Rateio de custos: saiba como fazê-lo de forma prática para ajudar a tornar a gestão financeira da propriedade mais eficiente

Com muitas atividades para gerenciar, às vezes fica complicado administrar todos os custos da fazenda. 

Mais difícil ainda é saber qual atividade tem dado lucro ou prejuízo…

É o rateio de custos de sua propriedade rural que te ajuda a entender e solucionar esse problema! 

Dúvidas sobre o rateio, especialmente com duas ou mais safras ou atividades econômicas na fazenda? Confira todas as dicas de como fazê-lo.

O que é rateio de custos e sua importância

Dentro de uma propriedade rural, geralmente, temos mais de uma atividade sendo realizada: produção de grãos e criação de animais, por exemplo.

Cada uma dessas atividades tem um custo associado, que somados, compõem o custo total da propriedade.

Rateio de custos é dividir o custo proporcionalmente a cada atividade, área ou categoria. Desse modo, é possível fazer o cálculo da lucratividade de cada coisa e avaliar o retorno que cada uma dá.

Sem saber os custos, não conseguimos saber o lucro da propriedade. 

Pode ser que uma das atividades esteja no vermelho, prejudicando o orçamento no final do mês. 

Analisando tudo junto, fica difícil saber o que está errado. Em outras palavras, de pouquinho em pouquinho, vamos perdendo dinheiro sem nem perceber.

Isso ninguém quer, não é mesmo?

O rateio de custos favorece a análise individual de cada atividade, identificando os problemas e possibilitando que se tomem medidas para solucioná-los.

Primeiros passos para começar o rateio de custos

Primeiramente, é necessário que se tenha organização. Sua propriedade deve ser como uma empresa rural.

Os estoques de insumos e peças devem estar organizados, as contas e o fluxo de caixa em ordem.

Em outras palavras, você precisa conhecer sua propriedade como a palma de sua mão, nos mínimos detalhes.

Pode parecer complicado e trabalhoso no início, mas o tempo investido nesse detalhamento poupará esforços depois.

Com tudo organizado, podemos então começar o rateio de custos. Para isso, precisamos nos familiarizar com alguns conceitos.

rateio de custos

Rateio de custos permite saber a participação de cada produto ou atividade no custo total da empresa rural 

(Fonte: Acceasa

Diferentes custos e tipos de rateio

De modo simplificado, podemos definir dois tipos: custos diretos e indiretos.

Os custos diretos são aqueles inerentes à realização de determinada atividade. Ou seja, são os insumos (adubos, agroquímicos, vacinas, rações, etc), mão de obra e outros materiais que se sabe exatamente para qual atividade foram utilizados.

Por exemplo, as vacinas do gado não poderiam ser usadas na lavoura de milho, não é mesmo? Portanto, são custos diretos da bovinocultura. Mas os herbicidas usados na lavoura são custos direto da produção de milho.

Por outro lado, se utilizarmos um trator para o manejo do milho, mas também o usarmos para tratar do gado, os custos de diesel e hora máquina não são bem definidos para cada atividade.

Esse tipo de custo é chamado indireto, pois várias atividades fazem uso de um insumo, máquina ou funcionário em comum.

Nesse caso, o rateio por custos indiretos irá definir quanto desse custo vai para cada atividade. Mas isso veremos mais pra frente.

rateio de custos

(Fonte: Fortes Tecnologia)

Separando as atividades

Cada atividade desenvolvida na empresa deve ser tratada de forma independente, salvo em situações em que estão diretamente ligadas. 

Por exemplo, a fazenda produz grãos para venda e silagem para alimentar o gado leiteiro. Nesse caso, a produção de grãos é totalmente independente das outras duas atividades.

Por outro lado, a produção da silagem é direcionada para alimentação do rebanho, faz parte da atividade leiteira. Portanto, os custos da produção de silagem entram no rateio de custos da pecuária leiteira.

Lembre-se que nada impede de se fazer o rateio somente da produção de silagem, mas que o objetivo final é a produção de leite.

rateio de custos

(Fonte: Indústria Hoje)

Separando os custos

Como vimos anteriormente, devemos prestar atenção nos custos indiretos de nossa propriedade. 

Aqueles custos que são compartilhados por mais de uma atividade da fazenda, como óleo diesel, horas máquina, energia elétrica e funcionários que atuam em mais de um tipo de serviço.

Nesses casos, é ideal se que calcule a quantidade de insumo foi gasto para cada atividade ou quantas horas dos funcionários ou máquinas foram dedicadas a cada uma.

Esses custos devem ser divididos proporcionalmente para cada atividade:

Por exemplo: de um total de 8 horas/dia, um funcionário dedica 6 horas para tratar do gado e o restante (2h) para a irrigação da lavoura de grãos. Ele dedica 75% do seu tempo para a criação do gado e 25% para a lavoura.

Assim, o custo correspondente ao salário desse trabalhador deve ser dividido nessa proporção nos centros de custo!

Supondo que ele ganhe R$ 2.000, R$ 1.500 (75%) seriam rateados para a pecuária e R$ 500 (25%) para a lavoura.

O mesmo raciocínio é válido para saber quanto cada atividade deveria pagar dos gastos com máquinas e óleo diesel.

Com isso, a divisão fica proporcional ao trabalho realizado em cada projeto ou atividade, sem que haja desbalanços como ocorreria se utilizássemos um valor igual para todos.

Baixe grátis a planilha de custos dos insumos da lavoura

Os 3 métodos de rateio de custos

De modo prático, o rateio de custos é separar os custos de cada atividade. A partir disso podemos calcular a lucratividade de cada uma, levando em conta a receita bruta delas.

Além disso, a dica é ganhar tempo já fazendo a contabilidade de sua empresa rural de forma detalhada, já separando para cada atividade. 

Assim, o “grosso” do rateio de custos diretos já estará feito ao fim da safra.

Acrescentamos a isso os custos indiretos, fazendo o rateio proporcional de todos os processos da fazenda.

A partir disso, podemos analisar a lucratividade ao fazer o balanços dos custos rateados com as receitas brutas também rateadas.

Abaixo temos os 3 métodos de rateio mais utilizados na agricultura:

Rateio por Absorção

É um dos métodos mais usados, uma vez que divide custos igualmente pelos itens analisados. É o mais intuitivo de todos e é aquele sobre o qual já comentamos aqui.

Rateio por Atividade

É um método um pouco mais complexo e abrangente. Nesse tipo de rateio, você precisa realmente mensurar o uso de um determinado custo para fazer a separação posterior. Por exemplo o quanto cada atividade usa uma máquina por mês.

Rateio por Faturamento

O faturamento também é um tipo comum de critério para divisão dos custos. Supondo que você tenha dois produtos agrícolas (A e B). Se o item B fatura o dobro, ele também será responsável pelo dobro de custos.

Rateio de custos com um software agrícola

Não é preciso quebrar a cabeça para fazer o rateio de custos na sua fazenda. Com um software agrícola, esse cálculo se torna muito mais automatizado.

No Aegro, por exemplo, cada despesa lançada no seu financeiro pode ser facilmente atribuída como um custo de safra, estoque ou fazenda.

Além disso, você consegue ratear o valor de uma nota fiscal entre diferentes safras. O gasto será divido automaticamente pelo sistema, de acordo com a extensão das suas áreas de plantio.

Depois, ao realizar as suas atividades no campo, você registra no software a quantidade de produto que aplicou e até mesmo a máquina ou implemento agrícola que utilizou.

Assim, a divisão de custos de insumos e combustível pelos talhões da lavoura fica ainda mais precisa.

A qualquer momento, a participação de cada categoria de despesas nos custos da sua propriedade pode ser visualizada em detalhes, de forma rápida.

Custo de produção agrícola no Aegro

Simples, não é mesmo? Clique aqui para testar o Aegro gratuitamente por 7 dias e ter uma gestão financeira mais eficiente.

Conclusão

Para sabermos se nossa propriedade rural é lucrativa, precisamos conhecer nossos custos.

Melhor ainda se soubermos como é a lucratividade de cada atividade da fazenda.

O rateio de custos atua exatamente aí, facilitando a análise da nossa propriedade, caso a caso.

Assim é possível identificarmos possíveis problemas e agirmos para solucioná-los e retomar a lucratividade.

>> Leia mais: “Gestão de custos da fazenda: O que é e como fazer

>> Leia mais: “Planilha de gastos agrícolas: Como fazer e como contê-los (+ planilha grátis)

Você faz o rateios de custos de sua propriedade? Deixe seu comentário ou dúvida que poderemos te ajudar. Grande abraço!