Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

crédito rural

Crédito rural: conheça as novidades e saiba como conseguir um financiamento

- 30 de setembro de 2019

Crédito rural: conheça melhor as normas do Manual do Crédito Rural, quais documentos são exigidos e quais instituições financeiras podem conceder crédito

O crédito rural é a principal demanda dos produtores rurais do Brasil. Mas acessá-lo não é uma tarefa simples, por vários motivos.

O principal deles é a falta de conhecimento sobre as normas do MCR (Manual do Crédito Rural). Recentemente, o Banco Central reduziu em mais da metade a quantidade de regras do MCR.

A tendência é ocorrer redução da burocracia no acesso ao crédito, juros menores e liberação de recursos em menor tempo. 

Veja neste artigo as mudanças no MCR e do que você precisa para acessar o crédito rural de forma direta (bancos oficiais) ou indireta (bancos privados, cooperativas, agfintechs, etc.).

O que é o crédito rural

Na definição do Banco Central do Brasil, o crédito rural é “o financiamento destinado ao segmento rural”.

Por meio dele, produtores rurais utilizam recursos concedidos pelas instituições financeiras, de acordo com linhas de crédito específicas.

O dinheiro do crédito rural tem diversas finalidades.    

Podem, por exemplo, ser aplicados em novos investimentos, na compra de animais, custear a produção, auxiliar na comercialização ou promover a agroindústria.

Como funciona o crédito rural

O crédito rural faz parte do Plano Safra e visa o desenvolvimento econômico e social do setor rural. Existe verba para custeio do ciclo produtivo, investimento na propriedade, comercialização ou industrialização de produtos.

Em outras palavras: disponibiliza recursos para custear e investir na lavoura em si, mas também em bens e serviços relacionados.  Existe verba até para reforma de moradias rurais.

Os recursos vêm do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e de fundos constitucionais, entre outros, como você vê na imagem abaixo:

Ilustração de como funciona o crédito rural

Ilustração de como funciona o crédito rural
(Fonte: Banco Central do Brasil)

A importância do crédito rural 

No país que ganha cada vez mais importância na produção global de alimentos, o fomento ao crédito rural deve ser uma das principais prioridades da política agrícola.

Por meio do crédito rural, é possível aumentar as chances de se manter competitivo na atividade. Além disso, são maiores as chances de produzir com eficiência e sustentabilidade econômica e ambiental.

O crédito rural beneficia desde o agricultor familiar até o grande produtor. 

O Governo Federal tem buscado meios de o produtor rural ter mais acesso ao crédito rural, seja dos bancos públicos ou do setor privado.  

De julho de 2020 a junho de 2021, foram liberados R$ 271,5 bilhões em crédito rural, segundo o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

O valor representa aumento de 27% em relação à safra 2019/2020.

Detalhes dos valores liberados nas safras 2019/2020 e 2020/2021

Detalhes dos valores liberados nas safras 2019/2020 e 2020/2021
(Reprodução: Mapa)

Para a safra 2021/22, a disponibilidade total de crédito rural é de R$ 251,22 bilhões, sendo R$ 177,7 bilhões para custeio e comercialização e R$ 73,44 bilhões para investimentos.

Quem pode ter acesso ao crédito rural

De acordo com as regras do MCR, o crédito rural destina-se a:

  • produtor rural (pessoa física ou jurídica);
  • cooperativa de produtores rurais;
  • pessoa física ou jurídica que, mesmo não sendo produtor rural, se dedique a uma das seguintes atividades:
  1. pesquisa ou produção de mudas ou sementes fiscalizadas/certificadas;
  2. pesquisa ou produção de sêmen para inseminação artificial e embriões;
  3. prestação de serviços mecanizados de natureza agropecuária, em imóveis rurais, inclusive para proteção do solo;
  4. prestação de serviços de inseminação artificial, em imóveis rurais;
  5. atividades florestais.

