Importância das abelhas na agricultura: Saiba quais culturas são mais dependentes da polinização e como ela pode impactar a produtividade.

Você sabe que as plantas precisam ser fecundadas para se reproduzirem, o que ocorre através da polinização.

E as abelhas fazem o serviço de polinização de 85% das plantas de importância para a alimentação humana.

Um terço da produção agrícola mundial está sob sua responsabilidade.

Neste artigo, quero compartilhar com você a importância das abelhas na agricultura, sua contribuição em diversas culturas e os desafios da criação.


A polinização e a importância das abelhas para as plantas

Plantas dependem de polinização para se reproduzirem.

A polinização é a transferência dos grãos de pólen de uma flor – do estame, que é a estrutura masculina, para o estigma, que é a estrutura feminina, da mesma flor ou de uma flor para outra.

importância das abelhas na agricultura
Abelha forrageira coberta de grão de pólen
(Fonte: Decio Luiz Gazzoni em Soja e Abelhas)

E esse processo possui contribuição de muitos insetos, no entanto, mais de 90% dos responsáveis por ele são as abelhas.

As abelhas são especialmente importantes, pois se alimentam exclusivamente de néctar ou pólen. E visitam muitas flores por dia para suprir suas necessidades.

Uma revisão publicada pelo Journal of Economic Entomology mostrou a dependência das culturas agrícolas por polinização animal. Essa relação de dependência pode ser essencial, pequena ou modesta.

Além disso, as culturas podem ser polinizadas por mais de uma maneira (por animais, vento ou água).

Para você ter uma ideia, veja a porcentagem de plantas que dependem de polinização animal para sua reprodução sexual:

  • Globalmente: 87,5%;
  • Ecossistemas tropicais: 94%;
  • Ecossistemas temperados: 78%;

Sendo que é a abelha é o principal animal que poliniza nesses casos. Assim, novamente, notamos a importância desse inseto na produção vegetal.

A importância das abelhas na agricultura

A visão sobre a importância das abelhas na agricultura tem mudado nos últimos anos devido a diversos estudos científicos.

As abelhas são responsáveis pela polinização de 42% das 57 espécies vegetais mais plantadas no mundo.

E essa polinização impacta na quantidade e também na qualidade dos produtos agrícolas.

Para se ter uma ideia, no Brasil das plantas cultivadas, mais de 60% dependem da polinização animal. Considerando plantas cultivadas para alimentação humana, produção animal, biodiesel e fibras.

Estima-se a existência de 3.000 diferentes espécies de abelhas no país. No entanto, somente cerca de 400 estão catalogadas.

A espécie mais conhecida é a dos meliponíneos, ou seja, aquelas com produção de mel.

Porém, existe uma infinidade de abelhas que podem ou não produzir mel, além de espécies nativas e abelhas sem ferrão.

A atividade de polinização é uma ação involuntária dos polinizadores, mas essencial à vida das plantas, que se utilizam de cheiros, cores e sabores para atraí-los.

Vou falar agora sobre as culturas nas quais as abelhas têm papel mais importante.

importância das abelhas na agricultura
Polinização: abelhas são as principais responsáveis pelos serviços ecossistêmicos
(Fonte: Embrapa)

Importância das abelhas na agricultura: produção agrícola

Os serviços ecossistêmicos (polinização) prestados à agricultura pelas abelhas e outros animais foi estimado em R$ 43 milhões em 2018.

Produtos agrícolas de peso na balança comercial brasileira, como soja, café, feijão e laranja, são dependentes de polinização.

Outras culturas com menor representatividade financeira, como maçã, melão e cacau, também necessitam essencialmente de polinização.

Além disso, culturas como trigo, milho e arroz, mesmo não dependentes da polinização animal, também se beneficiam desse tipo de serviço realizado pelos insetos.

Na produção de algodão, por exemplo, a polinização feita por abelhas aumenta em 16% o peso da fibra. Além disso, proporciona 17% mais sementes por fruto, contribuindo também para sementes mais vigorosas.

A polinização também tem elevado a produtividade de culturas como a canola em até 70%.

A dobradinha trevo e alfafa também só produz sementes quando são polinizadas, assim como grande parte das hortaliças como alface, cebola, coentro e cenoura.

No quadro abaixo você pode conferir a produção anual de culturas e o serviço de polinização de acordo com a escala de taxa de dependência. A saber: 0,95 = essencial; 0,65 = grande; 0,25 = modesta; e 0,05 = pequena.

importância das abelhas na agricultura
(Fonte: Tereza C. Giannini em Agricultura e Polinização)

Para saber mais sobre este assunto, recomendo a leitura do livro “Agricultura e Polinização”, organizado pela Doutora Rosemarie Rodrigues. É uma contribuição valiosa para o tema das abelhas e o agronegócio brasileiro.

