Economia de insumos: Com o uso de aplicativo para gestão, consultora identifica desperdício de calcário em fazenda mineira.

A necessidade de maior profissionalização no agronegócio abre caminho até mesmo para profissionais com bagagem em outras áreas, como foi o caso da consultora Margareth Senne.

Com larga experiência em comércio exterior e consultoria industrial, Margareth teve a oportunidade de prestar seu serviço na fazenda Água Limpa, em Uberlândia (MG).

A demanda de seu cliente era parecida à de tantas outras fazendas Brasil afora: melhorar a gestão financeira da lavoura.

Neste texto, vamos explicar como o trabalho de Margareth com um aplicativo de gestão para o agronegócio ajudou os produtores a gerarem mais de R$ 70 mil com economia de insumos apenas no começo da safra.

Boa leitura!

Como calcular o custo por talhão?

Administradora com formação em Comércio Exterior, Margareth Senne começou a trabalhar com consultoria industrial há dez anos.

Recentemente, teve a oportunidade de experimentar o mercado do agronegócio na fazenda Água Limpa, de Uberlândia, que produz soja na safra e milho e sorgo na safrinha.

“Entrei para trabalhar com processos, mas os proprietários tinham uma dor bem específica: eles queriam calcular o custo por talhão, explica a consultora.

Consultora Margareth Senne

Margareth Senne usou aplicativo para calcular custo por talhão na fazenda Água Limpa
(Foto: Arquivo pessoal)

A lavoura tem 1.646 hectares, divididos em 25 talhões. Ao estudar as possibilidades, Margareth viu que seria impossível calcular o custo por talhão sem um software.

Pesquisando pelas opções disponíveis, concluiu que o Aegro era o programa mais consistente e trabalhou para implantar a ferramenta na rotina de seu cliente.

O Aegro apresenta uma ferramenta prática e intuitiva, em que o usuário desenha (ou importa) no mapa a área de sua propriedade e dos respectivos talhões e os vincula a diferentes safras.

O produtor registra os insumos disponíveis no estoque e, durante o registro das atividades do campo, o aplicativo cruza automaticamente essas informações com o custo do talhão.

Assim, fica fácil comparar os custos planejados e realizados em cada talhão, separados por categorias:

  • Sementes;
  • Fertilizantes;
  • Defensivos;
  • Máquinas;
  • Outros.

Tudo isso entra em um sistema integrado, facilitando a geração de relatórios para que o produtor tome decisões muito mais embasadas na próxima safra.

aegro

Maior controle na gestão de insumos

A implantação do Aegro tornou bastante simples o controle do custo por talhão na fazenda Água Limpa e gerou uma economia de aproximadamente R$ 70 mil com a sobra de calcário.

O aplicativo tem um ambiente para o planejamento de safra, em que são registradas as quantidades planejadas de insumos em cada talhão.

Foi assim que Margareth percebeu que sobraria uma boa quantia do mineral, usado para corrigir a acidez do solo.

Em vez de o calcário ser jogado nos talhões sem muito critério, como acontecia antes, a sobra foi devolvida pelos compradores e assim foram economizados os R$ 70 mil.

Isso apenas no começo. Quando a colheita terminar, será possível confrontar produtividade e custo, gerando um aprendizado que resultará em maior receita na próxima safra.

“O software trouxe vários benefícios. Ele possibilitou uma gestão eficiente do estoque e um melhor planejamento da lavoura, celebra Margareth Senne. “Ao longo do tempo, com a análise dos dados de produção e custos, é possível ter um operacional melhor e economizar bem mais que esses R$ 70 mil no próximo ano”.

consultoria agro

Segundo ela, antes era tudo feito em um caderninho, em que as folhas ficavam sujas e às vezes até se perdiam. Na prática, o planejamento ficava na cabeça do agrônomo e do gestor da lavoura.

Com a implantação do aplicativo, os dados referentes a defensivos, adubos e outros insumos passaram a ser alimentados no sistema integrado da fazenda, permitindo um planejamento efetivo.

O mesmo passou a ser feito com o controle de abastecimento e manutenções, o que fez diminuir a quebra de máquinas, mais um desperdício eliminado.

Para que as mudanças não ficassem restritas aos encarregados da gestão financeira, foi contratado um funcionário para atuar como ponte entre escritório e lavoura, visitando o campo in loco.

Os novos processos contribuíram para disseminar as informações, dando aos proprietários maior controle sobre o que acontece no campo.

Produtores satisfeitos com o resultado

Segundo José Eduardo Galvão Bueno Ferreira, diretor de agronegócios da fazenda Água Limpa, o Aegro é uma ferramenta fundamental para planejar e gerenciar tanto as fases da lavoura quanto as demandas das equipes que trabalham no campo e no administrativo.

“Com o sistema, podemos ver em tempo real os insumos utilizados e estoques, gerando efetividade no campo, evitando atrasos e colhendo resultados”, relata.

“Ao final da safra eu e minha equipe teremos informações para analisar e fazer melhor no próximo ciclo”, acrescenta.

De acordo com Margareth, a disposição de Eduardo Ferreira em testar a solução facilitou muito a implantação do Aegro.

Desde o início, ele teve a compreensão dos benefícios que a ideia trazida pela consultora, de utilizar uma plataforma tecnológica de gestão, trariam para a empresa da família.

Oportunidades no agronegócio

Com a experiência bem-sucedida no agronegócio, a consultora quer focar na área. “Aqui em Minas, o agro é muito importante, enquanto a indústria passa por um momento de dificuldade”, contextualiza.

Segundo ela, há grandes diferenças entre a consultoria voltada para o campo e a direcionada à indústria.

No meio industrial, a forte competição — inclusive com empresas de outros países — obrigou o setor a se profissionalizar e adotar um extenso conjunto de práticas de gestão para aumentar sua competitividade.

Já o contexto do agronegócio é diferente, com outros desafios e riscos, mas a necessidade de controlar os custos e criar um sistema de gestão mais enxuto é a mesma.

Isso torna a fazenda mais sustentável e permite que ela opere com uma margem de lucro maior e mais segura.

Para alcançar esse objetivo, o produtor precisa unir a paixão pela terra com um maior cuidado gerencial.

Consultora Margareth Senne

Margareth Senne ajuda produtores a utilizarem tecnologia na gestão de suas fazendas
(Foto: Arquivo pessoal)

“O produtor rural é tão apaixonado pelo que faz que às vezes não dá a devida atenção para custo, apesar de ser extremamente importante”, sustenta a consultora.

Aí entra a tecnologia. Mas não se engane: o agronegócio brasileiro já é altamente tecnológico no campo, com máquinas modernas, caras e precisas.

O que falta é a tecnologia entrar no escritório e guiar os processos de gestão financeira. É essa lacuna que o aplicativo Aegro busca preencher.

“Nunca havia utilizado uma ferramenta assim. Acho que ela ajuda muito a dar credibilidade ao meu trabalho”, conclui a consultora Margareth Senne.

consultoria agro

Agregando valor à consultoria

No agronegócio, o trabalho do consultor é ajudar o produtor a gerir sua lavoura com mais critério, otimizando os custos e elevando a produtividade e os resultados financeiros da fazenda.

Tudo isso fica mais fácil com uma ferramenta de gestão, que pode ser acessada pelo celular ou pelo computador, mesmo quando não há sinal de internet.

O sistema garante maior eficiência e confiança no planejamento e acompanhamento de safra, controle de estoque e monitoramento de pragas.

O registro e monitoramento das informações é fácil, intuitivo e rápido, o que economiza preciosas horas de trabalho. Além disso, o programa dá a possibilidade de gerar relatórios personalizados (com o nome do consultor) com poucos cliques.

O consultor pode já estar acostumado com processos de gestão financeira, mas levar até o cliente uma solução desenvolvida especialmente para o produtor rural é um diferencial e tanto.

Conclusão

É comum que até mesmo produtores rurais com grandes áreas e faturamento considerável ainda tenham dificuldades em processos de gestão financeira, controle de estoque e planejamento da lavoura, porque eles têm uma série de responsabilidades e preocupações que podem sobrecarregá-lo no dia a dia da fazenda.

Esse é o mercado em que o consultor atua, colaborando com sua experiência e conhecimento para auxiliar os produtores rurais e tornar as empresas do agronegócio mais eficientes.

Esse mercado de serviços é bastante competitivo, então quem possui um diferencial sai na frente e se torna mais atrativo para os possíveis clientes.

Como no caso de Margareth Senne, que implantou o Aegro em uma lavoura e gerou uma economia considerável ao diagnosticar o uso de insumos sem critério.

Também quer profissionalizar seu trabalho e gerir melhor as lavouras de seus clientes? Conheça o programa de consultores Aegro.

>> Leia Mais: 

“Consultoria agro de MS se destaca utilizando tecnologia”

“A consultoria em agronegócio de MT que transforma fazendas – e como a sua também pode fazer isso”

Ainda tem dúvidas sobre os principais desafios de gestão no agronegócio ou quer saber em quais processos podemos ajudar? Entre em contato com a gente ou deixe um comentário abaixo!