Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

semente-de-milho

Não erre mais: tudo o que você precisa saber para a compra de sementes de milho

- 12 de março de 2018

A semente de milho é um dos insumos mais importantes no ganho de produtividade e você já deve saber disso.

A Abrates aponta que a indústria de sementes foi a principal responsável pelo aumento de produtividade no país, sendo que 15 mil kg/ha para o milho e mais de 5 mil kg/ha para a soja.

mercado de semente de milho no brasil

(Fonte: Abrasem em Abrates)

Mas como escolher a semente a ser comprada para a safra? Será que a semente é de qualidade? Como armazená-la?

Você pode perceber que existem alguns cuidados que devemos tomar até o plantio para que a eficiência desse insumo atinja seu nível máximo.

Antes de mais nada, fazer o planejamento agrícola, especialmente na semeadura, é essencial para isso.

Não se preocupe se você nem sabe por onde começar, vou te ajudar com algumas dicas simples e muito valiosas:

>> O Combate às ferrugens: Controle essas doenças nas culturas do milho e soja

1. Não feche negócio com base apenas no melhor preço

Tudo que é mais barato nos chama a atenção, não é mesmo?

Sei que parece tentador comprar uma semente quando ela está com um preço baixo, porém, valores muito abaixo do mercado pode ser um indício de que tem algo errado.

No momento da compra das sementes, alguns pontos devem ser considerados. Confira:

Vigor da semente de milho

Para que uma semente seja considerada de alta qualidade, não basta apenas germinar. A boa semente de milho tem que ter alto vigor.

Sementes vigorosas são aquelas que possuem potencial para germinação rápida e uniforme e um crescimento acelerado de plântula, em condições normais de campo.

O estabelecimento final do estande de sementes vigorosas constitui alicerce para obtenção de plantas com alto grau de tolerância a estresses e produtividade.

O importante é não deixar o vigor batido antes do plantio.

Grau de pureza (P%)

É pureza física do seu lote de sementes. Sementes puras apresentam alta qualidade física e genética (apenas sementes com características do híbrido em análise).

Isso significa que não deve apresentar impurezas como:

Sanidade dos grãos

semente-doente-semente-sadia

A. Sementes doentes; B. Sementes sadias

(Fonte: Rodrigo Véras em Agricultura no Brasil)

Sementes sadias são aquelas que não contêm insetos, fungos, vírus, bactérias ou que tenham sido tratadas com produtos químicos, reduzindo a infestação e/ou infecção das sementes.

Germinação (G%)

É o quantidade de sementes que germinam sob condições ambientais adequadas. É expressa em %.

Viabilidade

É expressa em termos de percentagem de sementes vivas capazes de germinar.

É semelhante a germinação, mais vale lembrar que nem toda semente viável irá germinar.

Resumindo: Se você comprar sementes de baixo custo, você pode estar mais vulnerável a adquirir um material com qualidade inferior. Mas isso não é regra!

Esteja sempre atento, pois algumas empresas também agem de má fé. Se isso acontecer, denuncie! Você tem que conhecer o material que está comprando.

Se você quer baixar seus custos e obter maior rentabilidade confira o artigo:

Além disso, confira mais sobre o armazenamento de sementes: “Como fazer o armazenamento de sementes de soja e assegurar a germinação”.

E veja aqui sobre a seleção de cultivares de soja“Como escolher as melhores cultivares de soja para sua lavoura”.

2. Não seja enganado: como verificar se a semente de milho é certificada

A certificação de sementes é o processo de produção controlado por um órgão competente.

É por meio desse órgão que você tem a garantia de que sua semente foi produzida de forma que se possa conhecer de onde ela veio (origem genética) e se cumpre com todas as condições (fisiológicas, sanitárias e físicas) estabelecidas.

Se você comprou uma semente certificada, pode ser a certeza que elas foram produzidas dentro de um padrão confiável  de controle de qualidade garantido.

A semente nesse caso é considerada própria para o uso. Evite sementes piratas.

Na embalagem das sementes é comum vir um selo indicando a certificação, fique atento!

semeadura-milho

(Fonte: Climate FieldView)

Mas para sementes ainda melhores, eu recomendo o benefício industrial de sementes:

>> Tudo o que você precisa saber na pré-safra sobre as principais pragas de milho e sorgo

3. Benefícios do tratamento industrial de sementes

Como o próprio nome diz, o tratamento de sementes é o processo de aplicação de produtos químicos ou organismos às sementes.

Esses produtos auxiliam na nutrição da planta e/ou previnem o ataque de doenças e pragas do solo.

O tratamento industrial de semente é mais recomendado por ser realizado em um ambiente totalmente preparado e controlado, lhe proporcionando a garantia do processo de forma eficaz.

