Regulagem da semeadora de forma correta pode trazer benefícios à sua lavoura

O conjunto trator-semeadora pode ser comparado a um automóvel que, se estiver desregulado, comprometerá os custos e eficiência durante a operação.

Se uma semeadora de 10 linhas estiver com 1 linha entupida e falhar, as perdas na produtividade de soja poderão chegar a centenas de reais por hectare.

A regulagem correta da semeadora promove melhores resultados na produtividade das lavouras, além de economizar combustível e assegurar um plantio mais uniforme.

A seguir, separei 5 dicas para melhorar o desempenho da semeadora na lavoura. Confira!

Por que realizar a regulagem da semeadora?

A correta semeadura é um dos principais fatores que assegura boas produtividades nas lavouras. E isso vale para diversas culturas. 

A distribuição correta das sementes propicia uniformidade na emergência das plantas e estande ideal, fatores que são fundamentais para o sucesso das lavouras.

Dessa forma, é importante checar e regular todos os sistemas da semeadora. Dentre eles, os principais são:

  • discos corta-palha;
  • sistemas para abertura dos sulcos;
  • sistemas de deposição de sementes;
  • sistemas de deposição de adubo (quando presentes);
  • sistemas de fechamento do sulco (mecanismo compactador).

Como regular corretamente sua semeadora

Os principais pontos que devem ser analisados na semeadora antes e durante o plantio são:

  • velocidade de semeadura (normalmente entre 4 km/h a 6 km/h);
  • calibragem dos pneus;
  • limpeza e lubrificação das engrenagens do conjunto;
  • lubrificação das correntes;
  • checagem dos tubos condutores de sementes e adubos;
  • verificação de pinos e contrapinos;
  • lubrificação geral da máquina e graxeiras;
  • checagem das regulagens dos carrinhos;
  • análise da população de estande final desejada;
  • análise da germinação do lote de sementes utilizado;
  • cálculo do número de sementes/hectare;
  • regulagem do espaçamento entre linhas.

É fato que existe uma grande variedade de modelos de semeadoras presentes no mercado, sejam elas de sementes graúdas ou miúdas, e que para cada modelo existe uma regulagem ideal.

Mas alguns pontos são importantes de serem checados e se aplicam a uma boa parte das máquinas existentes no mercado.

As regulagens e limpezas são rotineiras e também devem ser realizadas nas semeadoras.

Limpezas de filtros e lavagem da máquina para evitar possíveis contaminações de daninhas e sementes de safras passadas também são simples de serem feitas e essenciais quando pensamos em boas práticas agrícolas.

Manutenções

Manutenções preventivas são sempre mais recomendadas que as corretivas, pois as janelas de plantio são curtas na maioria das regiões brasileiras e a máquina não pode parar durante a operação para troca de peças que já deveriam ter sido substituídas.

A quebra da semeadora durante o plantio pode causar atrasos operacionais e perdas em produtividade devido a semeaduras realizadas fora do período ótimo.

A manutenção de um estoque de peças de reposição pode ser ideal para fazendas que estão mais distantes das concessionárias e podem perder muito tempo esperando uma peça. 

Para isso, uma gestão correta da fazenda e dos maquinários te ajuda a levantar quais são as peças de reposição mais utilizadas.

A utilização de um software agrícola como o Aegro colabora para que você tenha em mãos esse controle. Você pode registrar a realização das manutenções pelo seu celular e ter um histórico detalhado das peças que foram trocadas na máquina.

Além disso, você pode programar alertas periódicos de manutenção para ser lembrado de revisar o maquinário.

alerta de manutenção no Aegro

Com o Aegro é possível programar alertas de manutenção e recebê-los no seu e-mail

Adequação do conjunto trator-semeadora-adubadora

A escolha do conjunto trator-semeadora corretos é fundamental para melhor rendimento operacional, economia de combustível, vida útil e redução de custos no campo.

Alguns pontos que você deve considerar na aquisição do conjunto trator-semeadora são:

  1. potência requerida do trator para operar a semeadora a ser utilizada;
  2. potência disponível do trator a ser utilizado na operação;
  3. analise se o conjunto está bem dimensionado.

A potência necessária para tracionar uma semeadora irá depender da quantidade de carrinhos que a semeadora possui, do espaçamento, hastes sulcadoras, peso da máquina carregada e profundidade de semeadura.

foto de uma semeadora em uma lavoura

(Fonte: John Deere)

O conjunto bem dimensionado pode ser visualizado quando a diferença entre a potência disponível no motor do trator e a exigida pela semeadora não for maior que 15%. Esses valores são utilizados como nível de segurança.