Você também pode conferir outras informações no 1º Relatório Temático sobre Polinização, Polinizadores e Produção de Alimentos no Brasil. O documento é assinado por diversos cientistas, entre eles, pesquisadora da Embrapa.  

importância das abelhas na agricultura
Abelha carregando bola de pólen na corbícula, localizada em sua tíbia
(Foto: Decio Luiz Gazzoni em Soja e Abelhas)

Criação de abelhas no Brasil

A mais comumente conhecida é a Apis mellifera, que é a mais produzida e utilizada para a produção de mel e na polinização no mundo.

Ela tem contribuição fundamental na produção do café, da maçã e da laranja. No Brasil,  o destaque fica para sua contribuição nas culturas de maçã e melão.

O que poucos sabem é que essa espécie acaba por competir com outras espécies nativas como as mamangavas (Bombus spp., Centris spp., Epicharis spp., Eulaema spp.e Xylocopa spp.) e diversas outras espécies solitárias, ainda pouco estudadas.

Por isso, cada vez mais devemos considerar a produção de abelhas e toda interferência no ambiente de forma integrada e global.

Além disso,  é cada vez mais comum a criação migratória de abelhas, baseada no calendário de floradas. Isso aumenta a quantidade e qualidade da produção de mel.

Essa prática também abre a visão da possibilidade de, nos cultivos anuais, colmeias serem utilizadas como fonte de contribuição para a produção.

Mas há também muitos desafios. Vou explicar melhor a seguir.

importância das abelhas na agricultura
Abelhas sem ferrão
(Foto: Jardim Botânico do Rio em Globo Rural)

Desafios da criação de abelhas

Muitos estudos têm mostrado um declínio das populações de abelhas no mundo. Este fenômeno, conhecido nos Estados Unidos, é chamado de “distúrbio do colapso das colônias”.

E o Brasil não fica para trás. Ainda não há comprovação científica, mas existem levantamentos de diminuições drásticas de colônias em São Paulo e Santa Catarina.

A principal vítima é a espécie mais abundante desse inseto, a Apis mellifera, também conhecida como abelha europeia. Porém, espécies nativas do Brasil também estão em risco.

Essas diminuições foram percebidas nas abelhas domésticas e na maioria das espécies que são responsáveis por polinização – que tem hábitos solitários e nem produzem mel.

Vários fatores contribuem para essa redução, mas o uso de agrotóxico é apontado como uma das principais causas.

Estudo publicado em outubro de 2017 na revista americana Science mostrou que 75% de todo o mel produzido no mundo está contaminado com essas substâncias.

Os cenários de acidentes com inseticidas são, em maioria, causados por negligência ou imperícia.

É importante também impedir o uso de produtos piratas ou não autorizados no território brasileiro.

O ideal é evitar a aplicação de agrotóxicos durante os horários preferenciais de forrageamento das abelhas, que é das 8h às 15h, considerando o clima tropical.

No mundo, já há diversas iniciativas em prol da adoção de boas práticas na agricultura, como a IPBES (The Intergovernmental Science-Policy Platform on Biodiversity and Ecosystem Services).

A IPBES é uma iniciativa internacional que reúne 124 representantes de países membros da ONU.

São pontos fortes dessa iniciativa:

  • Aproveitamento, ao máximo, dos processos ecológicos;
  • Promoção de práticas agrícolas sustentáveis, como a agricultura biológica;
  • Melhoria no controle e manejo de polinizadores, bem como da higiene, para reduzir riscos de pragas, patógenos e espécies exóticas invasoras.

importância das abelhas na agricultura
(Foto: Kamillo Kluth em Globo Rural)

Conclusão

A visão sobre a importância das abelhas na agricultura tem mudado nos últimos anos, principalmente em razão de avanços nas pesquisas.

Neste artigo, você viu como as abelhas contribuem para a produção agrícola e quais as culturas são mais dependentes da polinização animal.

Também discutimos o declínio da população de abelhas, o que representa um risco ao meio ambiente.

Com todo esse conhecimento, utilize manejos mais integrados e com visão global na sua fazenda!

>>Leia mais: “3 maneiras de lucrar mais com um software de gestão agrícola 
>> Leia mais: “Como fazer o manejo eficiente da mosca-branca

>> Leia mais: “Todas as formas de controle para se livrar do percevejo-castanho

Você conhecia, de fato, a importância das abelhas na agricultura? Tem alguma experiência neste sentido? Deixe seu comentário!