Sem contar que é menos uma dor de cabeça para você, já que a semente vem pronta para uso.

Além disso, pode haver economia com defensivos agrícolas são minimizados e economia de tempo.

Mas cuidado, sua lavoura pode estar enfrentando resistência a defensivos agrícolas.

Fique atento e veja como se prevenir desde problema.

Mas agora vamos falar sobre um aspecto fundamental das sementes que você mesmo pode verificar.

4. Faça o teste de germinação: simples e prático

O teste de germinação pode ser realizado por laboratórios especializados mais próximo de sua propriedade.

Porém, você mesmo pode fazer.

Em bancos de areia, coloque 100 sementes de milho em diferentes bandejas e a partir daí você tem a % de germinação conforme o dia recomendado.

É rápido, simples e fácil!

Se a germinação dor muito diferente daquela apresentada no certificado de análise, você tem o direito de reclamar a empresa que adquiriu as sementes.

5. Muito cuidado com o transporte

Evite o máximo danos às embalagens de sementes tratadas.

Além de garantir a qualidade do produto, protege as sementes do calor e umidade excessivos.

Afinal, você já pagou pela semente e pelo tratamento, portanto o cuidado no transporte é evitar a perda do seu dinheiro!

>> Quer ter uma estimativa da produtividade do milho? Baixe a planilha grátis que vai te ajudar a fazer os cálculos de forma prática.

6. Mantenha o ambiente limpo e higienizado

Antes da chegada de suas sementes, é importantíssimo manter a organização do espaço onde elas serão armazenadas.

Limpeza total de todos os ambientes para evitar contato com pragas e patógenos do lugar.

O objetivo aqui é: preservar, durante a armazenagem, a qualidade e a genética das sementes adquiridas.

7. Atenção no armazenamento da semente de milho

Com o passar do tempo as sementes perdem seu vigor e potencial germinativo.

Existem condições apropriadas de armazenamento que prologam a viabilidade dessas sementes, como temperatura amena e umidade adequada.

Os armazéns são os grandes responsáveis por fornecer esse ambiente apropriado para guardar suas sementes e segurança por mais tempo.

Eles podem ser de diferentes tamanhos e proporções, ai é conforme o bolso do produtor.

>> Se prepare na pré-safra: Como combater as principais doenças de milho, feijão e sorgo

8. Fique de olho nas pragas

Mesmo estando guardadas em condições ideais de armazenagem, o lugar pode proliferar diferentes tipos de insetos, fungos e outras pragas.

pragas-semente-milho

(Fonte: Equipe BeefPoint)

Mudança de temperatura e umidade das sementes favorecem o aparecimento de pragas indesejadas onde você menos espera.

Por isso acompanhe o armazenamento de perto.

Fique sempre atento!

Para saber mais sobre pragas do milho e como combatê-las leia estes artigos:

>> Não cometa erros no manejo: 5 métodos de controle da lagarta-do-cartucho

>> Tudo o que você precisa saber sobre Manejo Integrado de Pragas [Infográfico]

9. Métodos de controle de pragas para sementes armazenadas

Não existe muito segredo nessa etapa. São dois os métodos de controle depois que suas sementes estão armazenadas:

Método físico: manipulação de fatores como: temperatura, umidade relativa do ar e inseticidas naturais.

Método químico: que nada mais é do que o bom e velho uso de inseticidas que são aplicados de forma preventiva ou curativa.

Conclusão

Semente de milho analisadas, certificadas e com garantia de germinação determinam, sem dúvida, o êxito da sua plantação.

Você aprendeu aqui 9 dicas super importantes para essa etapa de compra e armazenamento de sementes.

Vimos desde a importância do vigor e pureza até métodos de controle de pragas para sementes armazenadas.

No momento da compra de suas sementes, leve em consideração esses cuidados antes da tomada de decisão e boa safra!

>>Leia mais:

“Como e por que usar Azospirillum no milho”

O que você precisa saber sobre melhoramento genético do milho

Gostou do artigo? Tem mais alguma coisa que você verifica na compra de sementes que não citei? Adoraria ver seu comentário abaixo!

Comentários

  1. Gislaine Elis Rutsatz disse:

    MUITO BOM!

    1. Dener Luiz Nesi disse:

      Boa noite gostaria de saber se a sobra da sementes poderá ser utilizada pra próxima safra e como devo armazenar e onde .

      1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

        Olá, Dener
        Sou da comunicação da Aegro.
        Observe a validade das sementes, pois depois disso o poder germinativo pode ser reduzido. Guarde as sementes em armazéns secos, bem arejados e evite altas temperaturas.
        O ideal é armazenar sobre pallets de madeira, nunca em contato direto com o chão.

        Esperamos ter ajudado.
        Agradecemos por nos acompanhar,
        Abraço! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo