O Blog da Logo da Aegro

plantio da soja

Como começar a plantação de soja e 6 passos para melhorar sua lavoura

- 9 de outubro de 2019

Atualizado em 24 de novembro de 2021.

Plantação de soja: saiba como planejar o plantio, vantagens de cultivar o grão, como escolher a cultivar e muito mais!

A soja é uma importante cultura no país, em produção, produtividade e área plantada.

Segundo dados da Conab, a produtividade esperada para a safra 2021/22 é de 3.526 kg/ha e produção de 140.752,2 milhões de toneladas de soja.

Esse número representa um crescimento de 2,5% em relação à safra passada. 

Para atingir altas produtividades, você precisa se atentar a todas as atividades agrícolas. Isso se inicia antes da plantação da soja.

Por isso, separamos 6 dicas de especialistas que vão te ajudar a ter resultados ainda melhores na plantação de soja  Confira!

Dica 1: importância da análise de solo e da adubação na lavoura de soja

A análise de solo é a principal ferramenta de avaliação da fertilidade do solo. Ela possibilita a tomada de decisão para calagem e adubação.

Sem uma análise química do solo e um adequado manejo, o sucesso está distante do agricultor e da sua empresa agrícola. Assim afirma o professor Alleoni, do Departamento de Ciência do Solo da Esalq/USP.

Análise do solo da lavoura

Lembre-se de fazer a análise de solo cerca de 3 meses antes do plantio da soja.

Faça uma boa amostragem do solo, pois as fazendas não são homogêneas. Veja na figura abaixo as dicas para coletar a amostra de solo:

Ilustração sobre como coletar a amostra do solo. O processo começa com a divisão das áreas de amostragem, depois limpeza superficial, coleta da parte central da terra (eliminar as laterais), misturar manualmente a terra coletada e retirar uma amostra de 300 gramas para enviar ao laboratório.

(Fonte: Calcário Solo Fértil)

A profundidade da amostragem do solo para culturas anuais normalmente é de 0 cm — 20 cm. 

Se a área tem suspeita de acidez em subsuperfície ou você quer saber se há esse risco, faça uma amostragem até 60 cm de profundidade.

Escolha um laboratório de confiança para enviar as amostras de solo da sua área de cultivo.

Com os resultados dessa análise, você pode repor o que falta de nutrientes para a produção. Por isso, realize uma boa interpretação de análise de solo

Você deve analisar:

  • Estado ou região da área amostrada; 
  • Quantidade de soja que você pretende produzir;
  • Histórico da área (adubação); 
  • Tipo de cultivo; 
  • Custo do adubo; 
  • Método utilizado no laboratório de análise de solo; 
  • Profundidade da amostragem, entre outras informações.

Calagem, gessagem e adubação para o plantio de soja

A partir de análise de solo, você fará cálculos para verificar a necessidade de fazer calagem e/ou gessagem

O nitrogênio é fornecido para a soja pela inoculação das sementes

A interpretação da análise de solo para os outros macronutrientes como fósforo, potássio e os micronutrientes depende da região.

Em cada região, há uma tabela para determinar a adubação que a soja requer. Isso te ajuda na interpretação da análise de solo e a definir a quantidade necessária de cada nutriente.

Dependendo da região, os laboratórios de análise do solo utilizam diferentes tipos de extrator (Mehlich-1 ou P resina) para determinar o fósforo. 

Por isso, é importante ficar de olho nesse fator.

Por exemplo, a tabela abaixo utiliza a produtividade esperada para determinar a recomendação da adubação de fósforo e potássio. 

O extrator de fósforo é o P resina, utilizado para o estado de São Paulo.

tabela com diferenças entre tipos de extração do solo diferentes

Adubação mineral de semeadura para o Estado de São Paulo; produtor deve observar diferentes tipos de extrator utilizado na análise de solo

(Fonte: Mascarenhas e Takana em Embrapa)

Dica 2: escolha da cultivar

Você deve escolher uma ou mais cultivares de soja para a sua lavoura. É importante que ela seja adaptada para a sua região.

Para te ajudar nesta escolha, você pode utilizar o Zarc (Zoneamento Agrícola de Risco Climático). Essa ferramenta minimiza os riscos relacionados aos fenômenos climáticos adversos. 

Ela também permite identificar, por município, a melhor época de plantio das culturas, nos diferentes tipos de solo e ciclos de cultivares.

Para utilizar o Zarc, você deve entrar no site do Mapa e escolher o estado da sua fazenda. Em seguida, selecione a cultura da soja.

Desenho do mapa do Brasil, com destaques coloridos nas principais regiões sojicolas.

(Fonte: Embrapa e Mapa)

Após este procedimento, um arquivo será baixado. Nele, você encontra as cultivares de soja mais adaptadas à sua região. 

Você também pode conferir a época preferencial para semeadura em função da cultivar e do solo.

Considere o ciclo da cultivar para saber com quanto tempo irá fazer a colheita, principalmente se for realizar o plantio do milho safrinha em seguida.

Também é possível saber todas essas informações pelo Zarc, aplicativo gratuito da Embrapa.

Print da tela do Zarc: a tela mostra as melhores datas para plantio da cultura

 Zarc – Plantio Certo mostra as melhores datas de plantio de 43 culturas, recuperando dados do Zarc

(Fonte: Aplicativo Zarc na Playstore – faça download gratuito aqui)

Em resumo, na escolha da cultivar é importante considerar fatores como:

  • época de plantio;
  • tipo de solo;
  • condições climáticas da região;
  • histórico da área;
  • resistência/tolerância da cultivar à herbicidas, pragas e doenças;
  • ciclo da cultivar;
  • tolerância a estresse hídrico;
  • produtividade.

Dica 3: espaçamento e profundidade ideais para a plantação da soja

A forma como as plantas são dispostas na área pode influenciar diretamente nos resultados de produtividade das lavouras.

Para ter um arranjo espacial ideal na sua lavoura é importante identificar a densidade de semeadura e o espaçamento para o plantio.

Para cada cultivar é recomendável uma população diferente de plantas por hectare.

O espaçamento entre linhas normalmente utilizado para a cultura da soja é:

  • 0,45 m a 0,50 m (tradicional);
  • 0,25 m a 0,30 m (mais estreito). 

Pode ocorrer variação no espaçamento conforme a cultivar, maquinário e sistema de cultivo.

Outro ponto importante para o plantio é a profundidade. O ideal é de 3 cm a 5 cm para a soja.

Dica 4: preparo do solo e como plantar soja no sistema de plantio direto

Normalmente, você pode utilizar dois sistemas de plantação de soja: o sistema de plantio direto e o sistema convencional.

A produtividade média de soja no plantio direto é 20% superior à do manejo de solo convencional, segundo a Embrapa.

Você não pode pensar que plantio direto é somente plantar na palhada. Existem três princípios fundamentais desse sistema:

  • não revolvimento do solo e mínimo nas linhas de semeadura;
  • manter o solo permanentemente coberto por cobertura vegetal viva ou morta (palhada);
  • rotação e/ou associação de culturas, para aumentar a biodiversidade.

Para iniciar o plantio direto, você deve se atentar em:

  • definir a cultura de cobertura;
  • definir a rotação de cultura da sua fazenda;
  • planejamento do plantio e da condução das culturas na área;
  • máquinas e implementos agrícolas que serão utilizados no sistema.

Dica 5: planejamento agrícola e financeiro

O planejamento é importante para qualquer atividade que você irá realizar, como é o caso do plantio. 

No entanto, o planejamento agrícola e financeiro não é apenas importante no plantio. Ele deve ser realizado durante todo o ciclo da cultura e na comercialização do grão.

Segundo o chefe-geral da Embrapa Soja, o planejamento e a adoção de práticas sustentáveis são essenciais para alta produtividade da soja. É assim que acontece com os produtores campeões em produtividade. 

Para planejar as atividades da sua fazenda, você pode:

  • registrar todas as atividades que serão desempenhadas. Para a plantação de soja, por exemplo, registre quais operações serão realizadas; quando o solo será preparado; data de plantio; máquinas utilizadas; adubação; calagem; compra de insumos, entre outros;
  • analise o histórico das safras passadas da cultura da soja;
  • faça o planejamento financeiro da sua propriedade;
  • informe-se sobre condições meteorológicas da sua região, sobre as commodities, sobre o mercado de insumos, etc;
  • determine qual sistema de cultivo irá realizar na sua lavoura e se utilizará agricultura de precisão;
  • monitore o planejamento agrícola e o financeiro;

Planilhas agrícolas  e softwares agrícolas podem te ajudar no planejamento do plantio da soja.

Tela do Aegro, na aba de plantio. NA tela, há 5  janelas correspondentes a diferentes plantios.

Planejamento facilitado e completo no software agrícola Aegro

>>Leia mais: “6 recursos do Aegro que vão te ajudar durante o plantio

Dica 6: custo da plantação de soja

Identificar o custo de produção da soja é essencial para a gestão agrícola da sua propriedade.

Segundo o Compêndio de Estudos da Conab, os itens que apresentam maiores porcentagens no custo operacional de soja são fertilizantes e agrotóxicos.

Gráfico que revela os principais itens que compõem os custos da soja:. Do maior para o menor: fertilizantes, agrotóxicos, sementes, operações com máquinas e depreciação de máquinas e implementos.

Participação percentual média dos principais itens que compõem os custos operacionais de soja entre os anos-safra 2007/08 e 2015/16

(Fonte: Conab)

Saber o custo da lavoura de soja influencia suas tomadas de decisões durante o planejamento até a comercialização da soja. 

Por isso, você deve ter todas as informações da sua propriedade registradas.

Para te auxiliar a obter o custo da plantação de soja, você precisa ter um bom fluxo de caixa. Ele é o registro de todas as contas da sua empresa rural, tanto a entrada como a saída de dinheiro.

Para facilitar, preparamos um modelo de fluxo de caixa em Excel que você pode usar gratuitamente!

planilha de fluxo de caixa

Para te auxiliar no planejamento dos custos da sua lavoura ou fazer uma estimativa se os seus custos correspondem com a média da sua região, também há uma solução.

Nesse link da Conab, você pode pesquisar os custos com insumos agropecuários.

Tela do Aegro que mostra um gráfico em fatia dos principais custos com a soja.

Com o software agrícola Aegro, você sabe seu custo exato, além da rentabilidade por talhão após a safra. Tudo isso em apenas alguns cliques

3 vantagens de plantar soja

1. Demanda

A soja é a principal commodity brasileira. A maior parte da soja produzida no Brasil tem como destino o mercado externo, sendo a China o principal importador. 

Em 2022, as exportações brasileiras deverão ser de cerca de 87 milhões de toneladas.

2. Versatilidade

A soja é um grão com aplicação em diferentes setores da indústria.

Na indústria alimentícia, ela é utilizada como matéria-prima para a produção de bebidas, sorvetes, salsichas e chocolates. 

O óleo de soja é empregado na produção de margarina, maionese e gordura vegetal.

Na indústria química, a soja é aplicada na fabricação de tintas, cosméticos e plásticos. Podendo também ser utilizada na produção de biodiesel.

No processo de extração do óleo é obtido o farelo de soja. Esse subproduto é amplamente empregado na produção de ração animal

Ou seja, a soja é um produto de grande demanda e com diversidade de aplicação industrial.

3. Facilidade e incentivo

O Brasil apresenta condições favoráveis para o desenvolvimento da cultura como clima e solo

Atualmente, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Paraná e Goiás são os maiores produtores de soja do país. 

A topografia das áreas produtoras do grão também possibilita a mecanização total da cultura.

O Brasil é referência na pesquisa com a cultura da soja, além de possuir políticas, como o crédito agrícola, que incentivam a produção brasileira.

Como iniciar a plantação de soja

Independente da cultura, o planejamento da safra é fundamental para o sucesso da atividade. 

Afinal, ele evita e minimiza o efeito de problemas futuros, como o aparecimento de insetos-pragas e doenças.

Conhecer o histórico da área é muito importante para traçar um plano de manejo eficiente no controle de pragas, doenças e plantas daninhas.

A área escolhida para a implantação da lavoura deve ter características de clima, solo e topografia favoráveis ao cultivo da soja.

A análise de solo é outra etapa essencial. Ela te permite estabelecer quais as formulações dos adubos e corretivos, e quais as quantidades necessárias ao longo da safra.

Na escolha da cultivar de soja, dê preferência por aquelas com alta produtividade, adaptadas às condições climáticas da região e resistentes ao ataque de pragas e doenças.

Outro passo importante no planejamento do plantio da soja é fazer um levantamento das máquinas e implementos que serão necessários.

A partir dessas informações, é possível estabelecer um plano de ação coerente com a realidade da propriedade e, assim, iniciar o plantio da soja.

Lembre-se que os custos de produção devem ser acompanhados durante toda a safra.

Conclusão

Neste artigo, você viu 6 dicas de especialistas para te auxiliar na plantação de soja. 

O planejamento, espaçamento e profundidade de plantio, análise de solo, escolha da cultivar, preparo do solo e custo do plantio são fundamentais.

A implantação de uma lavoura de soja se inicia com o planejamento da safra

Isso envolve conhecer o histórico da área, a análise de solo, a escolha da cultivar, a aquisição de insumos, a disponibilidade de máquinas, implementos e mão de obra.

Assim, realize o plantio da soja em boas condições para obter uma alta produção e produtividade na sua fazenda!

>> Leia mais:

Colheita de soja: 7 dicas para torná-la mais eficiente

“7 problemas e soluções para colheita de soja no Mato Grosso”

Quais dificuldades você teve na sua última plantação de soja? Quais operações agrícolas você utiliza? Adoraria ver seu comentário abaixo!

foto da redatora Tatiza. Ela está com blusa preta, casaco jeans azul, e está sorrindo na frente de uma paisagem cheia de plantas

Atualizado em 24 de novembro de 2021 por @tatiza-barcellos

Tatiza é engenheira-agrônoma e mestra em agronomia, com ênfase em produção vegetal, pela Universidade Federal de Goiás.

Comentários

  1. Mauro Nagem Montebello disse:

    Muito boa material

  2. Morrow Horstein disse:

    Gosto muito de tudo que vocês escrevem, mas estou com dificuldade em fazer download desses textos. Gostaria de saber qual o browser que vocês usam porque no firefox (que eu uso) e no edge, os campos de download não funcionam. Normalmente tenho que fazer uma cópia para imprimir em PDF. Muito obrigado.

    1. Raíssa Ciccheli disse:

      Oi, Morrow
      Sou da comunicação da Aegro.
      O melhor navegador para download dos arquivos é o Google Chrome, já tivemos vários relatos de problemas no Edge e Firefox.

      Qualquer dúvida, estamos à disposição
      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  3. Na minha última produção ouve grande falha na parte de semear , vou tentar melhorar na próxima campanha agrícola

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *