Blog Aegro Logo
Blog da Aegro para negócios rurais
lavoura de trigo vista de cima

Plano Safra 2022/23: saiba como fazer o seu financiamento

- 8 de julho de 2022

Plano Safra 2022/23: conheça as taxas de juros, os recursos e como conseguir o crédito rural pelo plano

Com valor recorde de recursos, o Plano Safra 2022/23 está acima do esperado pelo agronegócio. Ele beneficia pequenos, médios e grandes produtores rurais.  

O volume de recursos do Plano Safra 2022/23 é de quase R$ 341 bilhões, anunciado dia 29 de junho de 2022 pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Esse é um volume inédito.

Ele representa aumento de 36% em relação aos recursos da safra anterior. Mas ainda são muitos os produtores rurais que não sabem como se beneficiar desses recursos.

Por isso, neste artigo, além dos detalhes dos recursos por programa, juros e prazos, você saberá como fazer o seu financiamento. Confira!   

O que é o Plano Safra?

O Plano Safra é a principal política pública voltada para financiar o desenvolvimento dos pequenos, médios e grandes produtores rurais do Brasil. Na safra 2022/23, o Governo Federal destinará R$ 340,8 bilhões a quem produz. A nova fase do Plano Safra começa em julho de 2022, indo até junho de 2023.

A cada ano há expectativa por parte de entidades que representam o setor quanto ao volume de recursos que será disponibilizado. 

No Plano Safra 2021/22, os recursos ficaram abaixo do esperado, mesmo com aumento de 14%. O Plano Safra 2022/23 ficou acima do que as entidades pediram ao governo.

Os recursos para custeio e comercialização tiveram aumento de 39% em relação à safra de 2021/22, com R$ 246,28 bilhões. Já para os investimentos, foram disponibilizados R$ 94,6 bilhões, alta de 29%.

Além do aumento dos recursos para o Plano Safra, o governo quer incentivar o desenvolvimento do agronegócio através da diversificação das fontes de financiamento.

A aposta são as LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio), para as quais foi estabelecido aumento de 50% a 70% na faculdade de uso de recursos para aquisição desses direitos creditórios.

Com isso, espera-se que haja maior participação do mercado de finanças privadas do agronegócio, com a expansão dos seguintes títulos:

Banner de chamada para o download do kit de crédito rural

Outra novidade do Plano Safra 2022/23 é o aumento dos recursos para sustentabilidade. Eles são disponibilizados por meio do Programa ABC (agricultura de baixo carbono), na linha de crédito do Plano ABC.

O Programa ABC neste Plano Safra tem disponível R$ 6,19 bilhões

Outros programas importantes são o Proirriga (Programa de Financiamento da Agricultura Irrigada), que ficou este ano com R$ 1,95 bilhão, e o Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária), com R$ 3,51 bilhões.    

Juros do Plano Safra

Os juros dos recursos do Plano Safra são de acordo com os públicos atendidos. Há os juros livres e os juros equalizados.  Na edição de 2022/23, a divisão dos juros no total de recursos ficou desta forma:

  • R$ 145,18 bilhões com juros livres (+69%);
  • R$ 115,8 bilhões com juros equalizados (+31%).

Juros livres são aqueles cujas taxas são definidas entre bancos e o produtor rural. Os juros equalizados são os que são pagos por um fundo criado para esta finalidade.

Com juros equalizados, por exemplo, se os juros do seu financiamento ficarem em 11%, você paga apenas 7% e o restante quem paga é o fundo, gerido pelo governo.

A Taxa Selic (taxa básica de juros da economia) está em alta, atualmente em 13,25%. Por isso, uma das preocupações do governo federal é com os juros para os agricultores familiares, pequenos produtores e médios produtores.

No Plano Safra, esses públicos são contemplados pelo Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor).

Para esses produtores, o governo afirma que “a melhoria do acesso ao crédito rural foi assegurada pelo estabelecimento de juros compatíveis com a atividade rural e em níveis favorecidos, comparativamente às taxas livres de mercado”.

Veja abaixo como ficaram os juros do Plano Safra por programa:

Lista de taxas de juros do plano safra em 2022/23
Taxas de juros ao ano
(Fonte: Mapa)

Plano Safra 2022/23: como funciona cada recurso

Veja abaixo detalhes dos recursos do plano Safra 2022/23 separados por programas.

Pronaf 

Para esta safra, o governo destinou aos beneficiários do Pronaf e pequenos produtores R$ 53,61 bilhões, com aumento de 36% em relação a 2022. Os juros variam entre 5% e 6%.

O governo federal pretende ainda liberar mais R$ 1,2 bilhão para o Pronaf, no âmbito do Plano Safra, por meio de um crédito suplementar.

Um projeto de lei foi enviado ao Congresso no dia 05 de julho com esta finalidade. O recurso é para custeio agropecuário, operações de comercialização e investimento rural e agroindustrial.

Pronamp

O Pronamp, por sua vez, teve aumento de 28% em relação ao ano passado e tem disponível R$ 43,75 bilhões, com juros de 8%.

Grandes produtores e cooperativas

A maior fatia dos recursos do plano safra é destinada aos grandes produtores e cooperativas. Para eles, estão disponibilizados R$ 243 bilhões, com juros de 12% ao ano.

Programa importante para os grandes produtores, o PCA (Programa de Construção e Ampliação de Armazéns) tem R$ 5,13 bilhões destinados.

Os juros do PCA são de 7% ao ano para investimentos em armazenagem com capacidade de até 6 mil toneladas. Para os demais investimentos, os juros são de 8,5% ao ano.

O prazo de reembolso é de até 12 anos, com carência de até 3 anos. Veja abaixo resumo dos recursos do Plano Safra por programa:

Tabela que explica como serão distribuidos os recursos do plano safra 2022/23
Distribuição dos recursos
(Fonte: Mapa)

Seguro Rural no Plano Safra

A expectativa do governo federal é que em 2023 o seguro rural chegue a 2 bilhões.

A região Nordeste terá 30% de subvenção para plantio de soja e 45% para outras culturas. E para quem aderir ao Programa ABC, a porcentagem será de 25% para soja e 45% das demais

Confira abaixo o resumo do PSR (Programa de Seguro Rural):

Atualizações do plano safra em 2023
Atualizações do PSR para 2023
(Fonte: Mapa)

Como conseguir crédito rural do Plano Safra

O acesso ao Plano Safra se dá por meio de linhas de crédito rural em programas específicos, com prazos e juros determinados no MCR (Manual de Crédito Rural).

Para ter acesso ao crédito, você deve buscar uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil a realizar esse tipo de operação. Nem todos os bancos estão autorizados a fornecer esse crédito, então lembre-se de checar quais podem oferecê-lo.

Além dos bancos oficiais, as instituições bancárias privadas e agfintechs (startups do agronegócio) também oferecem crédito rural. É bom lembrar que esse crédito oferecido não faz parte necessariamente do Plano Safra.

Após escolher onde buscar o financiamento, você deve consultar um especialista para elaboração do seu projeto técnico para obter crédito rural. Nele, será detalhado como o recurso será gasto.

O nível de exigência de documentações que devem ser apresentadas varia entre cada instituição bancária. O mesmo vale para o prazo para liberação do crédito, que pode sair em 10 a 30 dias ou 12 horas, como é possível nas agfintechs.

Crédito de Custeio Agrícola com Aegro

O aplicativo Aegro une a gestão da fazenda ao crédito certo, ajudando o produtor a investir em seu negócio e alavancar sua rentabilidade. 

Uma dessas soluções é o crédito de custeio agrícola com acesso simples, rápido e digital, uma modalidade exclusiva para clientes.

Quanto mais você usa o sistema e evolui a gestão do seu fluxo financeiro, mais chances de ter acesso a uma proposta personalizada.

Tela do Aegro, na aba de solicitar crédito

Com alguns cliques, simule seu empréstimo dentro do próprio aplicativo e solicite até R$ 1,1 milhão de crédito sem sequer sair da fazenda

Diferente das instituições tradicionais, a análise de crédito da Aegro é ágil e desburocratizada, garantindo o dinheiro na conta dentro de 5 dias úteis.

Além disso, a oferta é transparente e livre de taxas embutidas, IOF ou custos com projeto técnico. 

Quer saber mais sobre os benefícios do software de gestão rural e suas soluções financeiras exclusivas? Agende uma demonstração gratuita e sem compromisso conosco!

Banner de crédito da Aegro. Ao fundo, um homem utiliza celular em uma lavoura

Conclusão

O Plano Safra 2022/23 é um recurso valioso para o desenvolvimento do agronegócio, entender suas regras e como garantir seu acesso é um dos primeiros passos para iniciar uma safra de sucesso.

Buscar soluções financeiras alternativas, como as oferecidas por agfintechs, também pode facilitar seu acesso a propostas mais justas que se encaixem em sua realidade. 

Agindo dessa forma, você terá mais capacidade de se manter na atividade

É importante lembrar também que tudo deve ser feito conforme sua capacidade econômica e objetivos a serem alcançados com a produção agrícola

O que você espera dessas novidades do Plano Safra 2022/23? Pretende solicitar crédito? Eu adoraria ler seu comentário!

Comentários

  1. Luciara Oliveira Martinez disse:

    Excelente texto, simples e explicativo. Obrigado

    1. Grato pelo seu comentário, sra. Luciara, desejo que as informações possam ser úteis para você. Abraço!

  2. Silmar Gauterio Mendes disse:

    Eu preciso de recurso, mas estou tendo dificuldades, tenho toda a documentação, mas o banco me negou o credito.

    1. Olá sr. Silmar, lamento que isso esteja acontecendo com o sr. mas o melhor nessas horas é consultar um especialista para verificar o que está faltando. Recomendo que busque outras alternativas de crédito rural, em agfintechs, por exemplo. Há menos burocracia que os bancos oficiais e o tempo para liberação do crédito é menor também, a depender do caso sai em menos de 24h. Abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.