Produtividade de soja: Saiba qual é a sua por talhão por um método simples e prático, além de conhecer como essa informação pode ajudar na sua gestão.

Nesta safra de soja estima-se quebra de 5%, resultando na previsão de 114 milhões de toneladas do grão, segundo a SNA.

As condições climáticas limitaram a produção, especialmente em Paraná, Sul de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás.

E na sua área? Qual será a produtividade média da soja?

Saiba aqui como fazer esta estimativa e entenda como usá-la a seu favor durante e após a colheita:

Importância da estimativa da produtividade de soja

Independentemente da cultura, a estimativa da produtividade pode fornecer informações valiosas.

Com elas, o produtor de soja pode tomar decisões de:

  • Frota necessária para colheita;
  • Dias necessários para a conclusão da colheita;
  • Contratação ou não de equipe adicional;
  • Logística do transporte da produção agrícola;
  • Armazenamento do grão;
  • Planejamento financeiro para a colheita e para a próxima safra, e outros.

Além disso, ao coletar essas informações por talhão esteja atento a condição da área.

Tenha o registro de plantas daninhas, cultivar de soja, defensivos agrícolas utilizados, pragas, doenças, adubação e outros.

Com esses dados você saberá como aumentar sua produtividade nas próximas safras.

Para essa estimativa é fundamental o conhecimento de três componentes da cultura da soja:

  1. População de plantas;
  2. Vagens por planta;
  3. Peso dos grãos por vagem.

A sua produtividade de soja é diretamente em função do seu manejo.

Mesmo que milhões de hectares tenham tido prejuízos por seca, pode ser que algum dos seus talhões a produtividade tenha até mesmo aumentado.

Isso porque o solo daquele local pode armazenar mais água, o manejo nutricional foi melhor, incidência de pragas menor, e outras particularidades.

Assim, veja a seguir como fazer esta estimativa para cada talhão de sua área e obter todos os benefícios dessas informações:

Passo a passo como calcular de forma simples a produtividade de soja

Passo 1 – Conte o número de plantas em uma área conhecida

Você pode contar o número de plantas em qualquer tamanho de área conhecida, como 1 m², por exemplo.

No entanto, sempre é recomendado a área de pelo menos 4 m² para que dê uma boa ideia do estande em campo.

Assim, escolha no mínimo 10 pontos diferentes e representativos do seu talhão. Em cada um desses pontos, conte o número de plantas em 4m².

Para te ajudar nisso, veja o comprimento que você deve medir em função do espaçamento, para obter 4 m²:

produtividade de soja

(Fonte: IPNI)

Faça a média de número de plantas nos 10 pontos e anote o valor em papel ou planilha de Excel.

Passo 2 – Calcule a média de vagens por planta

Colete pelo menos 20 plantas em diferentes pontos do talhão, sempre pegando aquelas porções representativas da área.

Conte o número de vagens dessas plantas e faça a média, também deixando este valor anotado em papel ou planilha.

3-produtividade-de-soja

(Fonte: Foto por Ignacio Ciampitti, K-State Research and Extension em Agriculturewire)

Passo 3 – Calcule o número total de vagens

Para isso, pegue o número de plantas em 4 m² (passo 1) e multiplique pela média de vagens por planta (passo 2).

Por exemplo: Uma área com 160 plantas em 4 m² e com 32 vagens por planta de soja:

160 x 32 = 5.120 vagens em 4 m²

1 hectare = 10 000 m²

5.120 x 10000 m²/4 m² = 12 800 000 vagens em 1 hectare

Passo 4 – Peso dos grãos

Os grãos de uma vagem tem em média 0,4024 gramas. Assim, é só multiplicar o número de total de vagens (passo 3) por esse valor. Por exemplo:

12 800 000 vagens em 1 hectare x 0,4024 gramas = 5 150 720 gramas

5 150 720 / 1000 = 5 150, 72 Kg / 60 Kg = 85,84 sacas por hectare

No entanto, nem todas as vagens vão possuir esse peso em sua propriedade, podendo superestimar a produtividade.

4-produtividade-de-soja

(Fonte: Foto por Ignacio Ciampitti, K-State Research and Extension em Agriculturewire)

Assim, para melhores estimativas colete as vagens de algumas plantas e pese os mesmos.

Com esse número você faz as contas acima e tem uma estimativa muito melhor.

Para facilitar esses cálculos, disponibilizamos aqui, gratuitamente, uma planilha de estimativa de produtividade de soja. Com ela, você irá conseguir estimar sua produção de forma mais automática e com menor risco de erros.

planilha-produtividade-soja

Algumas dicas para melhorar sua estimativa de produtividade de soja

Seguindo esta metodologia, podemos ter a estimativa da produtividade da lavoura, porém, a precisão dela será mais rigorosa se mais pontos dentro da área forem amostrados.

Desse modo, recomendamos que você faça essa estimativa por talhão, e no final realize a média das estimativas.

Outro ponto importante e que já citamos é sobre sempre escolher um ponto representativo da lavoura para as amostras.

