Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

monitoramento de pragas no café

Como grupo cafeeiro realiza o monitoramento de pragas em 5 fazendas com apoio da tecnologia

- 26 de março de 2021

Monitoramento de pragas no café é acompanhado praticamente em tempo real através de ferramenta da Aegro

Fazer o controle de pragas é um manejo fundamental da lavoura. Mas, no dia a dia da propriedade, essa tarefa essencial esbarra em uma série de situações que podem ameaçar um controle eficiente.

Para agir na hora certa e evitar que qualquer infestação ultrapasse o nível considerado seguro é preciso monitoramento constante

Para ter esse acompanhamento em tempo praticamente real, mesmo em fazendas há centenas de quilômetros de distância, é preciso tecnologia!

Neste artigo, vamos mostrar como o Grupo Montesanto Tavares aprimorou o controle de pragas nas cinco fazendas cafeeiras do grupo com auxílio do software de gestão agrícola Aegro. Confira!

Monitoramento de pragas com precisão

O Grupo Montesanto Tavares é uma holding brasileira que atua desde a produção e exportação até a importação de café. 

Suas cinco fazendas cafeeiras atualmente estão localizadas em Minas Gerais (região de Capelinha e Pirapora) e na Bahia (Luís Eduardo Magalhães), totalizando cerca de 2 mil hectares produtivos. Todas produzem café arábica, em diferentes variedades, e uma das propriedades, a Fazenda Primavera, produz cafés especiais, como o Geisha.

Todo acompanhamento da produção de café é feito com base em dados – e não seria diferente no monitoramento de pragas. O grupo precisava de um sistema que fosse fácil de ser utilizado pelos colaboradores e que pudesse ser acessado do campo, mesmo sem acesso direto à internet.

A empresa já utilizava uma solução tecnológica, mas a facilidade de poder ver, através do celular, os resultados do monitoramento das cinco fazendas a qualquer momento e em qualquer lugar, foi decisivo para que fosse feita a migração para o Aegro.

“Conhecemos o Aegro através do engenheiro-agrônomo das fazendas, que já utilizava o sistema em sua propriedade e nos indicou. Começamos a avaliar, pesamos vários aspectos e decidimos fazer a migração”, conta Renata Nacif, analista de gestão do grupo. 

Ela cita que a simplicidade de uso da ferramenta e o preço mais acessível foram pontos importantes considerados pelo grupo. No entanto, um ponto foi determinante para a escolha do Aegro para as fazendas: a disponibilidade das informações pelo celular a qualquer momento! 

“O que a gente mais amou e fez toda a diferença foi o fato de termos as informações (do monitoramento) na mão, no celular, na hora que quisermos. Foi um ganho incrível, principalmente porque são dados de várias fazendas”, complementa.

Hoje, o controle feito pelo colaborador em campo pode ser acompanhado pelo diretor das fazendas, Ronaldo Pena, e pelo agrônomo Valdir Alves, quase em tempo real, como você vai entender melhor a seguir!

foto de duas mulheres usando máscara de pano, camisetas, sentadas em um escritório fazendo monitoramento de pragas de café e planejamento das operações com insumos pelo aplicativo Aegro. O tablet está numa mesa de madeira.

Monitoramento de pragas e planejamento das operações com insumos nas cinco fazendas do grupo Montesanto Tavares é feita pelo Aegro
(Fonte: divulgação)

Do campo para o escritório

Toda a operação de monitoramento de pragas segue um padrão nas cinco fazendas do grupo.

Uma vez por semana, é feita uma vistoria geral, para uma avaliação mais superficial da área como um todo, em especial nos trechos que costumam ser mais problemáticos. 

Nos outros dias, o monitoramento é feito de forma detalhada, sendo que cada monitor vai até pontos determinados de amostragem e faz todas as anotações necessárias.

As informações coletadas ali (um ponto por hectare) são inseridas no sistema de monitoramento do Aegro pelos colaboradores, ainda no campo, por meio de tablets. 

Depois, os dados alimentados no software ficam disponíveis para serem consultados no escritório, que acompanha todas as operações de monitoramento – e também da aplicação de insumos – pelo Aegro.

“Estamos toda hora acompanhando as atividades, o que está para ser feito, o que está em execução e o que acabou. A gente interage muito e o sistema ajuda bastante também nesse ponto. Hoje, campo e escritório são praticamente a mesma coisa”, cita a analista.

O monitoramento de pragas rigoroso evita que alguma infestação ocorra fora do nível de controle – que ficou mais simples de se definir pelo sistema. 

Todas as fazendas do grupo são certificadas, sendo o MIP (Manejo Integrado de Pragas) e a aplicação de insumos de grande importância e acompanhados de perto pela diretoria.

As fazendas mantêm uma rotina pré-estabelecida para aplicações e essas atividades são visualizadas facilmente pelo Aegro.

“A gente olha o Aegro constantemente para visualizar se o planejado está acontecendo. Temos uma regra aqui que é clara: só o que pode atrasar a operação é o clima. Não pode ser falta de máquina, produto ou mão de obra. Essa é a nossa máxima”, conta Renata.

foto de mulher de blusa de manga longa cinza, chapéu e máscara de pano de costas segurando um tablet no meio de um cafezal. Monitoramento de pragas no café é feito todos os dias nas fazendas do grupo Montesanto Tavares

Monitoramento de pragas no café é feito todos os dias nas fazendas do grupo Montesanto Tavares
(Fonte: divulgação)

Planejamento de operações

Como você viu, toda aplicação de insumos do grupo é planejada com muita antecedência. As fazendas seguem um cronograma pré-estabelecido para o ano inteiro e, com base no monitoramento, qualquer operação emergencial pode ser feita seguramente.

“Temos um grande planejamento que é iniciado em setembro do ano anterior e serve de base para todo nosso orçamento. Sabemos quantos hectares vamos trabalhar, insumos que gastaremos, mão de obra necessária, etc., e não tenho a menor dúvida de que nosso sucesso está ligado a todo esse planejamento, que é revisado constantemente também”, diz Renata Nacif.

Nas fazendas do Grupo Montesanto Tavares, o uso do Aegro ajuda nesse acompanhamento das operações diárias de monitoramento e utilização dos insumos.

“Nosso próximo objetivo é colocar todo o planejamento anual de operações com insumos dentro do Aegro, porque hoje isso é feito aos poucos. E pensamos também em colocar as operações sem insumos, como atividades de roçadeira”, afirma a analista.

O maior desafio na gestão das cinco propriedades rurais, cita Renata, é integrar e consolidar os dados de todas as fazendas do grupo. “O Aegro ainda não nos permite essa integração entre as cinco fazendas, com um relatório consolidado, mas a vantagem é que podemos acessar os dados de cada uma delas, na hora que quisermos, pelo celular. Isso é fantástico!”.

captura de tela do monitoramento de pragas de café dentro do Aegro. Sistema ajuda a acompanhar a execução de atividades planejadas (dados ilustrativos)

Sistema ajuda a acompanhar a execução de atividades planejadas (dados ilustrativos)

Mudança de sistema

Quando a troca do sistema de monitoramento de pragas se desenhou como uma possibilidade para o grupo, várias considerações foram feitas. A opção pelo Aegro se deu pelas vantagens de preço, facilidade de uso e acessibilidade.

A troca de sistema foi tranquila entre os colaboradores, segundo Renata. A adaptação ocorreu de forma rápida, principalmente devido à simplicidade com que as informações podem ser inseridas no Aegro.

Como você viu, o monitoramento de pragas na fazenda é feito muito de forma preventiva. Essa visualização de dados rápida e fácil traz agilidade para que o grupo tome qualquer decisão de forma precisa.

“O acompanhamento constante é importante e traz agilidade. Informação na mão é o maior ganho que o Aegro trouxe para a gente”, reforça Renata.

Você também pode tornar o monitoramento de pragas mais eficaz na sua fazenda:

  • registre o monitoramento e o armadilhamento da lavoura pelo celular
  • gere relatórios sobre a incidência das pragas-alvo
  • descubra o momento certo para pulverizar, reduzindo custos com defensivos
  • tenha o histórico de pragas e aplicações de cada talhão

O MIP pode ser testado gratuitamente por 7 dias. Solicite aqui uma demonstração e experiência gratuita!

diagnóstico de gestão agrícola Aegro, teste agora

Conclusão

O controle de pragas é um manejo essencial para a lavoura e, com apoio da tecnologia, pode se tornar muito mais preciso e eficaz.

Neste artigo, vimos como o grupo Montesanto Tavares estruturou o monitoramento de pragas nas cinco fazendas de café e como ele acontece cotidianamente com apoio do Aegro.

Hoje, todo controle de pragas das propriedades pode ser acompanhado pelo escritório e pela diretoria a qualquer momento, bastando acesso a um celular. Isso trouxe uma agilidade na visualização das informações que o grupo até então não tinha conseguido!

>> Leia mais:

Saiba as vantagens da Cafeicultura de Precisão e como aplicá-la

“6 vantagens de fazer MIP com o Aegro

Aproveite para testar o MIP do Aegro e melhore o monitoramento de pragas na sua lavoura também! Fale com um de nossos consultores aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo