Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

Como montar um projeto de consultoria rural: saiba o que é necessário e veja 7 dicas do que não pode faltar ao estruturar um projeto!

Ao elaborar um projeto de consultoria rural, o conhecimento sobre gestão e funcionamento da propriedade rural é fundamental.

Para que o projeto seja funcional é necessário, antes de planejá-lo, diagnosticar particularmente a fazenda para saber a fundo os principais entraves.

Neste artigo, você verá 7 dicas do consultor Emerson Rossi, que atua na gestão administrativa, financeira e contábil de empresas rurais, de como montar um projeto de consultoria rural, aprendendo a estruturá-lo para agregar valor ao seu trabalho. Confira!

O que você precisa saber antes de montar um projeto de consultoria rural

Um projeto, para que atenda às necessidades do produtor, é preciso planejamento e dedicação.

Iniciar um projeto requer conhecimento sobre quais rumos você irá seguir, quais estratégias podem ser adotadas e quais resultados esperar.

Para isso, é preciso saber o que está ocorrendo na fazenda, qual modelo de gestão será realizado no negócio e o plano de ação do projeto que será efetivado.

Algumas respostas são necessárias, portanto, para iniciar um projeto.

Segundo o consultor Emerson Rossi, antes de elaborar um projeto, é preciso saber responder às seguintes questões sobre a propriedade:

  • Qual custo de produção?
  • Como está o fluxo de caixa da propriedade?
  • Quanto se investe de insumos por safra? Há separação de gastos com os insumos por categoria, como sementes, fertilizantes e defensivos?
  • Quais os gastos da propriedade com máquinas, combustível, peças, manutenção?
  • A propriedade tem estoque? O que há no estoque?
  • Tem anotações de datas das operações com aplicação de defensivos?
  • Qual a produção por talhão e qual é a rentabilidade de cada área? Há talhões com produtividades menores? Por quê?

Estas são algumas perguntas que você, como consultor, deve saber antes de iniciar um projeto.

Além disso, deve considerar a aceitação de novas ferramentas e tecnologias que as pessoas que trabalham na fazenda terão que adotar.

Para tanto, é importante inserir aos poucos essas mudanças, explicando a importância de cada ação realizada e considerar esse tempo na metodologia do projeto.

Dicas para estruturar o projeto de consultoria rural

Sabendo as estratégias que você pode adotar, alguns pontos são fundamentais para a elaboração e estruturação do projeto.

A seguir, vou mostrar 7 dicas que te ajudarão a montar um projeto de consultoria rural. 

1 – Diagnóstico

O diagnóstico é uma análise aprofundada da empresa que contrata seus serviços de consultor. 

Sem saber o diagnóstico da fazenda, a elaboração do projeto fica condenado ao erro. O intuído da assistência técnica é organizar e ensinar o produtor as ferramentas para manter a organização da fazenda e do sistema que foi implantado no programa da consultoria.

O consultor Emerson Rossi faz uma analogia sobre a importância do diagnóstico para o projeto.

Segundo ele, “elaborar um projeto sem saber como a empresa está é como receitar um defensivo sem saber a praga”.

Desse modo, os consultores devem sempre fazer o diagnóstico da empresa e, a partir desse ponto, oferecer um projeto específico para aquela propriedade.

2 – Apresentação

Outra dica é realizar uma apresentação do escritório de consultoria no início do projeto.

Nesta descrição é importante conter a experiência do(s) consultor(es) que compõem aquela empresa de consultoria.

O portfólio da empresa deve abranger informações que mostre ao produtor suas linhas de atuação, assim como as estratégias utilizadas.

“Conhecendo a empresa, o produtor é capaz de saber o que você, como consultor, consegue agregar para a fazenda”, diz Rossi.

3 – Problemática 

Ao contratar a consultoria, o produtor tem um problema a ser resolvido e, ao fazer o diagnóstico, pode-se determinar os fatores responsáveis pelo problema, verificando se há mais problemas além dos relatados pelo produtor. 

Desse modo, é necessário deixar claro no projeto os problemas que serão superados, apresentando suas causas.

É elencando os problemas que será determinado o tipo de estratégia que aquela fazenda específica precisa.

Por meio da problemática é que o consultor tomará a decisão da implantação dos processos financeiros, administrativos e operacionais.

Além de saber quais os treinamentos que serão desenvolvidos no projeto e na implementação do sistema.

Emerson Rossi explana alguns treinamentos possíveis de serem abordados em um projeto:

  • Treinamento de processos administrativos, que ensina a utilizar procedimentos para melhorar as atividades, tanto no campo como no escritório.
  • Treinamento interpessoal para os colaboradores.
  • Capacitação para implantação de uma política administrativa.
  • Treinamento geral para uso de ferramentas como o Aegro, que engloba as áreas financeira, operacional e de gestão.

4 – Objetivo

Uma dica é abordar o objetivo do projeto com clareza, destacando os principais pontos de entrave.

O objetivo é o momento de mostrar ao produtor o porquê dele te contratar, pois é nesse tópico que você será capaz de indicar o que pretende atingir.

É relevante apresentar um objetivo geral que defina qual a intenção do trabalho para a melhoria dos sistemas da fazenda, além de objetivos específicos que definem as etapas do trabalho que serão desenvolvidos para que se alcance o objetivo geral.

>> Leia mais: “Quanto cobrar? Dicas de precificação da consultoria rural

5 – Ferramentas  

Existem diversas ferramentas de gestão que auxiliam na execução do projeto.

É importante destacar quais ferramentas serão inseridas no decorrer do acompanhamento realizado, esclarecendo o funcionamento e as informações geradas.

Assim, após seu serviço como consultor, todas as pessoas que compõem a empresa poderão continuar utilizando essas ferramentas.

Para tal, é de suma importância o consultor saber utilizar o software que será implantado, conhecendo quais os indicadores e relatórios fornecidos.

Um software de gestão agrícola como o Aegro tem utilização facilitada e centraliza informações da fazenda, gerando relatórios de forma automatizada. 

O papel da consultoria é organizar e ensinar as pessoas que compõem a fazenda a utilizar e manter os sistemas implantados. Assim, é importante que o software seja didático e prático.

“A tecnologia, vem ao encontro na centralização das informações, melhorando o controle financeiro, controle operacional e oferecendo ao produtor o resultado de suas atividades”, comenta Rossi.

Exemplo de visualização de dados possível com utilização do software Aegro

Exemplo de visualização de dados possível com utilização do software Aegro

6 – Resultados pretendidos  

Ao montar um projeto de consultoria rural, o resultado é a parte mais esperada pelo produtor.

Deixar esse tópico de modo claro é necessário para evitar divergências durante a execução e finalização do projeto.

Na agricultura, diversos fatores influenciam nos resultados alcançados, alguns, como o clima, exercem um papel direto nos resultados e não são controlados.

Assim, é recomendável dar projeções de resultados, apresentando os cenários que o produtor poderá encontrar no final da safra.

Elucidar nesse tópico do projeto que, durante o processo de implementação dos sistemas, podem ocorrer adequações para a melhoria dos resultados.

Emerson Rossi diz que apresentar indicadores, como custo de dessecação, custo de maquinário, entre outros, é algo que ajuda o produtor a ver onde pode chegar e qual a melhor tomada de decisão.

>> Leia mais: “Consultor gera economia de R$ 20 mil em operações de máquina usando software rural

7 – Acompanhamento 

Ao final do projeto de consultoria rural, é necessário indicar como será realizado o acompanhamento das atividades.

É importante realizar visitas na fazenda, para acompanhar o dia a dia dos funcionários e auxiliá-los na implantação dos sistemas de software, por exemplo.

Nas visitas e reuniões é o momento de verificar a adaptação das pessoas integrantes da fazenda quanto às mudanças e se é necessário realizar adequações.

É hora também de indicar as programações para realizar os treinamentos, evitando épocas de alta intensidade de trabalho, como época de plantio e colheita.

Além disso, tem que constar a periodicidade dos relatórios que serão entregues aos gestores, contendo os indicadores e o acompanhamento que será realizado.

Conteúdos do projeto 

Um projeto deve ser completo, detalhado e minucioso, para que seja adotado e efetivado na propriedade.

Pela dica do consultor, o projeto deve apresentar no geral: objetivos do projeto, objetivos do negócio, requisitos do projeto, fases de implantação, restrições e cronograma.

Deve conter também requisitos que agregam valor ao seu serviço como:

  • Análise financeira: conciliações de saldos, fluxo de caixa, entre outros;
  • Análise do resultado: como fechamentos de custos, rateios por safra e talhão;
  • Relatório utilizando rentabilidade e custo realizado;
  • Indicadores contendo os custos de produção como: custo total, custo insumos, custo administrativo, custo manutenção e colheita.

>> Leia mais: “Como fazer com que o produtor participe da gestão da fazenda junto ao consultor?

consultoria Aegro

Conclusão

Antes de montar um projeto de consultoria rural, conheça a propriedade e seus entraves.

Faça um projeto detalhado, contendo todas as informações relevantes de modo didático e claro.

Mostre seus objetivos e resultados esperados, e como seu auxílio, pelos acompanhamentos realizados, é importante.

Saiba implementar ferramentas de gestão, que lhe auxiliarão tanto durante a montagem do projeto quanto na junção das informações ao longo de sua execução.

O consultor Emerson Rossi atua na gestão administrativa, financeira e contábil e é parceiro Aegro.

Quer profissionalizar sua empresa e melhorar seu projeto de consultoria rural? Conte com o Aegro: conheça nosso programa de consultores aqui!