O Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

O Blog da Logo da Aegro
ciclo da soja

Tudo que você precisa saber sobre o ciclo da soja

- 23 de março de 2020

Ciclo da soja: confira como e quanto dura o ciclo da soja em dias, quais as principais etapas do desenvolvimento desse cultivo e muito mais.

A safra de soja 2022 deve chegar a 144,7 milhões de toneladas, mantendo o Brasil como um dos maiores produtores de soja do mundo. Mas como conseguimos atingir esse patamar tão privilegiado?

Esse sucesso se deve aos anos de pesquisa e dedicação do ciclo da soja, das técnicas de manejo eficiente e da gestão agrícola de sucesso.

E você, sabe tudo sobre o ciclo da soja e seus principais estágios? Veja mais a seguir!

Como se desenvolve uma planta de soja?

Os componentes da planta

Para compreender o ciclo da soja, precisamos antes conhecer as partes que compõem uma planta de soja.

A soja (Glycine max) é uma planta herbácea pertencente à família Fabaceae, a mesma do feijão.

Suas sementes apresentam uma germinação epígea e o sistema radicular pivotante, com uma raíz principal e muitas ramificações (raízes secundárias).

Apesar das raízes alcançarem até 1,8 m de profundidade e 50 cm em crescimento lateral, a maior parte delas permanece concentrada nos primeiros 30 cm de profundidade.

ciclo da soja

Detalhe dos componentes de uma plântula de soja (Glycine max)
(Fonte: International Plant Nutrition Institute – IPNI)

O caule é híspido e em haste única, mas durante o ciclo pode emitir ramos laterais. Sua altura varia de acordo com as cultivares e as regiões de cultivo.

Durante o ciclo da soja, podemos observar diferentes tipos de folhas na planta:

  • Cotiledonares
  • Unifolioladas (simples) 
  • Trifolioladas (compostas)

Cada uma em uma etapa diferente do ciclo de desenvolvimento da planta.

As flores apresentam fecundação autógama (autofecundação) e podem apresentar diferentes colorações, desde brancas, roxas até cores intermediárias.

Delas se desenvolvem as vagens que passam de verdes para amarelo-pálido, conforme os grãos aumentam de tamanho e amadurecem.

De modo geral, existem dois tipos de plantas de soja: aquelas cujo crescimento é determinado e as de crescimento indeterminado.

ciclo da soja

Detalhe de racemo terminal em soja BRS Sambaíba RR
(Fonte: Embrapa)

Quando o crescimento é determinado, a planta apresenta um racemo terminal e quando inicia-se o florescimento, o crescimento vegetativo cessa.

Já as de crescimento indeterminado, não tem racemo terminal e o crescimento vegetativo continua após o florescimento.

Ciclo da soja: Estágios de desenvolvimento

Agora que já sabemos sobre as características da planta, vamos nos aprofundar nos estágios de desenvolvimento do ciclo da soja.

O modelo mais utilizado nos dias de hoje, salvo algumas modificações, foi idealizado pelos pesquisadores Fehr e Caviness em 1977.

Esse sistema propõe a divisão do ciclo da soja nos estágios vegetativos (V), reprodutivos (R) e suas subdivisões.

Destas, apenas nos dois primeiros estágios as letras não são seguidas de números, todas as demais são designadas por números após as letras.

estágios vegetativos e reprodutivos

Descrição dos estágios vegetativos e reprodutivos da soja (Glycine max)
(Fonte: Adaptado de IPNI)

É importante ressaltar que uma lavoura de soja é classificada nesses estágios quando pelo menos 50% ou mais das plantas do campo estão nele.

Isso é feito pois pode ocorrer variação na velocidade de crescimento das plantas dentro das áreas.

fenologia da soja. Fonte: Coopertradição

Esquema das plantas de soja nos diferentes estágios de desenvolvimento
(Fonte: Coopertradição)

A divisão e padronização do ciclo da soja e sua nomenclatura facilita e muito a comunicação entre os produtores rurais, engenheiros agrônomos e outros profissionais da área.

Agora que temos isso em mente, vamos abordar as principais dúvidas que surgem em relação ao ciclo da soja.

planilha controle de custos por safra

Quanto tempo dura o ciclo da soja em dias?

O ciclo da soja em dias vai variar de 100 a 160 dias, dependendo da cultivar. Porém, os ciclos comerciais mais comuns costumam ter de 115 a 125 dias, característico da época de semeadura de cultivares precoces a médias.

Antes, as cultivares costumavam ser chamadas de superprecoces, precoces, semiprecoces, médias e tardias com base na duração do ciclo.

Nos últimos anos, as nomenclaturas relacionadas à duração do ciclo da soja passou por algumas reestruturações, que explicarei a seguir.

Muitas vezes, a mesma cultivar plantada em diferentes regiões apresentava variações na duração do seu ciclo.

Isso acabava por confundir os produtores e os consultores, causando dores de cabeça desnecessárias.

Para contornar essa situação surgiram os chamados grupos de maturação ou grupos de maturidade relativa.

grupo de maturidade relativa

Distribuição dos grupos de maturação (maturidade relativa) das cultivares no Brasil
(Fonte: Alliprandini et al. (2009))

Esses grupos de maturação levam em consideração cada região de cultivo e classificam as cultivares com valores que variam de 0 a 10.