Classificação de produtor rural

Há três classificações de produtor rural (pessoa física ou jurídica). Ela segue a RBA (Receita Bruta Agropecuária Anual):

  • pequeno produtor: até R$ 415 mil;
  • médio produtor: de R$ 415 mil até R$ 2 milhões;
  • grande produtor: acima de R$ 2 milhões.

De acordo com o MCR, a classificação é feita pela instituição financeira, no momento da produção da ficha cadastral.

Benefícios do crédito rural

O principal benefício que o crédito rural proporciona é que você não vai precisar fazer grandes investimentos com seu próprio dinheiro, ao menos inicialmente.

Na prática, em muitos casos, ele funciona como um empurrão, sobretudo para quem quer se desenvolver na atividade.

Se você está mais avançado no setor, o crédito rural te auxilia a fazer novos investimentos que também exigem grande quantidade de dinheiro.

Como há carência, você pode começar a pagar depois de três a quatro safras, a depender da cultura. Enquanto isso, você se estrutura.

Os valores que você pode ter acesso depende do tipo de produtor que você é: pequeno, médio ou grande.

Cada tipo de produtor tem linhas específicas de crédito, juros com taxas fixas, valores máximos e prazos de pagamento.  

Com o crédito rural, você pode investir em:

  • tecnologias;
  • práticas sustentáveis;
  • geração e energia;
  • custeio da produção;
  • realização de obras de infraestrutura (armazéns, por exemplo).

Linhas de crédito rural

São elas: custeio, investimento, comercialização e industrialização. Cada uma atende a critérios específicos, conforme o MCR.

1. Custeio

Segundo o MCR, o crédito de custeio visa a cobrir despesas do plantio até a colheita. Ele classifica-se entre agrícola e pecuário.

Pode se destinar às despesas de:

  • ciclo de lavouras periódicas;
  • da entressafra;
  • da extração de produtos vegetais espontâneos ou cultivados;
  • de exploração pecuária.

2. Investimento

Esse tipo de crédito financia investimentos fixos e semifixos em bens e serviços. 

Como fixos, são conhecidos:

  • investimentos em construção;
  • reforma ou ampliação de benfeitorias e instalações;
  • aquisição de máquinas e equipamentos;
  • obras de irrigação, açudagem e drenagem, dentre outros.

3. Comercialização

É para viabilizar a venda dos produtos no mercado. Compreende a pré-comercialização, o desconto de Duplicata Rural e de Nota Promissória Rural.

No caso de cooperativas, pode ser usado para adiantamentos a associados, por conta de produtos entregues para venda, observados os preços de comercialização.

É utilizado, ainda, para:

  • financiar estocagem;
  • proteção de preços e/ou prêmios de risco;
  • equalização de preços;
  • garantia de preços ao produtor.

4. Industrialização  

Conforme o MCR, destina-se à industrialização de produtos agropecuários na propriedade rural. Mas isso só é possível desde que, no mínimo, 50% da produção a ser beneficiada ou processada seja de produção própria.

Essa regra vale tanto para produtores individuais quanto para as cooperativas e seus associados

Podem ser financiadas:

  • ações de limpeza; 
  • secagem;
  • pasteurização;
  • refrigeração;
  • descascamento e padronização dos produtos;
  • aquisição de insumos;
  • despesas com mão de obra;
  • manutenção e conservação de equipamentos, dentre outros.

Modalidades de crédito rural

Os programas para obtenção do crédito rural por meio do Governo Federal são:

  • o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), subdividido em:
  1. Pronaf Agroindústria;
  2. Pronaf Mulher;
  3. Pronaf Agroecologia;
  4. Pronaf Bioeconomia;
  5. Pronaf Mais Alimentos;
  6. Pronaf Jovem;
  7. Pronaf Microcrédito (Grupo “B”);
  8. Pronaf Cotas-Partes:
  • o Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural);
  • o Moderfrota (Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras);
  • o Inovagro (voltado para inovações tecnológicas)
  • e o PCA (Programa de Construção e Ampliação de Armazéns).

