Toda empresa familiar rural terá que passar em algum momento pela sucessão familiar, inclusive eu, que sou da quarta geração de uma família de produtores rurais. Neste artigo irei te contar os desafios que eu enfrento sobre este tema.

Como resido na área rural de um município no interior do estado de São Paulo, observo o recuo do número de jovens no campo.

Mais do que isso, percebo o desestímulo para continuar as atividades agrícolas da família.

É então que na hora de pensar no futuro fica a dúvida: Quem vai dar continuidade a fazenda?

Pois é, a sucessão familiar vem se tornando uma questão a ser resolvida em muitas famílias do meio rural. E por que isto está acontecendo?

Quais os desafios a serem superados para obter uma sucessão familiar tranquila na empresa rural?

Aqui neste artigo eu levanto essas questões, colocando em evidência um processo de sucessão familiar mais estruturado e simples. Confira!

empresa familiar rural

(Fonte: arquivo pessoal da autora)

Por que falar sobre Sucessão Familiar

No dicionário, a palavra sucessão significa descendência, substituição, sequência e continuidade.

Dessa forma, sucessão é o processo de transferência da empresa rural de quem atualmente está no controle da negócios familiares para quem irá dirigi-la (sucessor).

E a permanência/continuidade (sucessão) das empresas familiares rurais é fundamental para dar continuidade na atividade da família (patrimônio da família).

Mas não pense que isso é importante somente dentro da sua empresa rural.

A sucessão familiar é um tema relevante para todo o agronegócio brasileiro.

Isso porque, o agronegócio em 2016 representou em torno de 23% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil.

pib-agro-brasil-sucessão-familiar

(Fonte: IBGE e Cepea/USP; 2016 projeção Núcleo Econômico/CNA)

Se a produção agrícola começar a diminuir no Brasil, teremos um impacto econômico geral muito grande.

Por isso, é muito importante a sucessão familiar na área rural, para as atividades agrícolas e a produção se manterem.

Mas por que estamos enfrentando esse problema de êxodo rural entre as gerações mais novas?

Algumas razões para a não permanência do jovem no campo

Como comentei no início do texto, muitos jovens não são estimulados a permanecer nas atividades agrícolas, vejam quais são alguns pontos para que isso ocorra:

  • Falta de diálogo entre pais e filhos;
  • Objetivos diferentes entre o atual administrador e o sucessor;
  • Busca por outras oportunidades de renda/trabalho;
  • Em algumas localidades do país, a distância entre a fazenda e a cidade;
  • Recurso limitado para seguir com a atividade rural;
  • Crescimento da família do sucessor;
  • Falta de mão-de-obra no campo;
  • Desconhecimento do negócio da família, ou seja,da gestão da propriedade;
  • Falta de tecnologia.

Nesse sentido, há muitas dificuldades que são enfrentadas nas propriedades rurais que com certeza colaboram para o desinteresse na atividade agrícola.

Para se ter uma noção dessas dificuldades, temos uma pesquisa realizada com acadêmicos (mulheres e homens) do curso de Agronomia da UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul).

dificuldades-propriedade-rural
dificuldades-propriedade-rural-2

(Fonte: Paula, 2015)

Como podemos ver, a mão-de-obra e a falta de comunicação são apresentadas como dificuldades importantes.

Agora vamos entender mais sobre essas questões dentro do processo sucessório, conhecendo como podemos superá-las.

A Sucessão da empresa rural na dinâmica da família

A sucessão implica na sobrevivência, expansão e continuidade da empresa rural.

Este processo é muito importante para o ciclo de vida da empresa, ou seja, para dar continuidade ao negócio rural.

No entanto, muitas vezes, a sucessão pode ser um assunto muito delicado nas famílias.

empresa familiar rura

Diandra Leziér e sua irmã sempre estiveram na lida da fazenda com a família no interior de São Paulo
(Fonte: arquivo pessoal de Diandra Leziér)

Com o receio de gerar conflitos, as famílias não se preparam para este processo, o que resulta em dificuldades ainda maiores.

Por isso é comum encontrar os mesmos obstáculos no processo de sucessão nas mais diferentes empresas rurais.

Principais obstáculos na sucessão familiar em uma empresa rural

  • Resistência do patriarca para sair do comando da propriedade;
  • Temor de que o sucessor não valorize o patrimônio deixado;
  • Rivalidade entre os filhos(as) (sucessores) pela posse da propriedade;
  • Despreparo do futuro sucessor;
  • Pouco/falta de interesse do sucessor pela empresa rural;
  • Pouca experiência do sucessor no exercício da autoridade;
  • Falta de preparo gerencial e administrativo do sucessor;
  • Visão diferenciada entre o patriarca e o sucessor.

