Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

Plantação de arroz: confira as principais orientações para ter sucesso com a lavoura, desde a semeadura até a colheita da safra

O arroz é um dos alimentos mais consumidos no mundo.

Os estados do sul do Brasil, principalmente Rio Grande do Sul e Santa Catarina, são os maiores produtores do Brasil. O sistema irrigado predomina nessas lavouras.

A plantação de arroz pode ser feita de formas diferentes, e cada uma exige um nível tecnológico específico. Por isso, conhecer todas as possibilidades é fundamental.

A escolha da cultivar por grupo de maturação, o manejo da água de irrigação e o controle de plantas daninhas, pragas e doenças, e o manejo correto na colheita irá determinar o insucesso ou sucesso de sua safra.

Pensando nisso, preparamos um artigo com tudo o que você precisa para a sua plantação de arroz. Vem conferir!

Aspectos gerais da cultura do arroz 

O arroz é o principal alimento da maioria da população mundial. Ele possui ótimo balanço nutricional e permite ser cultivado em diferentes ambientes.

O Brasil é o maior produtor e consumidor do grão fora do continente asiático. Aproximadamente 90% de todo arroz no mundo é cultivado e consumido na Ásia.

Segundo dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área de produção vem crescendo. Porém, não com tanta importância como a produtividade, que teve incremento de 3%.

O sistema de produção predominante no mundo é o irrigado. Nesse sistema, as plantas ficam em um terreno alagado durante quase todo o ciclo.

A região sul do Brasil é a principal produtora de arroz, com predominância do sistema irrigado. O arroz de sequeiro também está presente, e predomina nas demais regiões.

Graças à evolução da tecnologia e dos processos de produção, a plantação de arroz torna-se cada vez mais rentável

Veja a seguir como fazer uma plantação de arroz da melhor maneira possível.

Sistemas de plantio de arroz

O plantio de arroz pode ser feito em dois sistemas: sistema sequeiro ou “de terras altas” e sistema irrigado.

Arroz sequeiro

É o sistema menos utilizado no Brasil, mais comum no Cerrado. Foi bastante usado na abertura de novas áreas como cultura inicial, por suportar solos ácidos.

Atualmente, é utilizado na rotação de culturas.

Você terá um menor custo de implantação nesse sistema. Ele não necessita de irrigação, não exige área plana nem um maquinário específico. 

No entanto, a produtividade da lavoura será consideravelmente menor.

Com a evolução dos sistemas de manejo e desenvolvimento de cultivares, espera-se que a produtividade seja ampliada nesse sistema.

Arroz irrigado

Esse sistema de produção é o mais comum. No Brasil, representa aproximadamente 80% de toda área plantada com a cultura.

A produtividade do arroz nesse sistema é 3 vezes maior que no sequeiro, mas o custo de implantação é maior.

Quase 100% das lavouras da região sul, que representa a maior parte das lavouras do Brasil, são cultivadas dessa maneira.

Lavoura de arroz irrigado

Lavoura de arroz irrigado
(Fonte: Cenário Rural)

A implantação da lavoura depende de um sistema de irrigação por inundação

Além disso, precisa de uma oferta abundante de água durante o desenvolvimento até próximo da colheita.

Para que a prática seja favorecida, o tipo de solo deve ser naturalmente mal drenado.

Para o plantio de arroz com o sistema irrigado, você deve dividir a área em quadras. Proceda a irrigação através de um canal central, que distribui a água para todas as quadras.

Como acertar na plantação de arroz

Local e época de semeadura

Escolha uma área plana para facilitar as operações de manejo. Se optar pelo sistema irrigado, a área deve seguir alguns padrões que permitam a irrigação.

Faça a correção de pH e a adubação recomendada para a cultura. Não se esqueça de controlar plantas daninhas e pragas iniciais para obter altas produtividades.

Escolha bem a época de semeadura para a plantação de arroz. A época determina as condições climáticas a que a planta será exposta em seu desenvolvimento.

Melhor temperatura para desenvolvimento do arroz por fase

Melhor temperatura para desenvolvimento do arroz por fase
(Fonte: Embrapa)

Além disso, você deve se preparar para condições adversas na semeadura, como muitas chuvas. Para isso, mantenha o sistema de drenagem da área sempre em bom estado.