Veja detalhes dos programas

É importante você saber que os bancos possuem também suas próprias linhas de financiamento, juros e prazos.

Os principais bancos são:

  • Banco do Brasil;
  • Banco do Nordeste;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Banco da Amazônia;
  • Bradesco;
  • Sicoob. 

Pronaf 

Conforme o Plano Safra 2021/2022, o Pronaf (investimento) tem recursos programados de R$ 17,6 bilhões (até R$ 200 mil por beneficiário). 

carência de 3 anos e até 8 anos para pagamento. Os juros variam de 3% a 4,5% ao ano.

Na parte de custeio e comercialização, o Pronaf tem R$ 21,74 bilhões programados, com 12 meses de prazo para quitar a dívida. Os juros são os mesmos dos recursos para investimento.

Pronamp

Com R$ 4,88 bilhões programados, o Pronamp (investimento) tem limite por beneficiário de até R$ 430 mil. Tem 3 anos de carência e 8 anos de prazo para pagamento. Os juros são de 6,5% ao ano.

Na parte de custeio e comercialização, o Pronamp tem recursos programados de 29,18 bilhões. Tem prazo de 12 anos de pagamento e juros de 5,5% ao ano.

Inovagro

O Inovagro tem juros de 7% ao ano. São R$ 2,6 bilhões liberados para financiamento de investimentos. Tem entre R$ 1,3 e R$ 3,9 milhões por beneficiário, carência de 3 anos e prazo máximo de 10 anos para finalizar o pagamento.

Moderfrota

O Moderfrota (investimento) tem recursos programados de R$ 7,53 bilhões. O prazo de pagamento é de 7 anos e carência de 1 ano e dois meses, com taxa de juros de 8,5% ao ano.

PCA

O PCA tem recursos programados de R$ 4,12 bilhões, com limite de R$ 25 milhões por beneficiário. Tem carência de 3 anos e prazo de 12 anos para concluir o pagamento. Os juros ao ano variam entre 5,5% e 7%.

Como solicitar o crédito rural

A solicitação do crédito rural se dá por meio de um agente financeiro. Esse agente pode ser público ou privado, cooperativas de crédito e agfintechs.

Se você é pequeno produtor, deve ir primeiro a uma instituição credenciada pelo Governo Federal para emitir a DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), e depois ao banco.

Exigências e documentos para solicitação   

O MCR exige documentos básicos para formalização de cadastros bancários. Contudo, a lista pode variar conforme a instituição financeira.

Geralmente, exige-se o seguinte:

  • comprovação da idoneidade do tomador;
  • apresentação de orçamento, plano ou projeto, salvo em operações de desconto;
  • oportunidade, suficiência e adequação dos recursos;
  • observância de cronograma de utilização e de reembolso;
  • fiscalização pelo financiador;
  • liberação do crédito diretamente aos agricultores ou por intermédio de suas associações formais ou informais, ou por organizações cooperativas;
  • observância das recomendações e restrições do zoneamento agroecológico.

Documentos necessários para solicitação do crédito rural

  • cópia da matrícula da propriedade;
  • Declaração do ITR (Imposto Territorial Rural);
  • CCIR (Certificado de Cadastro de Imóvel Rural), emitido pelo Incra;
  • outorga de água (para áreas irrigadas que exigem esse documento);
  • Declaração ou Cadastro Ambiental Rural (em alguns estados);
  • DAP (para pequenos produtores).

A liberação do crédito também exige algumas garantias por parte dos bancos. São exemplos o penhor agrícola, alienação fiduciária, hipoteca e aval.

O uso de um software de gestão agrícola como o Aegro facilita a organização de todos os seus dados e a realização do orçamento necessário para tomada de um crédito rural.