Dessa forma, a sucessão deve ser discutida, planejada e competente para preservar o patrimônio, assegurando a continuidade da atividade.

Para isso, os pais (administrador da empresa) devem começar a enxergar os filhos ou sucessores como os novos administradores da empresa.

Administração rural é um ponto extremamente importante neste aspecto.

E o primeiro passo é a comunicação.

Como vimos anteriormente a falta de comunicação é uma das maiores dificuldades da propriedade rural, tanto entre aqueles que a comandam, como dos donos para os funcionários.

Conversar e alinhar as expectativas, explicar o funcionamento da fazenda na prática e ir incorporando o sucessor nas atividades da fazenda simplifica essa comunicação.

Dessa forma, deve haver um clima de diálogo para tratar dos conflitos já existentes e dos que ainda podem surgir.

Assim, deve haver muito diálogo entre pais (administradores atuais) e filhos ou sucessores, para uma boa comunicação entre ambas às partes e para o conhecimento sobre a empresa familiar.

Além disso, como sempre falamos, a sua propriedade rural é uma empresa.

E como toda empresa precisa de planejamento estratégico, esse é exatamente o que considero como o passo seguinte:

O planejamento do processo sucessório na empresa familiar rural

maria-izabel-colã-2

A família Cavassim Alves (Paraná) passa seu amor ao campo de geração para geração
(Fonte: Arquivo pessoal de Maria Izabel Cavassim Alves)

Muitas vezes, a sucessão familiar não é um processo fácil e é de longo prazo.

Este processo pode levar algum tempo até que seja realizado por completo, por isso, planejamento é essencial.

O processo sucessório pode ser estruturado conforme as etapas a seguir:

1.Registros da área da sua fazenda e das atividades

Para a sucessão ser um processo mais dinâmico e menos complexo, você precisa ter as informações da sua fazenda, como:

  • Custos;
  • Rentabilidade;
  • Área total, área plantada, área de proteção ambiental e outros;
  • Benfeitorias;
  • Maquinário agrícola;
  • Históricos de safras;
  • Documentos legais e outros.

O sucessor deve conhecer o negócio, ou seja, a empresa dentro da porteira.

E nada melhor para isso do que o histórico da fazendo todo registrado e organizado.

Assim, boas práticas de registros e históricos da sua propriedade te ajudam na sucessão, além de gerar bons resultados no sistema de produção agrícola.

Com essas informações fica mais fácil que o sucessor entenda o negócio e possa começar sua gestão sem maiores problemas.

Sabemos que falar é fácil, no entanto no dia a dia, isto pode ser muito complicado.

Mas a tecnologia pode te ajudar com isso. Com o uso de softwares agrícolas você pode fazer todos registros de forma rápida e muito mais automatizada.

2.Quando começar o processo de planejamento?

Esta pergunta depende muito da propriedade, do administrador das empresas rurais familiares e dos possíveis sucessores.

Não há uma idade que o administrador (os pais) deve começar o processo de sucessão.

Isso irá depender da sua estratégia de negócio.

>> Como fazer administração rural com essas 3 ferramentas mesmo não sabendo nada de tecnologia

3.Identificar o sucessor

O sucessor deve ser identificado e informado sobre a possibilidade da sucessão.

Assim, o filho(a) ou sucessor pode pensar sobre a possibilidade e escolher se irá continuar com o negócio da família.

E como já falamos ao longo do texto, deve haver muito diálogo entre ambos os lados e em qualquer fase do processo de sucessão.

>> Administração rural: 5 definições que talvez você tenha dúvida

4.Treinamento do sucessor

Deve ser passado para o sucessor todas as informações da propriedade, como falamos no item 1.

O processo de sucessão é de longo prazo, por isso, deve ser muito bem planejado.

Ademais, isso envolve o desenvolvimento da liderança. Veja mais sobre a liderança no meio agrícola neste artigo.

5.Transferência da empresa rural

Depois de realizar todo o planejamento e execução da sucessão, o negócio deve ser passado para o sucessor.

Mas não é porque o processo de sucessão chegou à fase final, que o negócio não deve mais ser planejado e ter registro das atividades.

Por isso, continue com o seu planejamento agrícola.

Tecnologia pode ser uma aliada no processo de sucessão familiar

A tecnologia está se inserindo cada vez mais na agricultura, então ela precisa ser utilizada ao nosso favor.