Utilize espaços fora da área de amassamento por manobras de pulverização ou sobre curvas de nível e manchas de solo.

Outros fatores também interferem na estimativa de produtividade de soja, como:

  • Umidade do solo (lembrando que o sistema de plantio direto na soja colabora para uma umidade adequada);
  • Estresse por pragas e doenças (como mosca-da-haste que apresenta maiores infestações nesta safra, ou como ferrugem asiática da soja);
  • Temperaturas;
  • Outras condições ambientais.
5-produtividade-de-soja-mosca-da-haste


Mosca-da-haste (Melanagromyza sojae) foi relatado recentemente em RS, MG, GO, BA e MT.
(Fonte: Comitê Estratégico Soja Brasil – CESB)

Esses fatores podem levar à redução do valor de alguns dos componentes de rendimento, resultando em produtividades menores do que as estimadas.

Condições estressantes podem desencadear o desenvolvimento de vagens de 1 ou 2 sementes em vez de vagens de 3 ou 4 sementes, além de reduzir o desenvolvimento das mesmas.

Enquanto que condições favoráveis ​​durante o enchimento de sementes não aumenta o número de sementes, mas elevam a produção agrícola pela retenção de vagens.

Por isso, chuvas no final da safra podem aumentar o rendimento, estendendo o preenchimento de sementes e o tamanho final das sementes.

Quando devo fazer estimativas de produtividade de soja?

Ao fazer esta estimativa em um determinado estádio, estamos considerando que todos os componentes vão estar com desenvolvimento normal até a colheita, o que não acontece.

Por isso, qualquer estimativa de produtividade melhora à medida que nos aproximamos da colheita da cultura da soja.

Isso porque as plantas continuam interagindo com o ambiente após sua estimativa, então pode ocorrer efeitos externos que modifique esses valores.

Por exemplo, se houver falta de água pode ocorrer menor retenção de vagens, se algum percevejo aumentar sua população pode diminuir o peso dos grãos, etc.

Assim, as estimativas de produtividade da soja podem começar quando a soja entra em R5.

Neste ponto, uma boa parte das vagens se desenvolveu e as sementes estão se enchendo em toda a planta.

6-produtividade-de-soja

Vagem e sementes de soja em R5 (início do enchimento dos grãos)
(Fonte: Shaun N. Casteel em Purdue University)

A floração continuará a uma taxa limitada e logo cessará. O desenvolvimento da vagem (retenção e número de sementes por vagem) ficará atrás do padrão da floração.

No entanto, as estimativas vão melhorar à medida que as plantas continuarem se desenvolvendo nos próximos 15 dias e entrarem em R6.

7-produtividade-de-soja

Vagem e sementes de soja em R6
(Fonte: Shaun N. Casteel em Purdue University)

Nesse ponto, a retenção de vagens e as sementes por vagem  se tornam mais claras e o potencial para sementes grandes, médias ou pequenas será mais perceptível.

Portanto, considere essas diferenças de estimativa quando for fazê-la em sua propriedade.

Verifique se a estimativa de produtividade de soja coincide com o que você esperava

É importante que você verifique esses valores estimados com aqueles que você tinha como meta.

A principal razão para usar metas de produtividade é a economia.

As metas de produtividade são necessárias para que você  controle seu custo de produção agrícola, melhorando a rentabilidade da fazenda.

produtividade de soja


Exemplo de safra de soja já com a área colhida e sua comparação com as metas anteriormente estabelecidas no Aegro

Várias decisões de produção, incluindo seleção de espécies de culturas, taxa de semeadura e recomendações de fertilizantes, são diretamente impactadas pela meta de produção.

Um bom exemplo é  população de plantas que é diretamente influenciada pela sua meta.

Em ambientes mais sujeitos a seca (como solos mais arenosos e com clima de menor frequência de chuvas), as taxas de semeadura podem ser reduzidas para melhorar a tolerância à estiagem.

Isso afeta diretamente as margens de lucro, tanto por meio de custos de sementes quanto por meio dos níveis finais de produção alcançados.

Sempre lembrando que é preciso possuir metas realistas de produtividade, já que nem sempre maiores produtividades garantem melhores lucros.

Conclusão

Com a produção média da soja brasileira tendendo a cair devido às condições climáticas, é mais importante ainda ter uma ideia da sua produtividade.

Com ela, o produtor rural pode tomar medidas de planejamento da colheita, pós-colheita e comercialização, além de se preparar financeiramente e outros.

Aqui você viu um método simples e prático de fazer essa estimativa, com algumas dicas para obter mais precisão.

Saiba sua produtividade de soja antes da colheita e já comece a se preparar!

>>Leia mais: “Plantação de soja na pré-colheita: Como fazer uma dessecação eficiente

>> Leia mais: “Plantio da soja ainda melhor: 6 dicas dos especialistas

Como você estima sua produtividade de soja hoje? Tem mais alguma dica que não falei aqui? Restou alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!