Qualidade de sementes: atributos, importância, como verificar a qualidade e outras dicas de manejo!

Observar uma lavoura bem estabelecida, uniforme e sem falhas é gratificante! O principal fator que determina o sucesso da lavoura é o uso de sementes com alta qualidade.

A semente é um insumo que carrega consigo toda pesquisa e desenvolvimento do melhoramento genético. Sem ela, não se tem lavoura!

Mas o que é considerado semente alta qualidade? Que parâmetros ou atributos são necessários para determinar a qualidade? Como saber a qualidade da minha semente? Confira a seguir!

Produção de sementes com alta qualidade

A produção de sementes é uma atividade bastante criteriosa. A Lei n° 10.711, de 05/08/2003, é a que regulamenta o setor e que dispõe sobre o Sistema Nacional de Sementes e Mudas.

Para produção de sementes de alta qualidade é necessário realizar vistorias em diversos momentos da produção, colheita, beneficiamento e comercialização.

Algumas práticas importantes para a produção de sementes são:

  •  Roguing: consiste na vistoria cuidadosa do campo de produção, com o objetivo de remover as plantas indesejáveis para preservar a pureza genética, varietal e sanitária
  •  Momento de colheita: tem que ser o mais próximo do ponto de maturação das sementes, pois possuem a máxima germinação e vigor. Realizar assim que possível. 

Após a colheita, uma amostra do lote de sementes passa por testes em laboratórios credenciados pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), nos quais tem que atingir padrões mínimos.

Veja os valores mínimos de qualidade exigidos pelo Ministério da Agricultura para culturas como soja, milho, arroz e feijão.

tabela com padrões mínimos para a produção e a comercialização de sementes

Padrões mínimos para a produção e a comercialização de sementes 
(Fonte: adaptado de Mapa)

Sementes produzidas dentro das normativas possuem uma garantia de alta qualidade, apresentando desempenho superior se comparado às sementes de baixa qualidade.

Por isso, opte por sementes certificadas para que tenha garantia do material genético que está levando para seu campo! 

Atributos da qualidade de sementes

A qualidade das sementes é um conjunto de atributos que determinam o desempenho em campo. São atributos genéticos, físicos, sanitários e fisiológicos.

Qualidade genética

Esse atributo diz respeito à pureza varietal, homogeneidade, potencial de rendimento, resistência a doenças e insetos, porte, entre outros.

Lotes com sementes de alta qualidade irão originar plantas com porte, ciclo e potencial produtivos iguais. Terão a mesma resistência a doenças, pragas e herbicidas. 

Essas características são intrínsecas à genética das sementes, a qual confere uma lavoura com plantas homogêneas.

Qualidade física

Considera-se nesse atributo a pureza física, teor de água, tamanho, danos mecânicos e causados por insetos.

A pureza física é constituída de três componentes: sementes puras, outras sementes e material inerte (torrões, pedras, restos de plantas, insetos).

O dano mecânico nas sementes é um fator agravante na qualidade, podendo ser classificados como de efeito imediato ou latente.

Imediato é visível a olho nu e identificado logo após a semente ter sido danificada. O latente não é aparente, sendo mais acentuado do que o imediato.

A redução do vigor em sementes com dano latente ocorre durante o armazenamento, havendo redução do vigor da semente danificada.

Semente de milho com dano mecânico resultando em semente morta

Semente de milho com dano mecânico resultando em semente morta
(Fonte: Cicero e Banzatto-Junior)

Qualidade sanitária

Refere-se à presença de patógenos, como fungos, vírus, nematoides e bactérias presentes nas sementes ou no lote.

A presença de patógenos junto a sementes é um dos principais métodos de entrada e disseminação de doenças em novas áreas. Além disso, afeta a viabilidade e o vigor de sementes e tem impacto direto na produtividade.

foto de um laboratório - Avaliação da sanidade em sementes de arroz

Avaliação da sanidade em sementes de arroz
(Fonte: Agronatura)

Qualidade fisiológica

Os atributos fisiológicos estão ligados às características metabólicas da semente.

Dentro dessas características os destaques são: germinação e vigor, que, se altos, provocam melhor desempenho das plantas em campo, como maior velocidade de germinação e emergência de plântulas, uniformidade da lavoura, entre outros.

A germinação expressa a capacidade da semente de formar uma plântula normal em condições normais.

O vigor expressa a capacidade das sementes gerarem plantas de alto desempenho, em condições desfavoráveis.

Use sementes de alto vigor, pois apresentam desempenho superior quando comparadas às sementes de baixo vigor.

Foto com estabelecimento de plantas provenientes de sementes com vigor diferente

Estabelecimento de plantas provenientes de sementes com vigor diferente
(Fonte: Embrapa Soja)

Como saber a qualidade de sua semente

Ao adquirir suas sementes, verifique o boletim de análises de sementes, atestado de origem genética, certificado de sementes ou termo de conformidade das sementes. Esses documentos apresentam os resultados oficiais de análises de sementes.

Fique atento principalmente para informações de germinação (%), pureza (%), material inerte (%), outras sementes (%).

Observe também a etiqueta presente na embalagem de suas sementes!

Dados e garantias do lote de sementes em etiqueta

Dados e garantias do lote de sementes em etiqueta 
(Fonte: Abrasem)

Caso você compre suas sementes antecipadamente, é necessário armazenar em local adequado para manter a sanidade e o vigor.

É importante lembrar que é permitido ao produtor salvar a própria semente, desde que para uso exclusivo na próxima safra.

Para tal atividade, é preciso seguir os critérios presentes na legislação para que sua produção fique dentro da lei!

4 passos para verificar a qualidade das sementes

Para verificar a qualidade das sementes que irão formar sua lavoura veja alguns passos:

1º passo: amostragem do lote

A amostra deve ser representativa do lote. Desse modo, é necessário coletar amostras do lote para serem enviadas ao Laboratório de Análise de Sementes. 

Nas regras para análises de sementes estão descritos os procedimentos em relação à quantidade amostrada, representatividade e maneira de se realizar a amostragem.

Veja no quadro abaixo a quantidade de amostras simples por tamanho do lote.

tabela com regras para análises de sementes - qualidade de sementes

(Fonte: Regras para Análises de Sementes)

2º passo: escolha da embalagem após amostragem

As sementes devem ser colocadas em caixas de papelão ou sacos de papel reforçado e encaminhadas para laboratório de confiança.

Na embalagem deve conter informações como: 

  • nome do produtor; 
  • espécie; 
  • variedade; 
  • peso da amostra encaminhada; 
  • avaliações a serem realizadas.

3º passo: testes

Os testes básicos a serem realizados são de germinação, pureza, grau de umidade, verificação de outras sementes e cultivares.

É possível solicitar testes de vigor como, por exemplo: 

  • envelhecimento acelerado: realizado em sementes de soja, milho e trigo;
  • teste a frio: realizado em arroz, milho e trigo;
  • teste de tetrazólio: soja, milho, trigo, arroz e feijão.

Teste de germinação (direita) e teste de tetrazólio (esquerda) 
(Fonte: ADV Semente)

4º passo: faça um canteiro teste

Antes de realizar a semeadura, retire uma amostra de sementes dos seus lotes e semeie em canteiros em sua propriedade.

Para fazer os canteiros utilize terra coletada da área de sua lavoura, na camada superficial de 0-20 cm de profundidade. 

Faça uma camada de 10 cm a 15 cm de terra nos canteiros e abra os sulcos com 3 cm de profundidade onde serão colocadas as sementes para o teste.

Manejo das sementes de alta qualidade 

Como visto, a qualidade da semente influencia no desempenho de sua lavoura, seja através do atributo fisiológico como germinação e vigor, sanitário, genético ou físico.

É evidente que o investimento em sementes com boa qualidade é recompensado. 

Mas somente a utilização de sementes de alta qualidade não é suficiente para garantir o sucesso de sua lavoura.

Realizar o manejo adequado de pragas e doenças, controle de plantas daninhas, preparo do solo, adubação, garantem que sua semente expresse seu potencial produtivo.

Fazer um bom planejamento é fundamental!

Para isso:

checklist planejamento agrícola Aegro

Conclusão

A qualidade da semente é fundamental para uma boa produção.

Neste artigo, vimos a importância de sementes de alta qualidade para alcançar altas produtividades.

Você pôde conferir ainda como verificar a qualidade de suas sementes e como um bom planejamento do manejo é importante.

Espero que, com essas informações, você consiga realizar uma ótima safra!

>> Leia mais:

O que caracteriza sementes piratas e como fugir disso

Como você escolhe suas sementes hoje? Restou alguma dúvida sobre o uso de sementes de alta qualidade? Deixe seu comentário abaixo!