O Blog da Logo da Aegro

contabilidade rural

7 passos para começar a contabilidade rural da sua fazenda

- 16 de março de 2022

Contabilidade rural: saiba tudo sobre inventário rural, registro de perdas, registros contábeis e as características dessa área!

A contabilidade rural é um instrumento capaz de ajudar quem produz a melhorar a gestão da fazenda. Como consequência, a lucratividade também melhora.

Afinal, toda informação que essa área fornece sobre a fazenda pode te ajudar na tomada de decisões estratégicas. Essas informações capacitam as empresas rurais para serem mais competitivas.

O cumprimento das exigências fiscais também depende da contabilidade. Com ela, você evita perder pendências e receber multas.

Neste artigo, saiba o que é a contabilidade rural e como ela pode ser uma grande aliada da fazenda. Confira!

O que é contabilidade rural?

A contabilidade rural é o ramo da contabilidade com foco no patrimônio

Ela avalia aspectos como:

  • receitas;
  • despesas;
  • terra;
  • equipamentos;
  • insumos;
  • empréstimos;
  • patrimônio líquido da empresa rural.

A atividade rural possui algumas diferenças dos demais setores da economia. Isso gera a necessidade de encontrar um profissional da contabilidade especializado para conseguir atender essa demanda.

O profissional precisará criar estratégias diferenciadas de gestão. Além disso, é necessário criar medidas para garantir bons resultados e prevenir possíveis problemas.

Seguindo a legislação brasileira e as normas do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, as empresas podem ter uma avaliação mais precisa do seu negócio.

Fazer os registros contábeis com frequência pode trazer várias vantagens. Por exemplo, ajudar sua empresa a conseguir melhores condições de empréstimos.

Outra vantagem é que os gestores terão uma ideia mais precisa sobre a situação financeira e a evolução das plantações ao longo do ano. 

Características da atividade rural consideradas na contabilidade rural

A atividade rural possui diferenças significativas em relação a outras atividades econômicas. A venda de produtos e serviços é uma delas. 

Para entender o negócio rural, aspectos como clima, mercado e variação dos preços dos insumos devem ser considerados. 

Fatores externos podem gerar instabilidade nos negócios e esse profissional precisa saber lidar com isso.

Uma das diferenças mais marcantes é a sazonalidade. As indústrias e empresas prestadoras de serviços possuem receitas e despesas relativamente constantes ao longo do ano.

As empresas rurais têm outra dinâmica. Elas possuem vários custos, como preparação do solo, plantio, irrigação, colheita. Apenas depois de alguns meses essas empresas irão obter a receita com a venda dos produtos. 

Por isso, quem produz precisa de um planejamento financeiro muito mais minucioso que as empresas de outros setores. Isso é necessário para evitar problemas de caixa no período de entressafra.

Por esse motivo, muitos produtores diversificam a produção agrícola para ter mais receitas em diferentes períodos do ano.

planilha de controle de endividamento rural com rateio por participante

Como fazer a contabilidade rural do seu negócio

A contabilidade rural abrange as diferentes características da atividade do campo. Isso te dá uma visão para explorar os recursos de maneira muito mais eficaz.

Antes de estruturar a contabilidade, é essencial que produtores e contadores responsáveis pela área saibam dos pontos de atenção do negócio

Assim, você pode contar com informações mais precisas para precificar seus produtos e fazer um planejamento financeiro para as safras seguintes. 

Definir a reserva de caixa necessária para a produção, o orçamento de cada safra e acompanhar a evolução dos custos são algumas ações importantes.

Então, para se aprofundar no assunto, é indispensável conhecer as particularidades do negócio. Veja quais são elas:

1. Inventário rural

A contabilidade rural deve registrar o valor patrimonial da fazenda. É pelo levantamento patrimonial que você conseguirá analisar quais são os seus ativos e quais são seus passivos.

Sempre registre:

  • o montante de capital em conta; 
  • máquinas e equipamentos; 
  • construções como galpões; 
  • contas a pagar e receber; 
  • estoque de produção.

Durante o processo de inventário, é fundamental não confundir as despesas pessoais com as despesas da atividade rural.

Também é necessário definir valores monetários para ativos (como árvores frutíferas), mas esse processo pode ser bem difícil.

Então, para determinar esse valor, existem técnicas específicas. Por exemplo, existem softwares que mapeiam itens e determinam seus valores.

2. Registro de perdas

O setor rural, muitas vezes, sofre perdas relacionadas a:

  • infestação de pragas;
  • incêndios;
  • enchentes;
  • inundações;
  • tempestades com ventos fortes e granizo, 
  • dentre outros.

Todos esses fatores podem impactar muito a atividade agropecuária. Todas essas perdas devem ser registradas.

Esse evento deve ser registrado como despesa não operacional. Isso porque se trata de uma variável cuja ocorrência foge do controle da gestão do negócio.

3. Culturas temporárias e permanentes

O tipo de cultura é fundamental nos registros contábeis. 

A cultura temporária é de curta ou média duração. Geralmente, o ciclo vegetativo é inferior a um ano. Após a colheita, essas culturas necessitam de novo plantio para produzir.

Nesse caso, os produtos são ativos circulantes. Ativos circulantes dão retornos a curto prazo.  Todos os custos com trabalhadores, insumos e combustível devem ser contabilizados.

4-contabilidade-rural

(Fonte: Gestão Rural)

A cultura permanente é de ciclo vegetativo longo, que permite colheitas sucessivas. Não há necessidade de novo plantio.

Nesse tipo de cultura, que o ciclo é maior que um ano, os produtos devem ser categorizados como ativos não circulantes. Ativos não circulantes dão retorno a longo prazo.

4. Ciclos operacionais

Conhecer o ciclo operacional da fazenda é essencial para o profissional da contabilidade. 

Afinal, o tempo do ciclo de produção varia de acordo com o tipo de cultivo e rebanho.

Os ciclos operacionais, muitas vezes, não correspondem a um ano fiscal

Ou seja, eles podem ser maiores que 12 meses entre o plantio e a venda para o consumidor final.

Para que os registros contábeis sejam feitos corretamente, é fundamental entender o ciclo operacional da empresa.

5. Registros contábeis

O contador da empresa rural será o responsável pelo registro contábil. 

Os registros devem englobar as contas de receita, custos e despesas. Portanto, o contador deve ser o responsável pelo cálculo dos encargos financeiros e trabalhistas, aplicações financeiras e imposto de renda da empresa.

Além disso, é recomendado que algumas informações específicas sejam observadas, como:

Atividades de criação de animais

Nessas atividades, o ideal é que os componentes patrimoniais sejam analisados da seguinte forma:

  • Estoque de animais: devem ser avaliados de acordo com a idade e com a qualidade;
  • Nascimento de animais: são calculados a partir da divisão dos custos acumulados pela quantidade de animais nascidos;
  • Custos de animais: encontram-se atrelados ao valor original, uma vez que são recorrentes e variam de acordo com a fase de desenvolvimento do animal.

Outras práticas rurais

Em outras atividade rurais, que não envolvem animais, os registros contábeis devem considerar informações como:

  • Avaliação dos bens: rendimentos vindos das culturas devem ser vinculados a cada produto pelo seu valor original, incluindo todos os custos relacionados ao ciclo operacional;
  • Custos indiretos: em casos de culturas temporárias e permanentes, eles devem ser vinculados a cada produto, individualmente;
  • Estoque de produtos agrícolas: os custos específicos de uma colheita são contabilizados, bem como seu respectivo beneficiamento, seu acondicionamento e sua armazenagem;
  • Despesas pré-operacionais: devem ser amortizadas já na primeira colheita;
  • Imobilizados: podem ser incluídos os custos que aumentam a vida útil de uma cultura permanente;
  • Despesa operacional: ganhos relacionados à avaliação dos estoques dos produtos pelo valor de mercado;
  • Ativos da empresa rural: devem incluir custos necessários para a produção, de acordo com a expectativa de concretização;
  • Ativo circulante: contém informações sobre as despesas com estoque de produtos agrícolas e todos os custos necessários para concretizar a safra no próximo exercício;
  • Ativo permanente imobilizado: trata-se de custos que trarão benefícios a longo prazo, ou seja, em mais de um exercício.

A escrituração contábil das atividades rurais é obrigatória e orientada por um plano de contas. Este plano serve de parâmetro para a elaboração das demonstrações contábeis. 

O plano de contas e a escrituração contábil devem conter os dados sobre ativos, passivos, receitas, custos e despesas

6. Elabore o fluxo de caixa

A partir da elaboração do fluxo de caixa é possível identificar as entradas e saídas financeiras de dinheiro no seu negócio. 

Além disso, o fluxo de caixa fornece informações sobre o saldo disponível e o capital de giro. Basicamente, você deve registrar todos os custos e recebimentos.

Os recebimentos consistem em toda entrada de dinheiro no caixa. Você deve considerar como recebimentos as vendas à vista e a prazo, cartões e rendimentos de aplicações.

Por outro lado, os custos representam todas as saídas de dinheiro do seu caixa. 

É preciso registrar todos os pagamentos de fornecedores, custos e despesas financeiras, salários e encargos, impostos e empréstimos.

Para te ajudar nessa etapa, separamos uma planilha completa para você fazer o fluxo de caixa da sua fazenda. Clique na imagem abaixo para baixar:

planilha de fluxo de caixa

7. Conte com um software de gestão agrícola

Para ter acesso e controle de todos os dados da fazenda, é fundamental contar com a ajuda de um software de gestão agrícola

A estrutura contábil e financeira de uma fazenda é muito complexa. Fica complicado ter a percepção correta da situação financeira da empresa com dados nos papéis ou em diversas planilhas.

Muitas vezes, na correria do dia a dia, esquecemos de anotar algumas informações importantes que podem fazer diferença no fim do mês.

Com o software de gestão agrícola, como o Aegro, todas suas informações ficam concentradas em um único lugar. 

contabilidade-rural-fluxo-de-caixa-parcelas

No Aegro você tem todos os seus dados em um só lugar. É muito mais fácil visualizar sua empresa rural com todas as contas organizadas.

Elas podem ser facilmente visualizadas, e você pode interpretar os dados para tomadas de decisões mais assertivas.

Conclusão

A contabilidade é fundamental para as empresas rurais. 

Ela te ajuda a conhecer a realidade econômica do empreendimento. Além disso, é uma forma de visualizar os pontos positivos e negativos do negócio.

A contabilidade rural é um segmento em crescimento, em razão da ampliação e da força do agronegócio no Brasil. 

Por isso, vale a pena aprofundar o conhecimento sobre o assunto e implementar todas essas dicas na sua fazenda.

E você? Já faz a contabilidade rural do seu negócio? Quais melhorias notou na sua fazenda? Adoraria ler seu comentário!

Comentários

  1. Walquiria disse:

    Boa noite!

    Que material maravilhoso, objetivo, esclareceu muita coisa pra mim.

    grata.
    Walquiria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.