Regulagens dos sistemas da semeadora

Para início da regulagem da semeadora você deve escolher corretamente os discos e anéis que serão utilizados para a semeadura das sementes graúdas.

Alguns fabricantes fornecem anéis e discos com nomenclatura específica para cada tipo de sementes.

Após a escolha dos anéis, é recomendada a realização de um teste prático, onde será necessário inserir as sementes desejadas e avaliar seu comportamento de deposição.

Para checagem de possíveis falhas no plantio, faça o seguinte teste:

  1. Escolha o anel com friso para sementes redondas ou os anéis lisos para sementes chatas.
  2. Separe 2 sementes menores e veja se elas cabem no mesmo furo. Se sim, provavelmente esse anel acarretará plantas duplas na semeadura e deve ser trocado.
  3. Separe 2 sementes maiores e veja se elas passam com alguma folga pelos furos. Se não passarem, esse anel provocará falhas na semeadura e deve ser substituído.
imagem de regulagem correta dos discos e anéis - regulagem de semeadora

(Fonte: J.ASSY)

Para saber mais sobre como fazer a escolha dos anéis e discos, leia este artigo do Lavoura10: “Como fazer a regulagem de plantadeira de soja e garantir a lavoura”.

Depois da escolha dos anéis da semeadora, a regulagem deve ser realizada nas engrenagens das máquinas que possuem esses sistemas de distribuição.

A combinação das engrenagens garante o número correto de sementes desejadas por metro linear.

As semeadoras possuem tabelas de regulagens que entregam os números de sementes por metro desejado de acordo com cada máquina e modelo.

A seleção deve ser realizada conforme a cultura a ser semeada e o estande desejado no plantio.

Uma primeira regulagem pode ser realizada com a semeadora ainda no galpão.

Vale ressaltar que pisos duros de concreto podem afetar a correta regulagem das máquinas. Por isso, a checagem e regulagem no campo é a mais correta.

6 pontos da semeadora que você deve checar em campo:

  1. quantidade de sementes que está sendo depositada por metro;
  2. distribuição e uniformidade de sementes no solo;
  3. profundidade de semeadura;
  4. profundidade e deposição do adubo;
  5. regulagens dos carrinhos e checagem da posição;
  6. regulagem e checagem dos discos de corte.

A semeadura e as regulagens podem ser alteradas dependendo do tipo de solo que será semeado. 

É importante realizar as aferições em campo e ir alterando as regulagens até mesmo durante o plantio se os parâmetros não estiverem dentro dos estabelecidos.

custo operacional de máquinas

Regulagens dos sistemas de adubos

Assim como o sistema dosador de sementes, os sistemas dosadores de adubos, quando presentes, também podem possuir regulagens por meio de engrenagens ou sistemas pneumáticos.

A quantidade de adubo a ser depositada por hectare normalmente é expressa em quilogramas por hectare.

A deposição e profundidade do adubo precisam ser corretas para evitar efeitos de salinização e possíveis problemas iniciais de estande.

O adubo deve ser depositado ao lado e abaixo das sementes.

Cheque na tabela da semeadora as relações de engrenagens necessárias a dose a ser depositada de adubos.

Da mesma forma que nas sementes, os testes em campo devem ser avaliados para verificação da deposição da dose correta e nos locais desejados do adubo em campo. Se necessário, novas regulagens devem ser realizadas no sistema.

Conclusão

A regulagem correta das semeadoras pode garantir melhor produtividade e maior ganho nas lavouras.

Máquinas bem dimensionadas e reguladas da maneira correta economizam combustível, possuem melhor rendimento operacional e asseguram um plantio mais uniforme.

Se você ainda não realiza manutenções e substituições de peças preventivamente em suas semeadoras, pode estar perdendo dinheiro no manejo de seu maquinário.

As avaliações e checagens dos parâmetros de semeadura são tão importantes quanto a condução correta das lavouras.

Se você iniciar o plantio da maneira errada, sua lavoura poderá estar comprometida desde o início.

>> Leia mais:

Cálculo de semeadura da soja: 5 passos para a população ideal de plantas no seu sistema

Você realiza a regulagem da semeadora e acompanha em campo o plantio das lavouras? Realiza alguma outra regulagem que não mencionei? Adoraria ver seu comentário abaixo!