Para o estado do Rio Grande do Sul, a época de plantio do arroz varia de 21 de setembro a 10 de dezembro

Em Santa Catarina, o período ideal é entre 11 de agosto a 10 de janeiro. Planeje o plantio de acordo com o zoneamento da sua região e ciclo da cultivar.

Para te auxiliar a escolher o melhor momento para semeadura, a Embrapa disponibiliza o aplicativo Zarc. Saiba como funciona:

Escolha de cultivares

O potencial genético da cultivar é responsável por 50% do rendimento final da lavoura.

Escolha a cultivar adequada para o seu sistema de plantio, região e solo. Essa decisão pode determinar o sucesso ou fracasso da sua plantação de arroz.

Tenha no seu planejamento informações que te ajudem a decidir por uma ou outra cultivar:

  • adaptação da cultivar à região;
  • produtividade e estabilidade;
  • ciclo da cultivar;
  • resistência/tolerância a doenças;
  • assistência técnica;
  • empresas produtoras;
  • experiências regionais;
  • experiência em safras passadas.

Você encontra na internet a listagem das cultivares registradas no Mapa, recomendadas para tipo de sistema, safra e local

Sistema de semeadura

Você pode optar por utilizar transplantio, semente seca ou pré-germinada em plantio direto, cultivo mínimo ou plantio convencional.

A implantação de uma lavoura de arroz por transplantio é pouco difundida no Brasil, e é recomendada para a produção de sementes de alta qualidade. 

Isso porque permite ter alta pureza varietal e facilita o controle de plantas daninhas.

Transplantio mecânico de mudas de arroz em lavoura irrigada

Transplantio mecânico de mudas de arroz em lavoura irrigada
(Fonte: Embrapa)

No plantio direto, faça a semeadura com semente seca ou pré-germinada sem revolvimento

Dê preferência a esse sistema quando utilizar a mesma área com outras culturas na entressafra do arroz.

O custo de implantação de lavoura com plantio direto pode ser 2 vezes mais barato que o convencional. Escolha uma densidade de semeadura maior nesse sistema.

Inicie a irrigação com banhos e posteriormente a inundação do solo. 

A época varia de acordo com cultivar e herbicida utilizado:

  • para cultivares de ciclo curto: 15 a 20 dias após emergência;
  • para cultivares de ciclo longo: 25 a 30 dias após emergência.
Semeadura direta de arroz

Semeadura direta de arroz
(Fonte: Irga)

Faça o preparo leve do solo, revolvendo a camada superficial quando tiver problemas com plantas daninhas. Esse sistema chama-se cultivo mínimo.

O revolvimento da camada mais superficial do solo expõe as daninhas, o que facilita o manejo pré-plantio

Esse preparo também auxilia na formação de lama, nivelamento e alisamento do solo.

Realize o cultivo mínimo com o solo alagado. Após o preparo, faça a semeadura com sementes secas ou pré-germinadas.

Sistema pré-germinado

Faça o preparo do solo para eliminar plantas daninhas e pragas, bem como incorporar a palha restante do cultivo anterior. Esse preparo não deve ser próximo a semeadura.

Antes da semeadura, proceda com a adubação da lavoura e inundação para formar lama e nivelar o solo.

Para a semeadura, mantenha uma lâmina de água de 5 cm e plante a semente pré-germinada a lanço.

Se houver incidência de arroz vermelho, mantenha a lâmina de água após a semeadura. Caso contrário, drene de 2 a 4 dias após a semeadura, mantendo por até 4 dias.

À medida que a planta cresce, eleve o nível da água até 20cm.

Manejo da água no arroz pré-germinado

Manejo da água no arroz pré-germinado
(Fonte: Embrapa)

Atente-se à qualidade da água. Faça vistorias periódicas e procure a manter o mais cristalina possível. 

Mantenha o sistema de irrigação e drenagem sempre adequado e atente-se às questões ambientais.

Controle de plantas daninhas

O arroz é uma cultura muito prejudicada pela competição com plantas daninhas.

As principais plantas que competem com o arroz são o capim-arroz e o arroz-vermelho, além de algumas plantas aquáticas como grama boiadeira e aguapés.

Planta de Arroz Vermelho (Oryza sativa)

Planta de Arroz Vermelho (Oryza sativa)
(Fonte: Agrolink)

Escolha sementes de procedência e qualidade, livre de mistura varietal e contaminação.

O manejo na entressafra é vital para o controle de daninhas e sucesso da safra. Faça roçadas e dessecação com herbicida.

Revolva o solo para expor as sementes de invasoras. Isso estimula a germinação delas e facilita o controle.

Faça rotação de culturas. Soja e milho são as mais utilizadas em sistema de rotação com plantação de arroz.

Proceda com a inundação da área 20 a 30 antes da semeadura no sistema pré-germinado. Mantenha a lâmina d’água durante o ciclo em áreas infestadas de arroz vermelho.

Tome cuidado com a qualidade da água. Água limpa desfavorece a incidência de plantas invasoras aquáticas.

Planeje o uso de herbicidas durante o ciclo da cultura para reduzir os gastos.

Manejo integrado de pragas e doenças

O MIP (Manejo Integrado de Pragas) é o alicerce para a lucratividade em qualquer cultivo. 

Nesse sistema, a utilização de métodos de controle consorciados otimizam o controle das pragas e doenças. Além disso, o MIP protege ainda mais a lavoura e reduz custos com controle.

Faça monitoramento e utilize controle cultural e biológico como preventivos. 

Caso a população de alguma praga atinja o nível de dano econômico, faça uso de agroquímicos recomendados.

Tenha o controle dos dados obtidos durante o ciclo da cultura, planeje suas ações antes de colocar em prática. Você pode utilizar ferramentas tecnológicas ao seu favor.

Para te ajudar a garantir uma boa produção de arroz, preparamos um e-book repleto de informações que podem te ajudar. Baixe gratuitamente clicando abaixo!

banner ebook produção eficiente de arroz Aegro, baixe agora

Colheita do arroz

Planeje bem a sua safra para que a época de colheita não coincida com época de chuvas. 

Tenha a colheitadeira preparada para que, numa situação dessa, a colheita seja feita no menor tempo possível.

Na lavoura irrigada, interrompa o fornecimento de água 10 dias após a floração de 50% das panículas. Retire toda a água da lavoura para colher o arroz.

O tempo que a plantação de arroz demora do plantio à colheita depende da época e local de semeadura, além do ciclo da cultivar. Veja os grupos de maturação:

  • super-precoce (menos de 100 dias no RS);
  • precoce (110-120 dias no RS; até 120 dias em SC);
  • médio (120 a 130 dias no RS; 120 a 135 dias em SC);
  • semi-tardio (mais de 130 dias no RS; 135 a 150 dias em SC);
  • tardio (mais de 150 dias em SC).

Cultivares de ciclo super-precoce permitem colher no cedo com melhores preços. Também é possível uma segunda colheita com a soca na mesma safra.

A utilização de cultivares precoces facilita o planejamento da safra, escalonando semeadura, tratos culturais e colheita.

Colheita mecânica do arroz com um trator amarelo

Colheita mecânica do arroz
(Fonte: Engeplus)

Cultivares com menor tempo de ciclo são recomendadas onde há possibilidade de clima adverso nas principais fases de desenvolvimento.

A produtividade será maior em cultivares de ciclo mais longo.

Inicie a colheita quando os grãos estiverem com 20% de umidade. O atraso pode reduzir o rendimento de grãos inteiros, depreciar o produto.

Após a colheita os grãos devem ser secados até atingir 13% de umidade, o que habilita o seu armazenamento

Armazene em local adequado: procure um local arejado e seco, com controle de insetos e roedores. 

>> Leia mais:

“Como ter mais eficiência operacional na colheita mecanizada do arroz”

Conclusão

Neste artigo, você viu como implantar uma lavoura de arroz e conduzi-la da melhor maneira possível.

Também viu todos os processos necessários para evitar daninhas, pragas e doenças. 

Conhecer todas as etapas do plantio até a colheita é fundamental para conseguir se planejar melhor. Tenha a safra planejada para garantir o sucesso de sua plantação de arroz.

Sobrou alguma dúvida sobre a plantação de arroz? Conte sua experiência e deixe sua dúvida nos comentários!

>> Leia mais:

“Produção, mercado e preço esperado para a safra de arroz 2021”

“Principais sintomas da brusone no arroz e como controlar essa doença na sua lavoura”

Já implementou alguma destas orientações em sua plantação de arroz? Utiliza outras técnicas que vem melhorando sua produtividade? Adoraria ver seu comentário abaixo!

Texto publicado em 04 de fevereiro de 2020 e atualizado em 02 de julho de 2021.