Em poucos cliques você puxa demonstrativos financeiros das safras passadas, com o fluxo de caixa organizado mostrando que as despesas foram pagas em dia, além de ter uma projeção de gastos para os próximos meses a partir do planejamento de safra. 

crédito rural

Com o Aegro, você faz seu orçamento em alguns cliques, com todos os dados organizados e de modo fácil de analisar

Mudanças nas normas do MCR 

Recentemente, o Banco Central resolveu consolidar em 779 normas as regras do MCR, que antes tinha 1.692 comandos. Outros 376 foram revogados.

Segundo o Banco Central, a ação faz parte de uma política que vale para toda a Administração Pública.

O objetivo é racionalizar e simplificar a regulação infralegal (normas com hierarquia inferior a decreto, como portarias, resoluções, instruções normativas entre outras).

Com a consolidação e a revogação das normas em desuso, tudo o que interessa sobre crédito rural e Proagro foi aglutinado em cinco grandes temas no MCR.

São eles: 

Agfintechs: crédito rural e inovação

Outra novidade que tem impulsionado o setor de crédito rural no Brasil são as agfintechs: as startups do agronegócio que atuam com crédito rural.

Elas surgem com o objetivo de acelerar a obtenção de crédito por meio da desburocratização, uso de tecnologia e inovação.

Se beneficiam da evolução tecnológica, acelerada pela pandemia; dos juros baixos, favorecidos por Certificados de Recebíveis do Agronegócio;  e da “Lei do Agro”, que possibilitou a emissão de Cédulas de Produto Rural digitais.

As empresas oferecem recursos capazes de analisar de maneira individual cada produtor.

Uma das inovações é nos juros, que ficaram mais justos: quem tem safra com risco maior paga juro diferente de quem tem risco menor.

Com as agfintechs, ferramentas como satélites para monitoramento da lavoura são usadas para análise de crédito. Isso aproxima a relação entre o produtor e o financiador.

banner descomplique sua gestão financeira, saiba mais

Conclusão

Você viu neste artigo que o crédito rural, principal demanda do agronegócio no Brasil, tem conquistado avanços importantes. Isso tanto em volume de recursos, quanto em processos de operação mais modernos.

Entender qual tipo de crédito é o mais acessível para atender a sua necessidade é essencial para dar o primeiro passo na busca pelo crédito.

Alternativas mais modernas como as agfintechs podem ser uma boa solução para acelerar o acesso ao crédito com juros mais justos, de acordo com a produtividade.

Talvez, o mais importante de tudo seja fazer uma boa aplicação dos recursos obtidos. Afinal, assim você terá muito mais capacidade de evolução no setor.

>> Leia mais:

“O que é o Plano ABC e como ele impacta na sua produção agrícola”

“Conheça a relação entre taxa Selic e agronegócio”

“Como vai funcionar o bureau verde do crédito rural e como ele pode impactar os financiamentos”

Você sabe qual tipo de crédito rural é o adequado para suas necessidades? Já pensou em procurar uma agfintech para te ajudar? Adoraria ler seu comentário!

Texto publicado em 30 de setembro de 2019 e atualizado pela última vez em 29 de julho de 2021.

Comentários

  1. Osvaldo disse:

    Disponho de duas áreas de terras no nordeste. Uma de 30.000ha no Maranhão e uma outra de 13.000ha no sul do Piauí. Necessito desenvolver um projeto em ambas para o cultivo de soja e milho. Ambas as terras – embora 50% abertas, necessitam de investimentos desde a preparação do solo até a aquisição de maquinários agrícola, construção de sedes, armazenagem entre outros.

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Osvaldo
      Sou da comunicação da Aegro. Boa sorte em seus projetos, conte com a gente se precisar de auxílio na gestão e controle das lavouras. Veja mais sobre o Aegro: https://aegro.com.br/
      Abraço!

  2. Bom dia !
    Comprei um sítio em Colatina ES em Paul de Graça Aranha tenho 5 alqueires sendo um app, portanto tenho 4 para explorar.
    Projeto de peixe panga.
    Projeto de cacau
    Pode me ajudar ?
    Tem água própria no sítio
    Cordialmente
    Daniel Raphael Silva

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Daniel
      Sou a Raíssa da comunicação da Aegro. Cada área tem suas particularidades, por isso o ideal é a verificação e análise de um técnico ou engenheiro agrícola, assim ele te informará qual o cultivo adequado em sua propriedade.
      Obrigada por nos acompanhar. Abraço!

  3. Danielle disse:

    Tenho uma propriedade em Silvania-Go tenho interesse em um crédito para investimento, por onde devo começar?

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Danielle
      Sou da comunicação da Aegro. Para obtenção do crédito rural você pode buscar informações em bancos ou instituições financeiras. Mas também vale a pena pedir auxílio de uma contabilidade.
      Obrigada por nos acompanhar, abraço!

  4. Elissandro oliveira nogueira disse:

    Olá, meu pai tem uma propriedade rural em bom Jesus da Lapa Bahia, e outra na cidade vizinha de sitio do mato, uma é irrigada com plantio de 4.5 hectares de bananas e a outra e área sequeira de 86 hectares, eu gostaria de obter um financiamento para a compra de uma área de terras com produção de bananas já produzindo, gostaria de saber se é possível.

    1. fabricio rodrigues disse:

      sim você pode ter um financiamento para aquisição de terras que é o programa PNCF (PROGRAMA NACIONAL DE CRÉDITO FUNDIÁRIO) que financia o valor de até 140.000,00 mil reais, desde que obedeça os critérios do programa

  5. Carla Pedrotti disse:

    Recebi um terreno de herança, pensei em vender mas não compensa,recebi a proposta de montar dois aviários,mas não sei como fazer,se consigo financiamento tendo apenas o terreno? Nem q fosse para construção de apenas um pra começar? Por favor preciso de uma luz. Grata

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Carla
      Sou da comunicação da Aegro.
      Como é uma situação muito particular, recomendamos que você procure um consultor financeiro e agrícola antes de ir atrás do crédito rural.
      Esperamos que dê tudo certo em seus negócios.
      Abraço!

  6. Aldair disse:

    Tem linha de crédito para criação de peixe

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Aldair
      Sou da comunicação da Aegro.
      Existem sim linhas de crédito rural para piscicultura, você deve verificar junto a um consultor ou instituição financeira.
      Dê uma olhada em nosso Portal de Consultores: https://portal-consultores.aegro.com.br/
      Ficamos à disposição,
      Abraço!

  7. Manoel de Magalhães Neto disse:

    Olá pretendo comprar uma terra para criar suínos, peixe e frango
    Será que consigo um crédito rural?

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Manoel
      Sou da comunicação da Aegro.
      O Crédito Rural abrange recursos destinados a custeio, investimento ou comercialização referentes à sua produção. Para mais detalhes específicos sobre o seu negócio, indicamos que busque auxílio de uma consultoria. Temos algumas indicações em nosso portal: https://portal-consultores.aegro.com.br/
      Agradecemos por nos acompanhar.
      Abraço!

  8. Gostaria de saber se existe uma linha de crédito para comprar 1 imóveis rural uma vez que ainda não tenho nenhum imóvel rural

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Emilene
      Sou da comunicação da Aegro.
      Existem várias linhas de crédito para aquisição de imóvel rural, fornecidas por instituições financeiras e bancárias, porém recomendamos que antes você procure um consultor que possa te auxiliar da melhor maneira.
      Veja nossos consultores parceiros aqui: https://portal-consultores.aegro.com.br
      Agradecemos por nos acompanhar.
      Abraço!