A imagem abaixo está rodando todo o Brasil e retrata muito bem a questão da sucessão familiar no campo e a tecnologia que é necessária atualmente.

empresa familiar rural

A figura mostra o contexto dos filhos de agricultores no passado e no presente.

Em anos atrás, os pais falavam que se os filhos e membros da família não quisessem ficar no campo, era para estudar para ter outra profissão na cidade.

Isto porque, as atividades no campo eram atividades que exigiam muito esforço e recursos humanos, pois não havia muitas tecnologias.

Mas, atualmente essa lógica mudou.

Hoje é necessário muito estudo para se manter no campo

Somente entender a tecnologia embarcada das máquinas e implementos agrícolas não é o suficiente.

Precisamos compreender todas as atividades da fazenda, e principalmente como a tecnologia pode nos ajudar nessas operações.

Assim, como em qualquer outra atividade, na agricultura também há uma necessidade de realizar cursos, graduações e outros estudos.

>> 3 cursos de Agricultura de Precisão grátis (+ graduação e pós graduação que você pode fazer)

Claro que a experiência de muitos anos que você produtor tem no campo conta muito para realizar as atividades agrícolas.

No entanto, como já discutido, é muito importante entender as novas tecnologias, como agricultura de precisão, agricultura digital e ou sensores na agricultura para ter maior produção na sua lavoura.

Diante dessa questão, você pode se perguntar: O que devo estudar? Fazer cursos técnicos? Graduação? Pós-graduação? Ou realizar outros cursos?

Essas questões devem ser analisadas em cada situação da empresa rural, das famílias e o interesse do sucessor.

Falando em tecnologia, para o processo sucessório precisamos pensar nas tendências futuras do negócio e preparar as fazendas para isso.

Um software agrícola pode, e deve, ser um importante aliado na fazenda para manter tudo sob controle e se preparar adequadamente para o futuro.

Dessa maneira, você terá um processo de sucessão familiar na empresa rural de modo muito mais fácil e simples. Veja o porquê disso:

Softwares te ajudam no processo de sucessão e na administração da sua propriedade

É muito comum ter todo o negócio da fazenda em planilhas de excel, ou até mesmo só na cabeça.

Mas se você já está na agricultura há algum tempo, sabe que isso envolve muitos dados e muitas planilhas.

O que pode gerar muita confusão com os dados da sua propriedade, inclusive no momento da transferência da fazenda para seus sucessores.

Como já falamos aqui, com tudo organizado e registrado a sucessão fica muito mais fácil, imagine agora ter todas essas informações em alguns cliques.

Por isso, o uso de software para fazenda veio para facilitar e simplificar a sua vida.

Muitos desses programas também funcionam pelo celular e, em alguns cliques, você pode ter informações que antes eram quase impossíveis de obter.

Então procure um software que lhe traga benefício.

O Aegro é totalmente seguro e suas informações podem ser acessadas por você a qualquer hora, momento e lugar.

Inclusive há alguns casos de clientes que ganharam tranquilidade na sucessão familiar com o uso da Aegro.

Isso ocorre especialmente quando há mais de um sucessor e é preciso dividir a fazenda. Com tudo registrado e baseado em dados, a divisão fica clara para todos.

Leia também este texto que escrevi: Como usar software para agricultura para melhorar seu custo de produção.

Conclusão

Neste texto entendemos o que é sucessão familiar e qual a sua importância em nosso país.

Além disso, discutimos alguns desafios enfrentados neste processo e pelos sucessores do negócio rural.

Não existe uma receita para realizar a sucessão familiar. Você precisa de planejamento para que este processo seja bem realizado.

Então não fique parado, planeje a sucessão familiar da sua empresa familiar rural.

Pois como em qualquer atividade da sua fazenda, a sucessão também deve ser planejada, para que o negócio continue e gere bons frutos.

Leia mais:

>> Guia absolutamente completo sobre agricultura de precisão na Pré-Safra

>> Software para Agricultura de Precisão: O guia definitivo para escolher um

>> 5 Dicas no planejamento agrícola para otimizar o uso de fertilizantes

>> 5 Aplicativos Para Planejamento Agrícola Que Você Deveria Conhecer

Quais os desafios que você enfrenta ou enfrentou no processo de sucessão? Quais estratégias você realiza ou realizou na sucessão familiar? Você realiza planejamento das atividades da sua propriedade? Adoraria ver seu comentário abaixo.