Ainda separam as cultivares de acordo com a melhor adaptação para cada região, onde poderão atingir o máximo de seu potencial produtivo.

Assim, classificados em grupos, sabemos quais cultivares são mais aptas nas regiões do país.

Quais são as etapas do cultivo de soja?

Agora com tudo padronizado, alinhar as etapas do cultivo ao ciclo da soja será bem mais fácil.

Certamente a primeira etapa é o plantio, assim como a última será a colheita.

Como conhecemos os grupos de maturação, a escolha da cultivar ideal para nossas lavouras não será um problema.

Outros cuidados como a amostragem para correção e adubação do solo têm de ser realizados muito antes do plantio, não podemos deixar para última hora.

O controle de plantas daninhas também tem que ser bem planejado, lembre-se que alguns pré-emergentes podem afetar a emergência da soja.

Durante o desenvolvimento da lavoura, precisamos de atenção com as pragas e doenças ocorrendo na lavoura.

Por sua vez, o monitoramento de pragas bem como das doenças deve ser realizado em cada estágio de desenvolvimento da cultura.

Dessa forma podemos elaborar estratégias de manejo integrado, o que nos garante ações rápidas e certeiras para reduzir as perdas!

Todas essas etapas podem ser alocadas num único local: os softwares de gestão agrícola.

Esses aplicativos podem auxiliar na organização de calendários, entradas e saídas de insumos, controle de estoques e muito mais.

planejamento de safra de soja Aegro

Conclusão

Conhecer a nomenclatura do ciclo da soja facilita a vida de todos, desde os produtores aos profissionais da área.

Por isso é importante estar antenado para as mudanças e novidades, assim como o surgimento dos grupos de maturação.

No mundo globalizado que vivemos, a tecnologia vem ao nosso encontro e no campo não deve ser diferente.

A correta gestão dos manejos durante o ciclo da soja fará com que a cada ano possamos garantir novas safras recordes.

>> Leia mais:

“Como livrar sua lavoura dos ataques do bicudo-da-soja”

“Tudo sobre tombamento da soja e como fazer o melhor manejo”

E você, já conhecia tudo sobre o ciclo da soja? Utiliza algum software de gestão agrícola para te auxiliar no campo? Conta pra gente nos comentários!

Comentários

  1. Natalia Viana Silva disse:

    Qual a fase de maior atenção agronômica?

  2. Marcelo Santoro disse:

    Olá Natalia, tudo bem?
    Essa é uma perguntinha complicada de responder! A melhor resposta que posso te dar é, todas as etapas requerem atenção.
    Como diz o ditado: “O que engorda o gado é o olho do dono”.
    As plantas anuais, como soja, milho, trigo, etc, tem o ciclo muito curto e portanto qualquer efeito negativo em suas fases levarão a prejuízos produtivos.
    Claro que cada etapa tem uma necessidade diferente e será mais afetada por uma ou outra fonte de estresse.
    A chave para uma boa produtivivadade é conhecer as necessidades e acompanhar de perto o desenvolvimento das plantas.
    Espero que tenha te ajudado!
    Forte abraço

  3. Victor disse:

    A fase de maior atenção agronômica é entre o plantio e a colheita.

  4. MARCELLO EDUARDO PASCOAL ROSA disse:

    Olá…ainda que seja autógamas, a floração da soja pode se beneficiar da presença de abelhas?

    1. Raíssa Ciccheli disse:

      Olá, Marcello
      Sou da comunicação da Aegro.
      Pode sim, mesmo sendo autógama, a presença de insetos polinizadores como as abelhas pode contribuir para o aumento do rendimento.

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  5. Leonir disse:

    Quanto tempo a soja levá do plantio ão fim da floração.

    1. Raíssa Ciccheli disse:

      Olá, Leonir
      Sou da comunicação da Aegro.
      Os ciclos comerciais mais comuns costumam ter de 115 a 125 dias, característico da época de semeadura de cultivares precoces a médias.

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  6. Ola. Para os multiplicadores ou sementeiros o plantio é feito até que etapa? Dura em média quantos dias? Como é o bussiness dos multiplicadores/sementeiros em termos de pagamento/royalties para as empresas de tecnologia?

    1. Raíssa Ciccheli disse:

      Oi, Andreia
      Sou da comunicação da Aegro.
      Verifiquei sua dúvida com uma de nossas especialistas:
      No plantio para produção de sementes de soja a etapa vai até C2 e S2. Sobre o business, o pagamento de royalties de modo geral, varia em relação ao material e o evento, existem muitas coisas a se considerar.

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraços!

  7. sierota disse:

    qual seria a bibliografia utilizada?

    1. Raíssa Ciccheli disse:

      Olá, Sierota
      Sou da comunicação da Aegro.
      Os artigos do nosso blog são desenvolvidos por especialistas da área agrícola, sendo de bibliografia e conhecimento próprios. Algumas referências são citadas pelo texto.

      Agradecemos por nos acompanhar e ficamos à disposição,
      Abraço! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.