  9. Bom dua
    Estamos fazendo parte de uma cooperativa
    E estamos tentando financiamento para compra de terra para agricuktura familiär
    Mas eles nos pediram varios documentos ,ate Foto de cartāo de banco pra conseguir o financiamento do pronaf
    Isso procede
    Diiseram que o dinheiro sera depositado em nossa conta

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Adriana
      Sou da comunicação da Aegro.
      É bom verificar se essa instituição financeira é de confiança, se é consolidada no mercado. Recomendamos que você também faça o pedido de financiamento em outra empresa para ter um comparativo do atendimento ou até mesmo procure uma consultoria contábil.
      Veja nossos consultores parceiros aqui: https://portal-consultores.aegro.com.br
      Agradecemos por nos acompanhar.
      Abraço!

  10. Oi, é possível pegar o empréstimo para financiar a propriedade? Quero me tornar agricultor

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Lucas
      Sou a Raíssa da comunicação da Aegro.
      O crédito rural pode auxiliar sim no financiamento da propriedade agrícola, mas recomendamos que você procure o auxílio de uma consultoria.
      Veja nossos consultores parceiros aqui: https://portal-consultores.aegro.com.br/

      Obrigada por nos acompanhar,
      Abraço!

  11. Matheus disse:

    boa tarde
    tenho uma dúvida. quem não tiver sua propriedade ainda inscrita no CAR não poderá ter o credito rural? como médio produtor.

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Matheus
      Sou da comunicação da Aegro.
      Sim, para se obter o crédito rural deve se ter a propriedade inscrita no CAR.
      Obrigada por nos acompanhar.
      Abraço!

  12. DUDA MONTEIRO disse:

    OLA , TEMOS UMA PROPRIEDADE E PRECISAVMOS DE CREDITO RURAL PARA GADO DE LEITE…..

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Duda
      Sou da comunicação da Aegro.
      O crédito rural pode ser solicitado por meio de instituições financeiras. Para uma decisão mais certeira, o ideal é ter auxílio de uma consultoria contábil.
      Temos um Portal de Consultores com consultorias parceiras, veja mais sobre elas aqui: https://portal-consultores.aegro.com.br/

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  13. Gerson disse:

    Olá!!! Meu pai possui uma propriedade rural e gostaria de começar a criação de gado na propriedade. Porém, gostaria de saber se tenho como conseguir Crédito Rural, para efetuar a compra de gado? Somente possuo o talão de produtor, mas como vou começar a criação, não tenho ainda nenhuma movimentação no referido talão.

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Gerson
      Você pode solicitar crédito rural por instituição financeira ou você pedir auxílio de uma consultoria contábil que te ajude da melhor forma de acordo com a sua situação. Temos algumas indicações em nosso portal: https://portal-consultores.aegro.com.br/

      Agradecemos por nos acompanhar.
      Abraço!

  14. OZIAS MARÇAL disse:

    Olá,
    Temos uma propriedade de 107 hectares em Alvarenga MG, a principal atividade é criação de gado de corte e leiteiro, nunca foi utilizados empréstimo (crédito rural). Qual a recomendação para aquisição de crédito para investimento na aquisição de bens duráveis e melhorias na infraestrutura da propriedade?

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Ozias
      Sou da comunicação da Aegro, agradecemos por nos acompanhar.
      Para uma recomendação precisa de seu crédito rural, temos um portal de consultorias parceiras que podem te ajudar. Procure o contato mais próximo de você: https://portal-consultores.aegro.com.br/

      Ficamos à disposição,
      Abraço e sucesso! 🙂

  15. Walberlan Rodrigues de Oliveira disse:

    Olá sou walberlan sou do interior do Amazonas tenho uma área de7.000 ectareas e tem bom lugares para investir em pisicultura já tenho plantação de várias espécie como castanha do Pará açaí abacate manhã cupuaçu banana mandioca e etc queria saber como po so ter un financeiro para construção de tangues naturais já q tem boas possibilidades na area

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Walberlan
      Sou da comunicação da Aegro.
      Para o seu caso específico, recomendamos que procure por uma consultoria financeira em sua região que possa te auxiliar da melhor maneira.

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  16. Silvio A Ferreira disse:

    Muito esclarecedor e útil para mim que estou em via de voltar para meio rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo