Indicadores agrícolas: o que considerar para trazer resultados mais efetivos para o produtor e mostrar valor em sua consultoria

Toda empresa precisa estar atenta a indicadores de desempenho de sua área, os chamados KPIs (Key Performance Indicators). São eles que vão mostrar o que vai bem ou mal na atividade e quais os rumos que devem ser tomados para se ter um negócio mais lucrativo.

No agro, alguns indicadores são bem específicos para medir os resultados da produção e nortear os caminhos que uma propriedade pode tomar para ser mais rentável.

Por isso, elencamos aqui alguns indicadores agrícolas que a sua consultoria precisa analisar e como fazer isso de forma mais ágil para ter resultados efetivos e mostrar valor ao produtor rural. Confira a seguir!

Indicadores agrícolas 

Indicadores agrícolas de desempenho, também conhecidos como KPIs, são ferramentas de gestão utilizadas para medir o nível de desempenho ou de sucesso da produção rural.

Eles indicam se o negócio está no caminho certo para conseguir rentabilidade, maior competitividade e qualidade na produção agrícola.

Sem eles, a análise e o planejamento das próximas estratégias de trabalho ficam mais difíceis.

Por isso, a aplicação de uma pesquisa agro que seja capaz de promover uma boa captação de dados e análise precisa é um grande diferencial para colocar sua consultoria em lugar de destaque no mercado.

A adoção destes indicadores promove mais objetividade e assertividade na execução de práticas de diversas áreas do negócio rural. Eles podem nortear os rumos da produção, vendas, utilização de insumos, compras e investimentos, por exemplo.

O consultor agrícola Marco Antônio Santana reforça a importância de se ter uma atuação em 360 graus, ou seja, aquela realizada de todos os ângulos do negócio, porque enxerga as áreas da fazenda de forma integrada. 

Pedimos para que ele destacasse alguns dos principais indicadores agrícolas que devem ser considerados no trabalho de consultoria para se ter resultados mais promissores!

3 indicadores agrícolas fundamentais no trabalho do consultor

Orçamento

É o indicador que demonstra as despesas básicas para fazer rodar a produção durante o ano safra. Nele está contida a margem de lucro

Muitas vezes, não se tem tudo anotado, detalhe por detalhe. Mas é fundamental saber quais foram os custos diretos e indiretos para entender o lucro que o produtor terá na hora da comercialização. 

A contabilização dos valores utilizados para custear despesas regulares como energia elétrica, água, combustível, defensivos agrícolas, por exemplo, ajuda na produção do relatório de rentabilidade. 

Com as métricas corretas, a partir disso, cabe ao consultor conhecer o mercado e fazer análises precisas para otimizar o que foi investido na produção. 

Se os dados estiverem em um software de gestão agrícola, por exemplo, você pode ter resultados automatizados em mãos, o que facilita muito o trabalho de análise desse indicador. 

Exemplo de controle de custo possível com uso do software rural Aegro

Exemplo de controle de custo possível com uso do software rural Aegro

Controle de estoque

Conhecer o volume do que é produzido garante que se saiba o valor viável e competitivo de uma produção. Com base neste indicador é possível identificar as falhas e também as oportunidades para ampliar o rendimento da lavoura.

“Primeiro, é preciso fazer um controle bastante detalhado das atividades a serem executadas em cada talhão da lavoura. Para isso, é preciso ter um conhecimento técnico livre, independente de interesses comerciais, focado no resultado do cliente. Desta forma, consultor e produtor conseguem fazer um planejamento certeiro das atividades”, cita Marco Antônio Santana.

Ele complementa que, assim, é possível ter um controle de uso do estoque de acordo com a real necessidade do produtor. 

“Se ele tem um bom planejamento, terá um mínimo possível de estoque ao final da safra”, diz. 

A partir de então, reforça Santana, é possível determinar um estoque básico para a fazenda. Assim, o produtor não fica com um grande capital imobilizado em insumos desnecessários para o momento, o que representaria prejuízo. 

Qualidade e quantidade de pedidos

Quem não avalia, está propenso a errar muito mais do que o previsto. O consultor precisa saber a qualidade e quantidade que seu cliente pretende produzir para traçar ações precisas para a fazenda. 

Um bom planejamento das atividades, aliado ao controle do estoque, faz com que o cliente, no caso o produtor rural, consiga comprar os insumos de acordo com a safra esperada

Isso permite que ele negocie melhores preços na aquisição dos produtos e acompanhe o planejado versus realizado na fazenda. Desta forma, não há alterações discrepantes descobertas no meio da safra.

“Se o planejado é usar 10 mil litros de glifosato e o produtor precisar de 18 mil, está claro que não houve um pedido bem dimensionado”, cita Marco Antônio Santana. 

Diante disso, pode ser que a aquisição de mais herbicida seja muito mais cara que a projetada no momento do planejamento. Isso, é claro, vai se refletir na lucratividade da safra. 

consultoria Aegro

Como analisar os indicadores agrícolas de forma efetiva

Para Marco Antônio Santana, os indicadores agrícolas demonstram, na prática, o quanto se está próximo de agregar valor e de quanto se consegue gerar em produtividade com os principais produtos. 

“Eu preciso saber que a rentabilidade de uma safra deve me mostrar exatamente o quanto foi gerado de receita e despesa. Diante desse cálculo, serei capaz de saber o meu real valor,” explica o consultor.

Depois de tudo anotado, comparado e avaliado, a etapa seguinte é a tradução dos dados para que se construa o cenário atual e, assim, apontar as oportunidades de melhorias.

O consultor pode fazer isso através de planilhas de Excel ou de um software de gestão agrícola, como o Aegro.

A vantagem do uso de aplicativos ou softwares dedicados é que a automação dos procedimentos facilita a visualização dos resultados, reduzindo o trabalho de análise de horas para minutos.

Santana cita que o uso de um software como o Aegro traz assertividade ao planejamento que propõe aos clientes. Assim, é possível ter mais controle sobre os investimentos e os processos produtivos do negócio.

O Aegro integra as informações da fazenda em tempo real, cruzando dados automaticamente. Assim, os relatórios são gerados em poucos cliques e pode ser acessado tanto pelo consultor quanto pelo produtor, com fácil visualização e acompanhamento dos indicadores.

“A gestão é um fator muito importante para o sucesso no agronegócio. Por isso, a boa gestão de indicadores agrícolas é indispensável para que o negócio cresça e aumente a rentabilidade da lavoura, trazendo os resultados positivos desejados”, cita. 

Gif mostrando relatório com indicadores agrícolas no Aegro sendo acompanhados em tempo real por consultor e produtor -

Com uso do Aegro, relatórios são automatizados e podem ser acompanhados em tempo real por consultor e produtor

Conclusão

Elementos importantes no trabalho de um consultor rural, os indicadores agrícolas são utilizados para mensurar o nível de desempenho ou de sucesso da produção rural.

Essas métricas devem ser acompanhadas de perto pelo consultor para orientar o produtor quanto a seus resultados, visando mais rentabilidade na atividade agrícola.

Nesse artigo apresentamos alguns dos indicadores que devem ser considerados e como fazer uma análise mais precisa desses resultados. Isso pode ser feito com base em planilhas ou, de forma mais ágil, através de um software de gestão agrícola.

O importante é garantir que esses indicadores agrícolas sejam monitorados de perto!

>> Leia mais:

Como produtor e consultor garantiram margem de lucro histórica na negociação antecipada da safra

Quer qualificar sua consultoria e garantir uma análise mais ágil dos indicadores agrícolas? Experimente gratuitamente o aplicativo de gestão agrícola Aegro pelo nosso programa de parcerias