamente importante para garantir altas produtividades no plantio de milho.

E neste artigo vimos como você pode garantir sua produção a começar pelo planejamento da sua safra.

Também falamos quais os cuidados você deve ter no momento de escolher sua semente e os diferentes espaçamentos para a plantação de milho.

Você pôde conferir ainda como calcular a quantidade de sementes necessárias para a lavoura.

Espero que essas informações te ajudem a melhorar o seu plantio de milho e aumentar seu potencial produtivo.

>>Leia mais:

Plantação de milho irrigado: Quando compensa?
Como realizar o preparo do solo para plantio de milho

Como você realiza o plantio de milho hoje? Restou alguma dúvida? Deixe seu comentário!