Contabilidade de custos: Como chegar aos valores envolvidos na produção e fazer uma gestão mais eficiente da fazenda.

Quando o assunto envolve números, você corre longe?

Mas ter um controle de gastos é fundamental para maior lucratividade.

Ter à mão os valores envolvidos na produção te ajuda na gestão e, principalmente, na tomada de decisões.

Neste artigo, vamos mostrar algumas dicas para realizar a contabilidade de custos da sua empresa rural e como ela pode ser essencial para garantir mais lucro!

Qual é o objetivo da contabilidade de custos? 

A contabilidade de custos é uma divisão da contabilidade que tem objetivo de gerar informações fundamentais para o planejamento estratégico, determinando custos de produção e auxiliando, consequentemente, a tomada de decisões.

No caso da produção rural, é a parte da contabilidade que trata dos custos para a produção de um item. Por exemplo, ela vai identificar todos os valores ligados à produção de milho naquela safra.

De maneira mais técnica, essa área da contabilidade é definida como responsável pelo registro contábil das operações de produção da empresa através das contas de custeio.

Essa técnica tem objetivo de fazer com que o gestor da empresa rural conheça e entenda todos os custos envolvidos em cada etapa da produção.

Realizar a contabilidade de custos é uma ótima estratégia para conhecer seus gastos e aumentar sua lucratividade. Com todos os números na mão, você pode realizar um planejamento adequado e decidir qual é o melhor caminho seguir.

A contabilidade de custos irá te manter atualizado e por dentro da gestão financeira de seu negócio rural!

Entender sobre a contabilidade facilitará sua tomada de decisão! E você poderá responder com precisão quando questionado sobre suas despesas durante a produção de grãos ou seus custos com defensivos.

contabilidade de custos

Contabilidade de custos pode nortear tomada de decisões na fazenda

(Fonte: Prosa)

Contabilidade de custos: 5 dicas sobre como fazer a apuração de custos 

Vamos explicar agora como realizar a apuração dos custos na contabilidade do seu negócio rural.

1º Dica: Liste custos e despesas 

Nessa etapa você precisa incluir todos os gastos, desde a compra da semente e salários de funcionários até manutenção de maquinário e transporte do grão. Organização é a palavra-chave.

Você pode fazer isso com uso de planilhas ou com um software de gestão agrícola. Assim, é possível visualizar todos os custos na palma da mão, sem inúmeras folhas e tabelas!

2º Dica: Separe os custos diretos

Aqui você deve listar aquelas despesas diretamente ligadas à produção. Isso será fundamental para o próximo passo.

Mas dividir o que é custo direto e indireto parece meio confuso, não é mesmo? Vou exemplificar pensando no seu dia a dia.

Pense no milho que você acabou de colher. A semente, o defensivo utilizado, a colheita… Todos são custos de produção, ou seja, gastos diretos que sua empresa rural teve para produzir os grãos de milho.

Aqui, você terá uma visão geral de seus custos em sua atividade agrícola.

3º Dica: Compare o custo direto com o preço de venda

Nessa fase você irá visualizar se o que está gastando para produzir o grão é compatível com o que está planejando receber pela venda.

Com essa análise de custos, você irá compreender se seu retorno financeiro é suficiente para arcar com seus custos diretos. Depois, você deve confrontá-los com os custos indiretos, como veremos a seguir.

4º Dica: Rateio de custos indiretos

Aqui vamos levar em consideração apenas os custos que não estão ligados diretamente à produção. Como exemplo, podemos citar as despesas com contador e gestores da fazenda. 

Para você entender melhor, veja a figura abaixo:

contabilidade de custos

(Fonte: Nomus)

5º Dica: Encontre seu ponto de equilíbrio

Após realizar o passo anterior, será possível compreender nessa etapa quantas sacas de milho/produto devem ser vendidas para empatar com as despesas de produção.

contabilidade de custos

(Fonte: Soften)

Como fazer o cálculo de rateio de custos?

Quando se fala em realizar cálculo de custos, inúmeras dúvidas vão surgindo. Vou mostrar então como fazê-lo de uma forma mais descomplicada.

Vale lembrar que existe mais de um método para realizar o rateio de custo. Aqui, vamos citar apenas alguns! Você pode escolher o método que melhor se adeque à sua empresa.

Cálculo de Rateio por Absorção: 

Esse é um dos métodos de custeio mais utilizados. Neste método simplesmente vamos dividir os custos pelos itens analisados.

Exemplo: Você gasta R$ 15 para produzir 1 saca de milho em sua propriedade. Seu custo fixo é de R$ 12 mil entre mão de obra, energia elétrica e outros. Com isso, você consegue produzir 10 mil sacas.

Gasto por saca: R$ 15

Rateio do custo fixo: R$ 12.000 ÷ 10.000 = R$ 1,20

Custo unitário: R$ 15 + R$ 1,20 = R$ 16,20

Esse é um cálculo simples, mas que já ajuda muito a saber o quanto realmente você está gastando por saca. Esses valores são apenas ilustrativos, mas que tal aplicar esse cálculo com os valores reais de sua propriedade?

Cálculo do Rateio por Atividade (ABC – Activity Based Cost) : 

Esse método é um pouco mais complexo e usa o critério de atividades realizadas para o rateio. São pelas atividades que você vai verificar os custos gerados, alocando esses gastos e produtos despendidos.

contabilidade de custos

(Fonte: Blog Luz)

Mas qual método de rateio utilizar?

No final das contas, você deve utilizar aquele mais sentido para a seu negócio rural. Aliás,  dependendo do como está seu negócio e suas finanças, pode nem fazer sentido usar um método específico e sim começar, aos poucos, a registrar todos os custos.

O que é MOD na contabilidade de custos?

Quando começamos a lidar com contabilidade geral, vários termos e siglas começam a aparecer. Na parte de identificação de custos nas atividades rurais, isso não é diferente.  

A sigla MOD é bastante utilizada na contabilidade rural e significa mão de obra direta.

A mão de obra direta está relacionada às atividades realizadas diretamente na produção. Ou seja, dependemos dela para que os cultivos de grãos sejam semeados ou para determinada atividade agropecuária ocorra.

Além disso, a mão de obra direta permite a verificação, do ponto de vista contábil, de quantas pessoas serão necessárias para se produzir determinado produto.

Na prática, para produzir 100 kg de feijão, preciso de uma pessoa auxiliando no processo de produção (semeadura, manejo e colheita).

Fique atento, pois os custos com MOD englobam os custos gerais com encargos sociais, salários, além dos benefícios pessoais do empregado.

(Fonte: Dinheiro Rural)

Contabilidade financeira e gerencial

Além da contabilidade de custos, outras duas áreas da contabilidade também são bastante importante para o setor agrícola. Vamos entender um pouquinho mais sobre elas?

A contabilidade financeira mostra a saúde financeira de uma empresa rural às partes interessadas externas, ou seja, aos irmãos que têm uma parte da fazenda ou a um sócio, por exemplo.

Essa área da contabilidade apresentará como a fazenda se saiu na última safra, tudo por meio de relatórios contábeis financeiros.

É essencial que a empresa rural possua uma escrituração contábil, que consiste no registro regular de todos os eventos administrativos.

Já a contabilidade gerencial é bastante utilizada pelos gerentes ou gestores das fazendas para embasar as tomadas de decisões. É uma estratégia interna da empresa rural!

A utilização das diferentes áreas da contabilidade pode ser uma ótima ferramenta de gestão, com informações consistentes capazes de transformar as empresas rurais e propiciar maior crescimento.

Software para a contabilidade de custos

Como você viu ao longo deste artigo, a contabilidade rural envolve: planejamento financeiro, controle de despesas e rateio de custos.

Pode parecer difícil de colocar tudo isso em prática, mas um bom software de gestão agrícola te ajuda a gerenciar todas essas atividades no dia a dia da fazenda.

No Aegro, por exemplo, você pode montar um orçamento para a sua safra e estabelecer metas de produtividade. Assim, fica mais fácil de calcular por quanto você precisa vender a sua produção para ter lucro.

Meta de produtividade no Aegro

Além disso, você consegue fazer todo o seu fluxo de caixa no sistema. Basta vincular suas contas bancárias para ficar em dia com parcelas a pagar e a receber.

Cada despesa pode ser atribuída como um custo da fazenda, de estoque ou de safra. De maneira rápida, você rateia o gasto proporcionalmente entre diferentes safras e talhões.

É possível extrair do Aegro relatórios completos para analisar a rentabilidade do seu negócio e desenvolver estratégias financeiras mais eficazes.

Quer começar a coletar esses indicadores na sua fazenda? Clique aqui e teste o Aegro gratuitamente por 7 dias.

Conclusão

A contabilidade de custos é uma ferramenta voltada para o estudo de gastos em sua lavoura e pode te ajudar na gestão da propriedade em vários momentos, principalmente na tomada de decisão!

Neste artigo, você conferiu como calcular o rateio de custos de maneira descomplicada!

Falamos também sobre a mão de obra direta em custos e a contabilidade financeira e gerencial.

Espero que com essas dicas você consiga realizar a contabilidade de custos em sua fazenda!

Você realiza a contabilidade de custos em sua fazenda? Conhece a contabilidade financeira e gerencial? Deixe seu comentário!