Você tem um estoque de defensivos agrícolas em sua propriedade, mas não sabe bem se é esse o jeito certo de armazená-los?

Pois saiba que existem boas práticas que podem te direcionar.

Além disso, ter um estoque organizado é garantia de evitar produtos vencidos, vazamentos, acidentes e outros.

Ou seja, isso mantém a segurança de sua fazenda, dos seus colaboradores e ainda cessa gastos desnecessários.

Neste artigo vou te mostrar as principais dicas para te auxiliar nessa armazenagem!

Confira:

movimentações-estoque

Por que o controle de estoque de defensivos agrícolas é tão importante?

Você não quer correr o risco de atrasar uma aplicação porque a revenda não tem aquele defensivo.

Nem pagar mais caro porque deixou a compra para a última hora.

Muito menos perder defensivos agrícolas por vencimento, vazamento ou pior, algum acidente.

Por isso precisamos nos atentar as normas e boas práticas agrícolas e fazer a armazenagem adequada de todos os produtos.

Aqui vamos abordar algumas dicas, mas lembre-se que o primeiro passo para o controle real do seu estoque é o registro de todos as entradas e saídas do mesmo.

Esses registrados devem ser guardados em segurança e serem fáceis de acessar.

Assim você sabe o custo de todos os insumos em cada safra realizada, além de poder negociar melhor seus preços pelos registros de preços da safra anterior.

Você pode ver mais sobre como obter total controle do seu estoque neste artigo.

E para te ajudar no controle financeiro do estoque baixe gratuitamente aqui a planilha de controle de estoque.

E agora confira comigo as 6 dicas indispensáveis sobre armazenagem de defensivos agrícolas:

7 Dicas sobre estoque físico de defensivos agrícolas:

1.Localização da armazenagem de defensivos agrícolas na fazenda

A localização do estoque deve respeitar o zoneamento de ocupação do solo, seguindo também algumas indicações:

  • Distante de cursos d’água;
  • Afastado de áreas de preservação ambiental;
  • Distante de vizinhança estabelecida no local;
  • Não construir escritórios parede a parede com o estoque físico, por conta
    do risco de incêndio;
  • Assim, faça recuo de 10m entre os ambientes, ou, utilização de parede
    corta fogo.

Não se esqueça que, em geral, são necessárias certas autorizações e documentação para construções de armazéns/estoques físicos. Veja mais sobre isso no manual da ANDAV.

2.Terreno do estoque físico de defensivos agrícolas

O terreno para construção do seu estoque físico de defensivos agrícolas deve ser levemente desnivelado.

Desse modo, em caso de vazamento, o líquido escorre por uma canaleta que também deve possuir sua construção.

Esse líquido deve ter como destino uma caixa de cimento na área externa do armazém. Assim é evitado o contato dos defensivos com o solo e demais pessoas.

O piso do estoque também é muito importante no armazenamento:

3.Piso do estoque físico de defensivos agrícolas

Faça um piso impermeável dentro de seu estoque físico impermeável, sem ralos ou drenos de saída.

Como dissemos anteriormente, a intenção é que os defensivos não entre em contato com o solo ou atinja mais pessoas.

Também se atente para o fato de que o piso não pode apresentar saliências (ser irregular), prejudicando circulação de pessoas e movimentação de materiais.

4.Paredes do estoque de defensivos agrícolas

As paredes de seu armazém devem ser de alvenaria, sendo o pé direito igual ou maior que 4m.

O pé direito alto facilita as trocas de ar do ambiente, e se você planeja empilhar muitas coisas aumente essa altura para no mínimo 6 metros.

Se você não for estocar somente defensivos agrícolas nesse estoque, faça paredes divisórias que separam tipos de materiais guardados.

Assim você tem tudo mais organizado e sem problema de contaminação entre produtos.

Também não é recomendado que você tenha ao lado (parede a parede) escritório ou outro ambiente da fazenda.

Além disso, a norma ABNT NBR 9843 recomenda entrada de serviço e acesso externo para o serviço de salvamento e corpo de bombeiros.

Isso porque estoques com esses acessos se tornam mais protegidos em caso de incêndio e outros tipos de acidentes, especialmente se forem dois armazéns lado a lado:

estoque de defensivos agrícolas

(Fonte: ANDAV)

5.Telhado do estoque físico de defensivos

Tenha em mente que o telhado do seu armazém terá que ser de  material que não inflamável, livre de vazamentos e goteiras.

Também não coloque telhados transparentes ou que deixem passar a luz do dia para seus defensivos agrícolas.

Isso é devido a existência do risco de afetar a qualidade dos produtos, por exposição à luz ou calor.

telhado-estoque-defensivos-agrícolas

(Fonte: ANDAV)

Desse modo, posicione telhas transparentes apenas em corredores ou locais que não estejam seus produtos.

Além disso, luzes artificiais devem ser focadas mais nos corredores.

E como fica o armazenamento em si dos defensivos?

6. Armazenamento dos defensivos agrícolas dentro do estoque

Este símbolo de segurança que está aqui em baixo significa “proteger de luz ou irradiação de calor”:

fórmula NDE

(Fonte: ANDAV)

Você vê esse símbolo em na grande maior parte dos defensivos agrícolas:

Isso quer dizer que esses produtos são sensíveis a exposição à luz e calor.

Ou seja, eles podem se decompor ou reagir, perdendo suas propriedades originais.

Desse modo, caso esses defensivos sejam expostos a luz e calor, eles podem perder eficácia e se tornarem inadequado para uso.

Por isso recomendamos no item anterior que a luz natural ou artificial seja apenas focadas em locais que não há produtos.

Além disso, em qualquer sistema de armazenagem (blocado, racks– estruturas porta paletes, etc.) os produtos devem ser colocados a, no mínimo 0,50 cm da parede e 1m da tesoura do teto, ou do ponto mais baixo da estrutura do telhado.

armazenagem e estoque defensivos agrícolas

(Fonte: ANDAV)

É interessante que você separe seus defensivos de modo organizado.

Você pode fazer essa separação por família agrícola, evitando contaminação cruzada entre os produtos, já que sabemos que muitos são incompatíveis.

Falando nisso, você pode saber mais sobre misturas de defensivos neste artigo:”

Outro tipo de segregação é por lote/validade, assim você tem um melhor controle dos produtos que estão perto de vencer.

Saiba ainda mais sobre defensivos nesses dois artigos:

E veja agora sobre o uso de EPI no estoque de defensivos:

7. EPI no armazenamento dos defensivos agrícolas

A norma ABNT NBR 9843 parte 2 dedica todo um capítulo para os cuidados com
os operadores dentro do estoque.

Por isso, se atente aos operadores, com  treinamento intensivo e comunicação efetiva.

Para te ajudar nessa comunicação recomendo: “[Infográfico] 4 Desafios de ser um líder em uma empresa rural”.

Além disso, passe para seus colaboradores a importância com as responsabilidades com o manuseio dos defensivos agrícolas, como o uso de EPI’s.

Nesse sentido, diferentes tarefas envolvem diferentes uso de EPI’s, como mostra o quadro abaixo:

uso-de-epis-defensivos-agrícolas

(Fonte: ANDAV)

Conclusão

O controle do estoque e o armazenamento adequado dos defensivos agrícolas são fundamentais para o comando de sua propriedade.

Isso porque garantem operações agrícolas eficientes e é crucial para saúde financeira da fazenda.

Aqui você viu detalhes sobre as construções dos estoques físicos, além de como deve ser feito o armazenamento correto.

Usufrua desse conhecimento e comece agora mesmo o armazenamento correto de defensivos agrícolas!

>> Leia mais: “Tudo o que você precisa saber para fazer sua lista de defensivos agrícolas na pré-safra

>> Leia mais: “Defensivos agrícolas genéricos ou de marca: A batalha definitiva do que usar na sua propriedade

Como você faz o armazenamento de seus defensivos agrícolas? Como é seu estoque físico e financeiro? Tem mais dicas sobre o assunto? Adoraria ver seu comentário abaixo!