Sementes piratas: entenda o que são, como identificá-las e os 6 principais fatores de risco que elas podem trazer para a produtividade da sua lavoura.

As sementes piratas vêm ganhando um espaço preocupante no setor agrícola.

Estima-se que, atualmente, mais de 30% das sementes de soja utilizadas no país sejam piratas.

Esse uso ilegal de sementes provocou, somente em 2018, prejuízos de mais de R$ 2 bilhões ao agronegócio brasileiro.

Mas você sabe o que são e como identificar  sementes piratas?

Neste artigo, vamos mostrar os 7 principais riscos do uso dessa semente ilegal e como ela diminui a produtividade da sua lavoura. Confira a seguir!

sementes piratas
Sementes certificadas são produzidas com idoneidade; sementes piratas oferecem inúmeros prejuízos à lavoura
(Fonte: Nossa Ciência)

Sementes piratas: Problemas e riscos da utilização

Sementes piratas são aquelas sementes vendidas no mercado informal, ou seja, que não possuem qualquer garantia de procedência ou certificação.

Justamente por isso, elas podem ocasionar sérios problemas para sua lavoura.

Lembrando que você pode salvar suas sementes! Entretanto, é necessário seguir uma legislação específica que mostra o passo a passo de como fazer para estar dentro da lei

Ao optar por uma semente não certificada, o produtor acaba expondo sua produção à disseminação de pragas, doenças e plantas daninhas.

Além disso, as sementes comercializadas ilegalmente não possuem qualquer tipo de controle de qualidade.

Isso significa que, muitas vezes, elas não atendem atributos básicos para comercialização, conforme estabelecido pela lei.

Ao comprar uma semente pirata, quem mais perde é você.

Além dos problemas fitossanitários, você pode comprar uma cultivar diferente da escolhida.

Essas  podem também apresentar baixa germinação, comprometendo o estabelecimento da cultura.

sementes piratas
Análise de semente de soja em laboratório da Embrapa
(Fonte: Embrapa)

A maior parte das sementes piratas é proveniente das sementes salvas, que os produtores multiplicam para uso próprio e acabam comercializando o excedente de maneira ilegal.

A compra dessas sementes ilegais normalmente ocorre pela facilidade de acesso, falta de conhecimento do produtor e até mesmo para reduzir os custos de produção.

As culturas mais afetadas pelas sementes piratas são soja, milho, trigo e aveia.

Apesar de parecer uma boa alternativa, utilizar sementes piratas não é solução!

Perde-se em qualidade e, consequentemente, em produtividade!

Para realmente reduzir custos com eficiência o que você precisa é conhecer sua propriedade e ter um bom planejamento agrícola.

Aqui no blog nós já mostramos sobre como uso de planilhas e softwares de gestão agrícola podem te ajudar!

Agora, vou mostrar as principais diferenças entre as sementes certificadas e as piratas.

Sementes piratas x certificadas: Diferenças

A principal diferença entre as sementes certificadas e as não certificadas são os cuidados antes, durante e após sua produção.

A produção certificada é feita por produtores de sementes idôneos, devidamente autorizados e cadastrados no Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem).

Seus campos de produção devem seguir as normas e os padrões estabelecidos pelo Ministério da Agricultura (MAPA) para a espécie cultivada.

sementes piratas
(Fonte: Fundação Pró-Sementes)

Toda etapa de produção das sementes é realizada mediante controle de qualidade, que ocorre desde a escolha do local até o beneficiamento e comercialização.

Além disso, também é investido em pesquisas e tecnologia para desenvolvimento de novas variedades.

Isso está previsto na Lei Nº 10.711, de 5 de agosto de 2003, e Normativa Nº 9, de junho de 2005.

A utilização de sementes certificadas é estimulada por várias entidades, como a Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja, pois possibilita ao produtor maior segurança.

Se você adquiriu sementes certificadas, pode ter certeza que elas estão dentro dos padrões de controle estabelecidos em nosso país!

Fique sempre atento à embalagem em que recebe sua semente e se a indicação de certificação está presente.

Mas e as sementes piratas?

Bom, elas não passam por todos esses cuidados durante a produção e não seguem as normas estabelecidas .

Deste modo, o produtor que adquire sementes piratas não possui amparo legal.

E não é só isso. Vou falar sobre os riscos que você corre se adquirir uma semente proveniente desse comércio ilegal.

Sementes piratas: 6 fatores de risco para sua lavoura

Quando o produtor adquire sementes piratas, não imagina quanto prejuízo ela pode trazer.

Vou listar aqui os 6 principais fatores pelos quais a utilização de sementes ilegais pode prejudicar sua lavoura e ainda diminuir sua produtividade.

1. Misturas de cultivares

Isso prejudica o manejo, causa diferença de ciclos e impacta na diminuição da produtividade.

2. Plantas daninhas entre as sementes

Essa disseminação de sementes de plantas daninhas entre as lavouras dificulta o controle e aumenta a utilização de defensivos. Isso interfere indiretamente na produtividade.

sementes piratas
(Fonte: Cotrisoja)

3. Presença de partículas de solo

Situação que causa disseminação de patógenos de solo, podendo resultar em condenação do campo, falhas no estabelecimento da cultura e perdas na produtividade.

Sem contar a necessidade de mais aplicações de defensivos.

4. Presença de sementes contaminadas

Mais um problema, dessa vez relacionado à disseminação de patógenos transmitidos por sementes. Isso resulta em epidemias do campo e, consequentemente, em perdas na produtividade.

Também impacta em custo, pois representa maior gasto com manejos.

5. Presença de Pragas

Disseminação de pragas, que podem comprometer a produtividade e o estabelecimento da cultura. Custo elevado de manejo.

sementes piratas
(Fonte: Revista Globo Rural)

6. Sementes com baixa germinação e vigor

Primeiramente, a semente pode não emergir no campo. Quando isso ocorre, o produtor pode se deparar ainda com falha no estabelecimento da cultura, resultando em perdas na produtividade.

Além disso, sementes piratas não contém tecnologia nos mesmos padrões fornecidos pela empresa. Pode ocorrer inclusive mutação, o que compromete ainda mais a produtividade.

>> “Entenda a biotecnologia na agricultura e confira as novidades que vêm por aí

banner e-book guia de planejamento para milho e soja

Como identificar as sementes piratas

Na prática, nossas dicas são as seguintes:

  • Fique atento à embalagem! Observe as informações apresentadas: sementes certificadas trazem essa informação na embalagem
  • Desconfie de embalagens violadas: Observe se existe a presença de materiais inertes, sementes de plantas daninhas ou sementes nocivas e partículas de solo. Sementes certificadas apresentam valores muito baixos de impurezas
  • Observe se não há mistura de cultivares pela coloração das sementes e de seus hilos. Sementes de um mesmo cultivar costumam possuir uma mesma tendência de coloração
  • Não compre sementes de conhecidos ou vizinhos. Procure sempre uma revenda ou seu engenheiro agrônomo.

Não economize com sementes, compre sementes certificadas. O barato pode sair caro!

Vender e comprar sementes piratas pode gerar multa, conforme a lei de proteção de cultivares Lei Nº9.456.

Embora o uso de sementes piratas seja cada vez mais comum no Brasil, não se esqueça que, além de prejudicar a sua lavoura, a utilização de sementes piratas também é crime!

sementes piratas
Campanha desenvolvida pela Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem) para alertar sobre o problema da pirataria
(Fonte: Adaptado de Abrasem)

Conclusão

Neste artigo vimos o que são sementes piratas e como elas podem influenciar na sua lavoura e na sua produtividade.

Mostramos também o que caracteriza uma semente pirata e como reconhecê-la.

Você conferiu ainda quais os principais fatores negativos da utilização de sementes piratas.

Espero que com esse texto você entenda a importância de usar somente sementes certificadas!

>>Leia Mais:

Como fazer o armazenamento de sementes de soja e assegurar a germinação

Inoculação: Todos os tipos e + 7 dicas par tirar o máximo proveito dela

Tratamento de sementes na fazenda ou industrial? Faça a melhor escolha!

Você conhecia os riscos que as sementes piratas trazem para a lavoura? Quer saber mais sobre esse assunto? Deixe seu comentário!