Blog Aegro Logo
Blog da Aegro para negócios rurais
Moedas ao lado de um broto em terra fértil

Custeio agrícola: saiba o que é e como conseguir financiamento

- 7 de julho de 2022

Custeio agrícola: veja como funciona, quais são as taxas de juros, limites de financiamentos, quem pode fazer e muito mais!

O custeio agrícola é uma das principais modalidades de Crédito Rural. Ele possibilita financiar cada fase do ciclo de produção, seja na agricultura ou pecuária.

O financiamento da produção agrícola está entre os principais desafios da maior parte dos produtores rurais do Brasil. Afinal, nem sempre há dinheiro para cobrir as despesas.

Devido a essa dificuldade, o Governo Federal criou o custeio agrícola, que pode financiar até 100% dos custos de produção agrícola.

Saiba neste artigo como funciona o custeio agrícola, quais são as linhas de crédito e como obter financiamento. Boa leitura!

O que é o custeio agrícola?

O custeio agrícola (ou custeio rural) é uma modalidade de Crédito Rural voltada para custear as despesas normais da produção da agricultura e da pecuária. Ele é oferecido por bancos e instituições financeiras, e possui diversas linhas de crédito.

Ele faz parte das modalidades de crédito rural. Portanto, suas regras estão no MCR (Manual do Crédito Rural), do BCB (Banco Central do Brasil). O MCR entende como despesas normais as:

  • despesas do ciclo produtivo de lavouras periódicas, da entressafra de lavouras permanentes ou da extração de produtos vegetais espontâneos ou cultivados;
  • despesas de exploração pecuária.

Pessoas físicas, jurídicas ou cooperativas agrícolas podem ter acesso ao custeio rural junto a instituições financeiras autorizadas pelo BCB a conceder crédito rural.

A apicultura, a avicultura, a piscicultura, a sericicultura, a aquicultura e a pesca comercial são consideradas exploração pecuária, conforme o MCR.  Nesse sentido, produtores rurais que atuam nessas áreas podem ter acesso ao custeio.

Como funciona o custeio agrícola?

O financiamento de custeio agrícola pode ser solicitado quando você precisa de crédito de produção. Você precisa buscar uma instituição financeira autorizada pelo BCB a conceder crédito rural, além de verificar as condições de financiamento e documentos necessários.

Na agricultura, o custeio agrícola pode ser usado para:

  • a compra antecipada de insumos, como corretivos de solo, fertilizantes, adubos, sementes e agrotóxicos;
  • despesas de soca e ressoca de cana-de-açúcar, abrangendo os tratos culturais, a colheita e os replantios parciais;
  • e a aquisição de silos (bags), limitada a 5% do valor do custeio.

Na pecuária, o custeio rural cobre as despesas com a compra de vacinas para animais, medicamentos, rações e animais para recria e engorda (produtores rurais independentes). Além disso, pode ser usado para comprar insumos em qualquer época do ano. 

Ainda de acordo com o MCR, existem as despesas consideradas como das duas atividades, agrícola e pecuária. São elas:

  • despesas de aquisição de insumos para a restauração e recuperação das áreas de reserva legal e das áreas de preservação permanente. Controle de pragas e espécies invasoras, manutenção e condução de regeneração natural de espécies nativas e prevenção de incêndios;
  • aquisição de bioinsumos definidos no âmbito do Programa Nacional de Bioinsumos, inclusive de inoculantes para a fixação biológica de nitrogênio.

Também está incluso nas despesas com custeio agrícola a assistência técnica em operações vinculadas ao Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor).

Banner de chamada para o download do kit de crédito rural

Limite de financiamento, juros e taxas do custeio agrícola

Seguindo o MCR, o custeio agrícola financia até 100% das despesas do custo de produção. Ele limita a 70% da receita bruta prevista para o empreendimento a ser financiado. Porém, há um teto de financiamento:

  • R$ 4 milhões por ano agrícola: crédito destinado à produção de milho e sorgo, além de suinocultura, avicultura, piscicultura, pecuária leiteira e de corte em confinamento;
  • R$ 3 milhões por ano agrícola: destinado às demais lavouras e atividades.

O valor do crédito de custeio agrícola poderá ser ampliado em até 10%, desde que:

  • o valor adicional seja utilizado no financiamento das despesas de custeio agrícola e pecuário;
  • o plano ou projeto do financiamento do custeio agrícola seja apresentado de forma separada do custeio para a atividade produtiva;
  • o beneficiário apresente o CAR (Cadastro Ambiental Rural)

Você pode, ainda, obter financiamentos para custeio agrícola de mais de um produto e para custeio pecuário. Entretanto, desde que o valor não ultrapasse o limite por produtor.

Até 15% do valor total do orçamento, quando destinado a pequenos e médios produtores, pode incluir verbas para atendimento de pequenas despesas, tais como:

  • reparos ou reformas de bens de produção e de instalações;
  • aquisição de animais de serviço;
  • desmatamento;
  • destoca e similares, inclusive aquisição;
  • transporte;
  • aplicação;
  • e incorporação de calcário agrícola.

As taxas de juros e prazo para o custeio agrícola variam de acordo com os bancos que oferecem esse tipo de crédito rural. Veja algumas das principais linhas de custeio agrícola!

Custeio agrícola Aegro

O SuperApp da Aegro une a gestão da fazenda ao crédito certo, ajudando o produtor a investir em seu negócio e alavancar sua rentabilidade

Uma dessas soluções é o crédito de custeio agrícola com acesso simples, rápido e digital, uma modalidade exclusiva para clientes.

Quanto mais você usa o sistema e evolui a gestão do seu fluxo financeiro, mais chances de ter acesso a uma proposta personalizada.

O produtor pode simular seu empréstimo dentro do próprio aplicativo e solicitar até R$ 1,1 milhão de crédito sem sequer sair da fazenda

Diferente das instituições tradicionais, a análise de crédito da Aegro é ágil e desburocratizada, garantindo o dinheiro na conta dentro de 5 dias úteis.

Além disso, a oferta é transparente e livre de taxas embutidas, IOF ou custos com projeto técnico. 

Quer saber mais sobre os benefícios do software de gestão rural e suas soluções financeiras exclusivas? Agende uma demonstração gratuita e sem compromisso conosco!

Custeio agropecuário Banco do Brasil

No Banco do Brasil, para recursos controlados, os juros são de 7,5% ao ano. Nos recursos controlados, são aplicadas taxas de mercado.

O prazo para pagamento é de 2 anos, de acordo com a cultura ou atividade explorada. Para estudos de operações rurais, as tarifas são de 0,5% sobre o valor financiado.

O Banco do Brasil também oferece diversos produtos para o crédito de custeio:

  • Custeio Agropecuário: cobre despesas agrícolas e pecuárias;
  • Funcafé Custeio: para a produção de café;
  • Pronaf Agroindústria: promove o beneficiamento e a industrialização da produção;
  • Crédito Rural Pronaf Custeio: cobre custos agrícolas e pecuários;
  • BB CPR: com a cédula de produtor rural, é possível financiar a produção com a antecipação de crédito;
  • Pronamp Custeio: para custear as despesas do médio produtor.

Custeio Antecipado safra verão 2022/2023 Caixa Econômica Federal 

Na Caixa Econômica, os juros e prazo de pagamento variam de acordo com as linhas de crédito para custeio rural. Ela permite que o agricultor faça aquisições para o próximo ciclo produtivo.

As taxas de juros variam conforme o público alvo:

  • Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), de 3% a 4,5%;
  • Pronamp: a partir de 4,5%;
  • Demais produtores: a partir de 6,5%. 

Os prazos para pagamento são de 12 a 18 meses, com vencimento até 60 dias após o término da colheita, já incluídos nos respectivos prazos máximos.

Custeio de Integração – Agroindústria

O custeio de Integração é voltado para cobrir despesas com insumos e serviços das atividades exploradas sob regime de parceria entre produtores e agroindústrias.

Ele atende ao custeio pecuário: piscicultura, suinocultura e avicultura de corte.

Possui limite de até R$ 200 mil por produtor integrado, com prazo de até 1 ano para pagamento. As taxas de juros são de 8% ao ano.

Custeio Geral

Pode ser usado na agricultura e pecuária para cobrir despesas gerais, com limite de crédito de R$ 3 milhões. As taxas são prefixadas ou pós-fixadas por livre acordo entre a Caixa Econômica e o proponente nas operações com recursos livres.

Para o custeio agrícola, o prazo varia de 14 a 24 meses, e para o custeio pecuário, de 12 a 24 meses.

Fornecimento a cooperados

Esse crédito de custeio serve para cooperativas que adquirem insumos em grande escala, tanto para a atividade agrícola quanto para a pecuária.

Limita-se a R$ 800 milhões por cooperativa e a R$ 1 milhão por cooperado, sendo R$ 500 mil por cooperado se:

  • o financiamento for voltado para a avicultura, suinocultura e piscicultura em regime de integração;
  • tratar de financiamento para as demais atividades.

O prazo para o custeio agrícola e pecuário é de até 1 ano, com taxa de juros de 6% ao ano.

Pronaf Custeio

Destinado a beneficiários do Pronaf, tem limite de crédito de R$ 250 mil por beneficiário/ano agrícola, com taxas de juros de 4,5% ao ano.

Os prazos para custeio agrícola são de 14 meses para culturas permanentes (café, cana-de-açúcar, laranja, maçã e uva) e de 1 ano para as demais culturas. Para o custeio da pecuária, o prazo para pagamento é de 1 ano.

Pronamp Custeio

Essa linha de crédito de custeio é voltada para custear despesas da produção dos médios produtores rurais, com renda bruta anual de até R$ 2,4 milhões. É considerado neste limite a soma de:

  • 100% do valor bruto da produção;
  • 100% do valor da receita recebida de entidade integradora e demais rendas;
  • e 100% das demais rendas não agropecuárias. 

O limite de crédito é de R$ 1,5 milhão, com taxa de juros de até 5,5%. Os prazos variam de acordo com a atividade.

  • Custeio agrícola: para recursos controlados, 12 meses até 24 meses; e excepcionalmente para as culturas de café, laranja, cana-de-açúcar, maçã e uva o prazo é de 14 meses;
  • Custeio pecuário: para aquisição de bovinos para engorda em regime de confinamento, o prazo varia de 6 meses (bovinos em confinamento) a 2 anos (recria e engorda).

Custeio agrícola Santander

No Banco Santander, você paga o empréstimo 60 dias após a colheita. Os prazos são definidos em função do ciclo produtivo da sua atividade agrícola e capacidade de pagamento. Ele financia até 100% do orçamento.

O seguro é obrigatório para operações até R$ 300 mil para cada empreendimento.

Conclusão

Financiar a produção agrícola tem sido um dos principais desafios dos produtores rurais nos últimos dois anos. Isso acontece por causa da alta dos insumos, que subiram quase 300%.

Por isso, buscar o financiamento para produtor rural é algo cada vez mais recorrente. Porém, é preciso também saber que o dinheiro deve ser bem empregado para que possa ser devolvido depois ao banco no prazo correto.

Com o financiamento do custeio agrícola, você pode conseguir obter boa produtividade na lavoura e se desenvolver mais em sua atividade agrícola

Está pensando em solicitar custeio agrícola? Ficou com alguma dúvida sobre esse tipo de investimento rural? Adoraria ler seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.