Fluxo de caixa: Como ele te ajuda no dia a dia e como fazer para melhorar a gestão da sua empresa rural em 4 passos simples.

Quantas noites você já perdeu fazendo o fluxo de caixa da sua propriedade rural?

Reunir todos os papéis e todas aquelas informações dentro das planilhas no computador é um desafio e tanto. Especialmente quando estamos focados em produzir.

Aí fica fácil adiar o fluxo de caixa até que a colheita termine, acabando no desconhecimento financeiro da sua fazenda em boa parte do ano.

Mas não espere! Conhecer a posição financeira de sua fazenda lhe dará base para melhorar a gestão da empresa rural.

Com um fluxo de caixa em dia, você melhora a tomada de decisão, a gestão da mão de obra e recursos humanos da sua fazenda. E, de quebra, sua administração rural fica mais eficiente.

Aqui lhe daremos 4 passos simples e uma planilha gratuita para manter o fluxo de caixa em ordem. Veja a seguir:

O fluxo de caixa na gestão da empresa rural

Com o fluxo de caixa você saberá onde sua fazenda está em termos financeiros, permitindo que as operações sejam executadas de acordo com isso. Assim seu processo administrativo fica mais eficaz.

Por exemplo: “Devo comprar aquela área ou esperar? Talvez seja melhor alugar mais máquinas agrícolas do que comprá-las?”.

São essas informações financeiras atuais que vão colaborar no entendimento das despesas que devem ser feitas ou adiadas.

Em outras palavras, o fluxo de caixa é a força vital do seu negócio.

Se ter pouco dinheiro dificulta a capacidade de pagar seus insumos e funcionários, o contrário significa que você pode investir na fazenda.

Todo empresário rural deve ter um planejamento estratégico definido e o fluxo de caixa pode ser o início.

Mantendo seu fluxo de caixa em ordem você consegue acompanhar a quantidade de dinheiro disponível em um determinado período de tempo.

Portanto, note que, ao realizar corretamente um fluxo de caixa, você terá poder para tomar decisões melhores.

Então, vamos para alguns passos simples que te ajudarão a ter e manter adequadamente o fluxo de caixa da sua produção agropecuária.

Fluxo de caixa de uma empresa rural em 4 passos

1. Detalhe e registre todas as fontes de receita e despesas

Tome um tempo para considerar e registrar todas as suas despesas envolvidas na sua fazenda, sempre utilizando o conceito de empresa rural.

E quando eu digo todas, são realmente todas: despesas com escritório, administração, manutenções, depreciações, frete, e etc.

Aliás, detalhe também todas as suas fontes de receita, tudo o que foi produzido e vendido.

Para começar seu fluxo de caixa, o ideal é ter os dados de quanto dinheiro você tem disponível hoje.

fluxo de caixa

(Fonte: Saia do Lugar)

Além disso, prepare e faça o planejamento do seu fluxo de caixa por meio do planejamento agrícola.

Você verá como vai ficar mais fácil registrar todas as movimentações financeiras e planejar todos os gastos se o planejamento financeiro estiver feito adequadamente.

A partir daí, com a preparação – e depois com todas as entradas e saídas que você for registrando -, terá o capital disponível por período de forma mais fácil de ser compreendida.

2. Separe suas despesas familiares e as despesas da fazenda

Provavelmente sua empresa rural é também familiar, mas é muito importante que você separe as despesas pessoais daquelas da fazenda.

Considerar os custos da fazenda e da casa em um só lugar dificulta os cálculos e pode mascarar a saúde financeira de sua propriedade rural.

Quando você separar essas duas coisas, verá o quão mais simples e claras ficam as informações.

>>Leia mais: “Sucessão familiar da fazenda: Como fazer esse processo sem maiores problemas”

3. Prepare seu fluxo de caixa em uma base mensal

Isto é, reserve um tempo para pensar e já deixar registrados todos os pagamentos e recebimentos em cada mês.

Muito provavelmente você tem parcelas a pagar de alguma compra ou financiamento, além de parcelas a receber da sua produção agrícola.

Por exemplo, se você tem de pagar um financiamento em 10 vezes, já pode colocar a despesa nesses meses seguintes.

Isso faz com que não seja preciso colocar as mesmas despesas todo mês, economizando tempo e evitando o esquecimento dessas parcelas.

4. Continue revendo, monitorando e alterando seu fluxo de caixa

Infelizmente, uma vez que o fluxo de caixa é preparado, muitas vezes é arquivado e esquecido.

No entanto, o acompanhamento do fluxo de caixa é tão importante quanto a sua realização.

Desse modo, você consegue monitorar o dinheiro que entra e as saídas reais em relação às originalmente orçadas, além de notar as mudanças e sazonalidades. Assim, você tem um fluxo de caixa projetado.

As sazonalidades das entradas e saídas no meio rural são bem definidas quando tratamos de grandes culturas.

Nos meses que antecedem o plantio, e até durante a safra, os gastos são muitos e nenhuma receita é gerada.

Com o fluxo de caixa e seu planejamento agrícola em mãos, é possível verificar o dinheiro exato necessário para cobrir esses gastos. 

O periodicidade desse acompanhamento depende muito da sua fazenda, da sua atividade agrícola e de cada produtor rural.

Depois de acompanhar mensalmente por um tempo, você pode descobrir que o monitoramento trimestral atende à sua necessidade porque os saldos não mudam muito mês a mês.

Por outro lado, se você cultivar hortaliças, por exemplo, pode ser necessário um acompanhamento semanal.

Para economizar seu tempo preparamos um modelo de fluxo de caixa em Excel que você pode usar gratuitamente! Baixe aqui!

fluxo de caixa

Em que um fluxo de caixa vai me ajudar no dia a dia?

Toda fazenda está sujeita à volatilidade de preços, às condições de financiamentos, à saúde da lavoura, de toda cadeia produtiva e outros tantos desafios.

Além disso, como tomadores de preços, os produtores, sem dúvida, têm muito a gerenciar.

No entanto, o fluxo de caixa pode se perder no meio das atividades do dia a dia. Mas é exatamente ele o responsável pelo gerenciamento de todo o dinheiro dentro da rotina da fazenda.

Observando-o atentamente você também saberá exatamente tudo que foi investido e qual seu capital de giro.

Dessa maneira, terá uma noção do quanto deve receber pela venda da produção agrícola.

Além disso, a diferença de caixa entre entradas e saídas reflete o saldo da conta no final de cada período. A partir disso, você terá mais controle financeiro e saberá o que fazer para melhorar suas finanças.

Por exemplo, você pode perceber que o gasto planejado poderia ser consolidado no outro mês, onde existe um excedente maior.

Como já comentado aqui, isso também te ajuda a identificar como os fluxos de entrada e saída de caixa esperados são diferentes ou similares ao que realmente ocorreu.

Com isso, você pode tomar decisões de gestão mais conscientes, com mais informação e segurança, como quando comprar novos equipamentos.

Se o fluxo de caixa é importante no cotidiano, em épocas difíceis essa importância é ainda maior, como veremos a seguir:

Necessário em épocas normais, essencial em tempos difíceis

Muitas vezes nos vezes em situações complicadas, especialmente com margens pequenas de lucro, como facilmente ocorre na agricultura.

Nesses momentos, o fluxo de caixa mostrará onde foram os maiores gastos, indicando o que e por que aquela parte das finanças deu errado.

Desse modo, você poderá analisar e evitar que esses erros ocorram no futuro.

Ademais, analisando o fluxo de caixa, também será possível encontrar algumas saídas para uma situação complicada.

Ainda nesses casos, um empréstimo pode ser uma saída.

O fluxo de caixa será muito útil quando você fizer um pedido de empréstimo bancário ou crédito.

Isso porque, quando você precisar de crédito, o fluxo de caixa é um dos documentos importantes para tornar a solicitação mais simples e ágil.

Em suma, ele pode garantir que você obtenha o suporte necessário para sobreviver e crescer.

Faça seu fluxo de caixa de forma descomplicada e rápida

Mesmo após todas essas dicas você pode achar trabalhoso e complicado manter um fluxo de caixa em ordem.

A tecnologia vem nos ajudar a simplificar isso. Com um software de gestão agrícola, podemos manter o fluxo de caixa de forma mais ágil e descomplicada.

No Aegro você consegue integrar todos os seus dados de entradas e saídas em um só lugar.

Além de que, tudo isso ocorre de um modo muito mais automatizado e, consequentemente, menos trabalhoso.

O fluxo de caixa pode ser visualizado facilmente pelo período de tempo que você preferir (mensal, trimestral, etc), já que, como falamos anteriormente, cada época e cultivo tem uma necessidade diferente.

Em vez de ficar fazendo diversas planilhas ou as modificando no Excel, no Aegro você muda essa visualização em apenas alguns cliques.

fluxo de caixa

Neste fluxo de caixa também temos todas as entradas e saídas de dinheiro.

Essas entradas e saídas são contabilizadas através dos registros que fez ao longo da safra.

Desse modo seu fluxo de caixa é automatizado, possibilitando verificações e análises até mesmo por categorias.

Como você pode ver abaixo, o saldo inicial é aquele dinheiro que você tem em caixa no início do período escolhido, considerando as entradas e saídas anteriores.

O total de entradas é formado por todas suas receitas desse período, geradas ao registrar a venda de seu produto agrícola.

O total de saídas é composto por todas as despesas que ocorreram também no período em análise, as quais foram geradas pelas despesas registradas.

O saldo final é referente ao balanço do período, subtraindo todas as despesas do saldo inicial e das receitas.

fluxo de caixa

Lembrando que no Aegro você consegue importar suas notas fiscais automaticamente por arquivo XML, facilitando o registro.

Além disso, você pode exportar seus dados de fluxo de caixa do Aegro para um relatório em Excel.

Conclusão

O ajuste de seu rendimento líquido com entradas e saídas detalhadas do seu caixa é muito importante para a melhor percepção de suas finanças.

Mais do que isso, o fluxo de caixa adequado permite a melhor gestão financeira, verificando melhores estratégias para sua fazenda.

Embora a realização e acompanhamento sejam um tanto trabalhosos, ambos são fundamentais para a correta análise de sua propriedade.

Todos produtores rurais bem sucedidos sabem do capital disponível para investir e tomar decisões de compra e venda.

Além disso, hoje temos ferramentas como o Aegro, que facilitam e simplificam esse processo. Isso agiliza todo o trabalho e permite análises mais exatas!


>> Leia mais: “O futuro da fazenda: Sucessão familiar em uma empresa rural

E você, como faz seu fluxo de caixa hoje? Acha complicado manter esse arquivo em ordem? Deixe seu comentário abaixo!