Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

lagarta-do-cartucho

Não cometa erros no manejo: 5 métodos de controle da lagarta-do-cartucho

- 31 de janeiro de 2018

Lagarta-do-cartucho é uma das principais pragas do milho. Saiba como fazer um controle mais eficiente e evite perdas na sua produção.

Segundo estudos, os prejuízos da lagarta-do-cartucho do milho é em torno de 30 e 50%.

E se você não intervir com nenhum método de controle, pode chegar a perder 100% da produção.

Depois de tanto investimento e trabalho, você não vai arriscar sua lavoura devido à infestação dessa lagarta, não é mesmo?!

Saiba mais sobre essa praga que pode ser devastadora e conheça 5 métodos de controle e como fazer na sua lavoura.

Se interessou, então continue a leitura.

Lagarta-do-cartucho do milho: uma das principais pragas agrícolas desta cultura

Também chamada de lagarta militar, a lagarta-do-cartucho, nome científico Spodoptera frugiperda, é um inseto que pode atacar inúmeras culturas.

Porém, é conhecida principalmente por causar grandes prejuízos na cultura do milho. Por isso seu nome comum possui “do-cartucho” (parte central, ou “miolo” do milho), mas pode atacar todas as partes da planta, inclusive a espiga do milho.

Ciclo de vida da lagarta-do-cartucho no milho

Ciclo de vida da lagarta-do-cartucho no milho

(Fonte: Cabi em Rádio Rural)

O Centro Internacional de Agricultura e Biociências (Cabi) estimou que a lagarta-do-cartucho afeta 28 países produtores de milho, com redução de até 60% no rendimento do grão, sendo que na África os prejuízos foram de até US$ 5,5 bilhões em 2017.

Os sintomas  na lavoura de milho são as folhas raspadas e perfuradas, cartucho destruído, espigas danificadas, excreções das lagartas nas plantas e perfuração na base da planta, causando o sintoma de “coração morto”.

Os danos tem maiores impactos quando o ataque ocorre em plantas com 8 a 10 folhas e em períodos de seca.

sintomas-lagarta-cartucho

(Fonte: Foto de J.Crozier, CABI em PlantWise)

Quais as diferenças entre a lagarta do cartucho e outras lagartas?

Tem dificuldade em diferenciar a lagarta-do-cartucho e outras lagartas no campo? Siga esse passo a passo e não erre mais!

Passo 1 – Verifique se a lagarta tem cabeça escura com uma marca clara em forma de “Y” de cabeça para baixo na fronte.

y-spodoptera

(Fonte: CABI – PlantWise)

Passo 2 – Cada um dos segmentos do corpo deve possuir um padrão de quatro pontos elevados quando observado de cima.

ponto-relevo-spodoptera

(Fonte: Foto de Russ Ottens em CABI – PlantWise)

Passo 3 – Veja se a lagarta possui quatro pontos escuros que formam um quadrado no penúltimo segmento do corpo.

pontos-spodopera

(Fonte: CABI – PlantWise)

Passo 4 – Verifique se as lagartas jovens são verdes, mudando para a cor marrom conforme maior tempo de vida.

lagarta-do-cartucho-verde-marrom

(Fonte: CABI – PlantWise)

Agora que você já conhece a lagarta-do-cartucho, saiba os diferentes métodos de controle do inseto no milho:

Métodos de controle da largarta-do-cartucho

1. Tratamento de sementes

O tratamento da semente de milho é considerado um tratamento preventivo e que retarda a  aplicação foliar.

O custo relativamente baixo e economia de tempo são outras vantagens em comparação a uma aplicação foliar, especialmente em grandes áreas.

Se o histórico de pragas da sua área relata infestações da lagarta-do-cartucho esse método é essencial para começar uma lavoura sadia.

A escolha do inseticida deve seguir alguns padrões. O produto, para ser efetivo, tem de ser sistêmico e de preferência de menor impacto ambiental.

Ainda falando sobre o ínicio da sua lavoura, qual a semente utilizar no combate a essa praga?

2. Milho transgênico com atividade inseticida: O milho Bt

O termo Bt é composto pelas iniciais do nome científico da bactéria Bacillus thuringiensis.

Esse microrganismo, naturalmente encontrado no solo, produz uma proteína que é tóxica para alguns insetos (por exemplo, a lagarta-do-cartucho), mas não tem efeito sobre outros organismos.

cultura-Bt

(Foto: Palmira F. da Silva em De Rerum Natura)

Por conta dessa característica, cientistas identificaram na bactéria o poder inseticida e introduziram no gene de plantas cultivadas, como o milho.

Mas não se esqueça que pode ocorrer redução da eficiência do milho Bt sobre a lagarta-do-cartucho.

Neste cenário, é fundamental manter a vigilância e o monitoramento nas lavouras, além do refúgio de plantas Bt. Aqui no Lavoura10 já falamos sobre isso neste post: “Entenda a importância da área de refúgio na lavoura“.

Boas-Praticas-BioGene-Monitoramento

(Fonte: Biogene)

Além do plantio de híbridos com a tecnologia Bt, outras boas práticas devem ser adotadas para o controle de lagarta-do-cartucho:

3. Manejo Integrado de Pragas (MIP)

A grande preocupação no momento é o desenvolvimento de populações resistentes a produtos químicos ou tecnologia Bt.

O manejo integrado além de ajudar a reduzir drasticamente as aplicações de defensivos te ajuda a manejar corretamente essa e outras pragas. Para saber mais sobre MIP você pode clicar ver estes artigos que irei listar aqui em baixo.

>> Tudo o que você precisa saber sobre Manejo Integrado de Pragas [Infográfico]

>> Manejo integrado de pragas: 8 fundamentos que você ainda não aprendeu

mip-boas

(Foto: Conselho de Informações sobre Biotecnologia – CIB)

Dentro do MIP você também pode fazer o controle químico, que é o nosso próximo método:

4. Controle químico: inseticida para lagarta do cartucho

Observe cuidadosamente o milho para verificar se existem danos significativos.

Se você decidir utilizar inseticidas, faça rotação de inseticidas com diferentes modos de ação para evitar que a praga desenvolva resistência a inseticidas individuais ou a grupos de inseticidas.

Para facilitar a rotação de produtos, você pode conferir aqui os inseticidas recomendados e seus grupos químicos ou ingrediente ativos.

Evite o uso de inseticidas de amplo espectro, dando preferência aqueles seletivos aos inimigos naturais.

A boa escolha do inseticida leva em consideração o nível de dano da cultura, estágio de desenvolvimento da praga e a presença de organismos benéficos.

Que organismos são esses?  Os inimigos naturais de pragas agrícolas.

>> Neste artigo você encontrará: Tudo o que você precisa saber sobre resistências a defensivos agrícolas

5. Controle biológico da largarta-do-cartucho: Inimigos Naturais

A lagarta-do-cartucho pode ser também combatida através do controle biológico seja na fase de ovo (ideal) ou na fase de lagarta.

Para o controle dos ovos podem ser utilizadas as vespinhas Trichogramma, vendidas comercialmente no Brasil.

trichro

Ciclo de vida de Trichogramma sp.

(Fonte: Gideão)

Trichogramma sp. parasita ovos da praga num raio de aproximadamente 10 m a partir do ponto de liberação. Uma fêmea pode parasitar entre um e dez ovos por dia.

Não se esqueça do pontapé inicial: Monitoramento da lavoura

“Para não comprometer a produtividade é preciso monitorar, para a correta tomada de decisão”, orienta a pesquisadora da Embrapa Milho e Sorgo, Simone Martins Mendes.

Existem duas formas de monitoramento:

1. O uso de armadilhas de feromônio

A armadilha contém um dispositivo que exala substância similar ao da mariposa fêmea para atrair o macho.

Deve-se utilizar,  no mínimo, uma armadilha por hectare e o nível de controle ocorre quando a armadilha capturar três mariposas.

armadilha para lagarta-do-cartucho

(Foto: Sandra Brito em Embrapa)

2. Monitoramento em campo

É utilizada uma escala para determinação do nível de ação para a lagarta do cartucho:

escala-de-danos

(Fonte: Escala Davis em Technical Bulletin, 186)

Você deve recorrer ao uso de inseticidas quando atingir 20% das plantas com nota maior ou igual a 3 na escala de Davis. Nas lavouras Bt esse número é reduzido para 10%.

>>Leia mais: “Falsa-medideira: Como controlar adequadamente essa lagarta

Conclusão

O MIP é a chave para um controle preventivo e eficaz no manejo de lagarta-do-cartucho em milho.

A adoção de métodos de controle de forma integrada e consciente é a prática mais inteligente de diminuição do inseto numa propriedade rural.

Após conhecer mais sobre a praga e como combatê-la, escolha aqueles métodos de controle que mais se encaixam na sua propriedade. Aproveite as dicas e não erre mais!

>>Leia mais:

“As principais orientações para se livrar do percevejo barriga-verde”
Principais pragas do algodão e as estratégias para seu controle

Gostou do texto? Tem outras pragas que gostaria de saber mais? Utilizá outro método eficaz de controle? Adoraria ver seu comentário abaixo.

Comentários

  1. Clodoaldo Canuto disse:

    Por favor me indiquem Qual veneno devo usar pra amenizar ou acabar com essa praga na minha lavoura. ??
    Ela está infestada e já com 6 folhas.

    1. Jackellyne disse:

      Olá meu amigo Clodoaldo, que chato sua lavoura com essa praga!
      Mais não se desespere, isso é comum, tudo tem controle. Primeiro analise o ínstar (tamanho em cm) que essa lagarta está para depois saber ver a dosagem de produto você deve utilizar.
      O passo-a-passo está no item 4: Controle químico: Inseticida para lagarta do cartucho.
      Dê uma olhadinha com calma nessa matéria que vai dar tudo certo, o ideal seria entrar com controle o mais rápido possível porque quanto mais tarde, maior será a lagarta e mais resistência ela terá com o inseticida e assim, maior será o dano no seu milho.
      Tenha em mente que você terá que fazer mais aplicações do que está habituado, e não pense duas vezes em deixar isso para outro dia, pode ser um problemão!
      Qualquer dúvida nos envie mensagem =)

  2. Giovani disse:

    Quantas aplicações são necessárias? Nível 7 +ou-

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo