Vazio sanitário da soja: o que é, sua importância para reduzir a ferrugem asiática, adoção no Brasil e outras medidas de manejo.

Quando se realiza o planejamento agrícola para implantação de uma cultura, normalmente, inicia-se com histórico da área, análise e preparo do solo e escolha da semente. 

Sendo que as medidas de manejo para as doenças da cultura são realizadas no início ou ao longo do ciclo da cultura.

Mas isso não acontece na soja!

O vazio sanitário, que é uma importante medida de manejo para a ferrugem asiática, deve ser realizado bem antes da implantação da lavoura, lá no início do seu planejamento agrícola.

Veja mais sobre a importância do vazio sanitário da soja e outros aspectos para se atentar. Confira!

O que é o vazio sanitário da soja?

Bem antes de começar o plantio de soja, é necessário se atentar ao vazio sanitário para reduzir perdas na sua lavoura com uma importante doença da cultura.

Como o próprio nome diz, o vazio sanitário é o período em que uma área fica sem plantas de soja no campo (cultura ou plantas voluntárias de soja). 

Assim, é importante realizar o controle dessas plantas voluntárias que podem nascer após a colheita da soja, eliminando-as com químicos ou por método físico. 

Esse período de vazio sanitário pode variar de 60 a 90 dias dependendo da região, sendo uma medida de manejo para a ferrugem asiática da soja, diminuindo a sobrevivência do fungo na entressafra e, com isso, atrasando a ocorrência da doença durante a safra de soja (incidência precoce da doença).

Como resultado,  pode ocorrer redução das aplicações de fungicidas, que afetam o custo de produção da soja, e redução das perdas de produtividade da cultura.

O vazio sanitário da soja começou a ser utilizado no Brasil em 2006 nos estados do Mato Grosso, Goiás e Tocantins. 

A seguir, entenda mais sobre a importância do vazio sanitário para o manejo da ferrugem da soja.

Ferrugem asiática e o vazio sanitário da soja

O fungo causador da ferrugem asiática é o Phakopsora pachyrhizi – que pode gerar severa desfolha nas plantas e impactar na produtividade.

Esta é considerada a doença mais importante para cultura da soja, podendo causar danos de até 90% na lavoura. Além disso, a doença tem custo médio de US$ 2,8 bilhões por safra no Brasil.

Por isso, é importante a identificação da ferrugem e a utilização das medidas de manejo.

Para identificar a ferrugem no campo, você deve monitorar sua lavoura:

Observe as folhas das plantas do terço inferior ou médio e verifique se existe a presença de sintomas e/ou estrutura do fungo.

Na parte superior da folha, observe se há pontos escuros e, se encontrar, utilize uma lupa e verifique se na parte inferior há saliências (urédias), pois nessas estruturas são formados os esporos (Urediniósporos).

vazio sanitário da soja

(Fonte: Agro Bayer)

Além de identificar a doença mais cedo na sua lavoura, também é importante realizar algumas medidas de manejo antes da doença aparecer, como é o caso do vazio sanitário, a calendarização da semeadura da soja e uso de variedades precoces.

É importante lembrar que o fungo que causa a ferrugem da soja é biotrófico, ou seja, somente se desenvolve e se reproduz em plantas vivas.

Por isso é fundamental realizar o vazio sanitário para impedir a sobrevivência do fungo na entressafra da cultura e, assim, quebrar o ciclo da doença e reduzir a quantidade de esporos presentes no ambiente.

Agora que você conhece o que é o vazio sanitário e sobre a ferrugem asiática, confira a adoção dessa medida em nosso país.

Baixe grátis a planilha de Estimativa da Produtividade da Soja

Vazio sanitário da soja no Brasil

Por conta da problemática da ferrugem asiática nas lavouras de soja no país, em 2007 foi publicado pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) a Instrução Normativa que instituiu o Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja (PNCFS).

Nesta instrução ficou estabelecido a criação de Comitês Estaduais de Controle da Ferrugem da soja.

E entre outros pontos e medidas fitossanitárias que os comitês deveriam estabelecer para o manejo, também foi determinado que cada estado deveria estabelecer o período do vazio sanitário, sendo uma medida legislativa para o controle da doença.

Atualmente, a adoção do vazio sanitário no Brasil ocorre em 13 estados (Paraná, Tocantins, Pará, Bahia, Rondônia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Piauí, Maranhão, Santa Catarina) e no Distrito Federal.

Assim, foi estabelecido que o período mínimo do vazio sanitário deve ser de 60 dias, considerando que o período máximo de viabilidade dos esporos de P. pachyrhizi registrado é de 55 dias.

Diante disso, é importante que você fique atento em quando ocorre o vazio sanitário no seu estado, sendo que varia de acordo com a legislação de cada local.

períodos do vazio sanitário

(Fonte: Embrapa)

O vazio sanitário é de responsabilidade do produtor, os agricultores que descumprirem o vazio sanitário estão sujeitos a punições/multas pelo Estado.

vazio sanitário da soja

(Fonte: Tony Winston/Agência Brasília/FotosPúblicas)

Medidas de manejo para a ferrugem da soja

Como vimos, o vazio sanitário é uma importante medida de manejo para a ferrugem na soja, que acontece antes do aparecimento da doença. 

Outras medidas que podem ser utilizadas pelos produtores de soja são:

  • Calendarização da semeadura (no início do período recomendado);
  • Uso de variedades precoces; 
  • Uso de cultivares resistentes ou mais tolerantes quando disponíveis;
  • Monitoramento da lavoura de soja e de focos da ferrugem asiática na região para definir o momento ideal do controle;
  • Controle químico (fungicidas): pode ser utilizado de maneira preventiva ou no aparecimento de sintomas;
  • Integração de vários métodos de manejo para prevenir a redução da eficiência de fungicidas e de plantas resistentes.
Monitoramento da soja

Monitoramento da soja garante sanidade na produção
(Fonte: Portal Tocantins)

O controle químico é mais eficiente quando se utiliza mais de um tipo químico, ou seja, realizando a rotação de produtos com diferentes modos de ação. Isso também é importante para reduzir a resistência do fungo a fungicidas.

Para a ferrugem da soja, há redução na sensibilidade de fungicidas dos grupos químicos: Estrobilurinas, Triazóis e Carboxamidas.

Conclusão

A ferrugem da soja é a principal doença que acomete a cultura e, para isso, uma medida de manejo que é realizada bem antes do plantio da soja é o vazio sanitário.

Neste texto, comentamos sobre o que é o vazio sanitário e sobre a ferrugem asiática da soja.

Também discutimos sobre a adoção no Brasil e quais as medidas de manejo podem ser utilizadas para o controle da ferrugem da soja além do vazio sanitário.

Agora que você sabe dessa importância, verifique qual é o período em que o vazio sanitário é adotado no seu estado e já prepare a sua área. Isso vai te ajudar a evitar perdas com a doença na sua lavoura.

Restou alguma dúvida sobre a importância do vazio sanitário da soja? Adoraria ver seu comentário abaixo!