Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

Foto de sementes esverdeadas de soja

3 causas mais comuns das sementes esverdeadas em soja e o que fazer para evitá-las

- 13 de outubro de 2021

Sementes esverdeadas: saiba o que são, quais as fases críticas para o acontecimento e quais problemas causam no campo e na indústria

A produção de soja demanda muito cuidado com a lavoura.

A presença de sementes esverdeadas na hora da colheita pode inviabilizar todo um lote de sementes.

Elas têm baixa germinação e vigor. Portanto, devem ser evitadas, seja com manejo no campo ou no beneficiamento.

Apesar disso, há como reduzir e até evitar completamente as sementes esverdeadas. É o que você verá nesse artigo. Confira a seguir!

O que são sementes esverdeadas na soja?

São sementes com os cotilédones de coloração intensa verde ou esverdeados.  São o resultado das plantas de soja que sofreram algum inconveniente na fase final do desenvolvimento.

A produção de sementes de soja com alta qualidade necessita de condições adequadas, de solo, clima e manejo

Condições climáticas adversas causam prejuízos aos produtores de sementes. Afinal, a semente não será de boa qualidade e a presença da cor esverdeada poderá inviabilizar o lote.

Imagem de 8 sementes de soja dispostas lado a lado. As três primeiras estão maduras, mais amareladas. As cinco últimas estão imaturas e bem esverdeadas.

Sementes de soja maduras (à esquerda) e esverdeadas ou imaturas (à direita)

(Fonte: PulseSoybean)

Três causas mais comuns das sementes esverdeadas

A ocorrência de uma ou mais destas condições pode causar queda da qualidade fisiológica de sementes.

A maturação será acelerada e a degradação da clorofila dos cotilédones será comprometida. Isso é uma consequência da interrupção da ação de algumas enzimas.

A presença de clorofila (pigmento verde) na semente, por causa da maturação e morte prematura das plantas, gera essa característica.

As fases críticas para as condições que aceleram a maturação são as seguintes:

1. Adversidades climáticas

As plantas ainda imaturas sofrem estresse. Esse estresse acelera o processo de maturação e morte, produzindo sementes esverdeadas.

Estas condições são, principalmente:

  • ocorrência de seca;
  • elevadas temperaturas;
  • excesso de chuvas;
  • umidade relativa baixa;
  • elevada intensidade luminosa.

2. Presença de pragas e doenças

A presença de percevejos em alta população ao final do ciclo da soja também pode causar maturação desuniforme, morte prematura e sementes esverdeadas.

Foto de quatro percevejos diferentes, comuns na lavoura da soja.  Na sequência, percevejo verde, percevejo pequeno, percevejo marrom e percevejo barriga-verde.

Percevejos mais comuns na lavoura de soja

(Fonte: MaisSoja)

Algumas doenças que causam sementes esverdeadas são:

  • fusariose;
  • podridão radicular por macrofomina;
  • cancro da haste;
  • doenças foliares em fase de enchimento de grãos/pré-colheita.

3. Manejo

Não utilize dessecantes em momentos inapropriados. Na pré-colheita, eles podem interromper a ação das enzimas que degradam a clorofila. 

Isso resulta em altos índices de grãos ou sementes esverdeadas.

A antecipação da época de colheita para janeiro e fevereiro (meses com bastante chuva), também é um fator. Isso pela utilização de cultivares de soja precoces e superprecoces.

Nunca se esqueça de observar os boletins meteorológicos no planejamento da safra.

Para conseguir controlar ainda mais a qualidade da soja, preparamos uma planilha para você. Preencha os dados da sua lavoura para ter um planejamento completo da sua safra.

Clique na imagem abaixo para baixar!

Problemas relacionados ao campo

No campo, alguns problemas ambientais vão acarretar uma maturação desuniforme. Isso  reflete em folhas, hastes, vagens e grãos verdes no momento da colheita.

A colheita é prejudicada devido ao embuchamento causado pelas plantas verdes.

Estes fatores causam perdas e redução de produtividade.

Além disso, quando a maturação é antecipada, não há tempo hábil da planta desenvolver o embrião completamente.

Sem o embrião perfeito e sem reserva energética, a qualidade das sementes produzidas será baixa. Ou seja, as sementes terão baixa germinação e vigor

Lotes de sementes podem ser descartados por isso!

Foto de sementes de soja germinadas. As cinco primeiras possuem alto vigor, e estão bem maiores que as cinco últimas. As cinco últimas, com baixo vigor, estão murchas e com a semente caída.

Sementes de soja germinadas com alto e baixo vigor

(Fonte: Embrapa)

Preste atenção nos dados de qualidade de semente do lote adquirido para uma safra. Além disso, faça o teste de germinação em areia para garantir a uniformidade da lavoura.

Segundo pesquisadores da Embrapa Soja, 9% de sementes esverdeadas em pré-colheita podem ser toleradas.

Faça a análise de pré-colheita. Caso exceda esse valor, não colha o campo para a produção de sementes. A remoção das sementes esverdeadas dos lotes no beneficiamento é um custo extra e inviabiliza o lote.

A imagem a seguir demonstra a diferença que há entre sementes amarelas (normais) e sementes esverdeadas.

Perceba a diferença que existe no teste e velocidade de germinação das sementes esverdeadas!

Tabela de testes de germinação em sementes de soja.

Testes de germinação de sementes de soja

(Fonte: ResearchGate)

Problemas na indústria

As vagens e sementes esverdeadas dificultam o processo de seleção e classificação das sementes. A maturação precoce deixa as sementes menores e mais suscetíveis a danos mecânicos.

Outro problema está relacionado ao grão para produção de óleo.

Um alto percentual de grãos esverdeados causa o escurecimento do óleo. O clareamento gera muitos gastos ou até inviabiliza a comercialização.

Indústrias evitam adquirir grãos com essas características.

Imagem de vários grãos de soja esverdeados.

Alta incidência de grãos esverdeados na indústria

(Fonte: Campo&Negócios)

5 dicas para evitar as sementes esverdeadas na lavoura

  1. Utilize plantas de cobertura e faça um bom manejo do solo. Assim, você aumenta a retenção de água e ameniza as consequências de períodos de seca.
  2. Preste atenção nas condições climáticas. Se necessário, intervenha com irrigação para amenizar os períodos de seca ao final do ciclo.
  3. Observe a suscetibilidade genética da variedade de soja utilizada. Existem cultivares que expressam mais o problema das sementes esverdeadas.
  4. Utilize o MIP (Manejo Integrado de Pragas) como aliado durante o ano todo para reduzir o aparecimento de pragas e doenças.
  5. Adote práticas corretas de dessecação em pré-colheita. Sempre desseque na fase de maturidade fisiológica (R7).

Conclusão

A maturação e morte precoce da soja causam as sementes esverdeadas.

Essas sementes têm germinação e vigor comprometidos, e são um problema para a comercialização.

As fases de enchimento de grãos e pré-colheita são críticas para controlar essa adversidade.

Períodos de seca associados a alta temperatura, excesso de chuvas, alta incidência de pragas e doenças são fatores que fazem aparecer as sementes esverdeadas.

Fique sempre de olho nesses fatores, e procure os evitar para garantir a produtividade!

E você? Já teve algum problema relacionado a sementes esverdeadas? Já programou o manejo para se prevenir nessa safra? Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo