O Blog da Logo da Aegro

agricultura 4.0

Como a agricultura 4.0 pode ajudar na rotina da sua propriedade

- 20 de março de 2019

Atualizado em 21 de julho de 2021.

Agricultura 4.0: entenda as vantagens, os pilares, as ferramentas e como você pode implementá-la na sua fazenda

A agricultura 4.0 (ou agricultura digital) promete revolucionar o agronegócio. Ela é um conjunto de tecnologias digitais conectadas através de softwares e sistemas.

A nova revolução do agro passa pela tecnologia da informação. E isso contribui com a inovação na produção de alimentos e segurança alimentar – antes e depois da “porteira”.

Neste artigo, conheça as soluções da agricultura digital que facilitam as rotinas da atividade agrícola e como utilizá-las. Veja a seguir!

O que é agricultura 4.0?

Agricultura 4.0, também conhecida como agricultura digital, é um conjunto de tendências tecnológicas no agronegócio. Nela, a Agricultura de Precisão, a Big Data e a Internet das Coisas juntas otimizam as demandas do campo, tornando as tarefas mais eficientes.

A Agricultura 4.0 é um conjunto de tecnologias digitais integradas e conectadas através de softwares, sistemas e equipamentos. É ela quem permite que produtores coloquem a agricultura de precisão em prática.

Essa integração é capaz de otimizar a produção agrícola em todas as suas etapas, desde o plantio até a colheita. As ferramentas certas geram e analisam grande quantidade de dados para você, facilitando seu dia a dia na fazenda. 

A agricultura digital funciona por meio do uso conjunto de sistemas, máquinas e aplicativos. Todas juntas, essas ferramentas contribuem para que a sua gestão e produção sejam o mais otimizadas possível.

Essas tecnologias e ferramentas estão presentes em todas as etapas. Elas funcionam na análise do solo, no plantio, no controle de pragas, doenças e plantas daninhas. Porém, essas tecnologias também estão presentes no seu escritório.

Afinal, elas ajudam na gestão, nos processos administrativos, na comercialização, na definição dos preços das suas sacas, e muito mais.

Importância da agricultura 4.0

Maior lucratividade, integração de processos de gestão e de produção, facilidade nas tomadas de decisões são o que fazem a agricultura digital ser tão importante.

Ela é indispensável porque te ajuda a reduzir custos, aproveitar melhor os insumos e, como consequência, aumentar a produtividade

Acompanhar as mudanças da agricultura 4.0 te deixa sempre por dentro de processos mais inovadores e menos ultrapassados.

Por tomar decisões de forma mais rápida e objetiva, você ganha mais tempo na lavoura. E além disso, seu trabalho é constantemente facilitado e simplificado.

Características da agricultura 4.0

A Agricultura 4.0 é baseada na gestão de dados no campo, na produção acelerada de ferramentas e técnicas, na profissionalização e na sustentabilidade da produção. 

Esses elementos juntos formam os quatro preceitos da agricultura 4.0, e baseiam todas as atividades e manejos do campo.  Eles garantem:

  • gestão a partir da obtenção e coleta de dados primários e secundários;
  • produção em massa de novas ferramentas e técnicas;
  • sustentabilidade nos processos produtivos;
  • profissionalização das atividades do campo.

Essas inovações ocorrem a partir de dispositivos conectados e integrados que permitem a automação dos processos. 

Todos esses processos começam antes da semeadura, em plataformas que auxiliam no planejamento e execução de uma boa safra. Eles ajudam durante o desenvolvimento da cultura, no monitoramento de clima, pragas e doenças. 

Também vão além da colheita, nas informações de comercialização do produto colhido.

Esquema que mostra os 4 pilares da agricultura 4.0: produção, gestão, profissionalização e sustentabilidade

(Fonte: Adaptado de Gptad)

6 vantagens da agricultura 4.0

A agricultura 4.0 ou agricultura digital aumenta a produtividade da lavoura, ajuda no monitoramento climático e de pragas, otimiza processos, aumenta a produtividade, reduz desperdícios e custos, além de ajudar no acompanhamento de compras e vendas. 

Ela também reduz custos e o impacto das práticas agrícolas. Veja mais detalhes a seguir:

1. Aumento da produtividade

A agricultura 4.0 inseriu mais tecnologia no campo. Aplicativos foram desenvolvidos para te dar suporte em todas as fases do planejamento, desde a escolha da cultivar até o preço do produto final. A consequência disso é produzir mais com menos!

O suporte da agricultura digital para o planejamento agrícola começa antes da semeadura e passa por todas as fases de produção.

2.  Monitoramento climático

A agricultura é uma empresa a céu aberto. A maioria das culturas é produzida fora de ambientes protegidos, à mercê do clima. Esse é um dos fatores decisivos na produção. 

Na agricultura 4.0, existem sensores que monitoram em tempo real a:

  • velocidade do vento;
  • temperatura;
  • umidade relativa do ar;
  • temperatura e umidade do solo.

Esses sensores fornecem gráficos e planilhas que auxiliam na irrigação, na época ideal de semear, de aplicação de defensivos, dentre outras atividades. Estar por dentro das adversidades climáticas traz mais segurança ao produzir.

3. Monitoramento de pragas e doenças

As pragas e doenças afetam principalmente a área foliar das plantas. Isso causa redução da fotossíntese, e consequentemente, reduz a produtividade.

O uso de drones auxilia no momento do monitoramento das culturas. Eles verificam a presença de manchas na área, o que te ajuda a ir diretamente no problema.

Com a evolução da tecnologia, é possível obter informações das pragas ou doenças que estão presentes na sua área com apenas uma foto.

Você também pode ver informações de produtos registrados no controle de problemas na cultura que você está produzindo. Esses dados ficam disponíveis no seu celular, através da internet!

planilha manejo integrado de pragas MIP Aegro, baixe agora

4. Redução de desperdícios

O controle de gastos com combustível não é mais um problema! Mesmo que você esteja viajando, é possível ter acesso a muitas informações. Por exemplo, a quantidade de diesel gasto nas operações ou a quantidade de produto que está sendo aplicada.

Com o uso de sensores inseridos nas máquinas e equipamentos, as informações são ligadas aos dispositivos presentes nas cabines, nos celulares e computadores.

Esse acompanhamento oferece mais segurança a quem está aplicando e fazendo a gestão do processo. Com esse grau de autonomia, é possível evitar desperdícios.

5. Diminuição dos custos

Evitar desperdícios também reduz seus custos. Mas além disso, ao ficar sempre conectado ao que está acontecendo na lavoura pode trazer outras vantagens.

Por exemplo, ao verificar que determinada máquina já passou por um talhão específico, você evita que ela passe por lá novamente. Isso não só evita gastos desnecessários como também reduz custos por atividades duplicadas.

6. Acompanhamento de compra e venda 

Além de produzir, você também é responsável por estar sempre por dentro dos preços de compra de insumos e de vendas do produto. E você sabe que estes preços podem ter grandes volatilidades.

Por isso, utilizar aplicativos que te forneçam essas informações atualizadas apenas com um clique economiza seu tempo. Esses aplicativos podem te ajudar a saber qual preço mínimo você necessita comercializar em sua safra. 

Também te ajudam em tarefas fundamentais, como fluxo de caixa, manejo, estoque e máquinas agrícolas. Todas estas vantagens em conjunto geram um resultado em comum: o aumento de produtividade e rentabilidade

Desafios da agricultura 4.0

O custo-benefício da tecnologia da informação é um dos principais desafios da agricultura digital. Além disso, a falta de conectividade também pode diminuir o ritmo desses avanços. Afinal, a conexão é fundamental para alavancar esses processos.

Para garantir conectividade para todas as fazendas, aproximadamente 16 mil antenas de transmissão deverão ser instaladas, segundo o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Tecnologias muito inovadoras também tendem a ser de difícil aplicação no campo, o que afasta muitos produtores. Ainda, para garantir o pleno funcionamento da agricultura 4.0, regulamentações devem proteger ainda melhor os dados das empresas rurais.

Tecnologias da agricultura 4.0 que te ajudam na fazenda

A agricultura digital conta com uma série de tecnologias que facilitam seu trabalho na fazenda. Além disso, essas ferramentas te ajudam no controle de custos e na produtividade. Você sabe quais são?

Drones

Os drones podem ser empregados em diversos tipos de análises na área. Desde a verificação de reboleiras por ataque de pragas ou doenças até a verificação de falhas de plantio e problemas variados na área.

Os dados compilados com apoio dos drones te auxiliam em uma tomada de decisão mais assertiva!

Telemetria

A telemetria é uma tecnologia que permite a coleta e o compartilhamento de informações sobre equipamentos, veículos e máquinas de forma remota. 

Por meio dela, é possível coletar dados utilizando sensores acoplados nas máquinas. Também é possível georreferenciar de acordo com o interesse de cada propriedade agrícola. 

Você pode monitorar o consumo de combustível e trajeto realizado pelos equipamentos. Além disso, analisa o tempo de parada do equipamento por falta de insumos ou para reabastecimento, por exemplo. 

Esses indicadores são muito úteis para reduções de custos e otimizações na fazenda

Sensores

Os sensores permitem que você tenha informações de qualidade sobre o cultivo, clima local e o solo. Eles potencializam e agilizam a coleta de dados, realizam comandos de forma automática ou remota, e executam tarefas e ações a distância em tempo real.

Os sensores de altura, por exemplo, podem avaliar a topografia da propriedade e ir ajustando as barras de pulverização ao longo da aplicação. Dessa forma, a operação fica mais autônoma, com o mínimo de intervenção humana.

Há ganhos cada vez maiores também no monitoramento de infestações de insetos e plantas daninhas nas lavouras.

GPS

O uso do GPS agrícola  ganha cada vez mais espaço na agricultura. Ele permite realizar navegação, medições de áreas, determinar pontos (coordenadas), armazenar dados e muito mais. Assim, é possível fazer as atividades com maior exatidão e eficiência.

Isso otimiza os processos e facilita a comunicação entre os envolvidos (produtor, operador, agrônomo, administrador). Além disso, reduz os riscos de algumas perdas agrícolas.

Internet das coisas 

A Internet das Coisas é a tecnologia de conectar equipamentos a uma grande rede de computadores. Por sua causa, as máquinas têm se tornado cada vez mais eficientes e tecnológicas.

Máquinas e equipamentos conectados geram dados detalhados e frequentes. Você pode usar esses dados para tomar decisões com mais facilidade, e com menos necessidade de análises profundas.

Big data

A Big Data é a interpretação de muitos dados. A análise desses dados permite que você, por exemplo, cruze dados de produtividade com dados de manejo da sua fazenda.

Dessa forma, você entende quais manejos têm dado certo e quais não estão funcionando na sua cultura. 

Blockchain

A blockchain na agricultura permite e facilita a rastreabilidade de produtos agrícolas. Muito além disso, essa tecnologia permite mais segurança nas negociações digitais. Essas negociações estão cada vez mais presentes na vida de quem produz. 

Biotecnologia

A biotecnologia desenvolve culturas com maior resistência a ataques de pragas e doenças que necessitam de pulverizações constantes para controle.

Além disso, desenvolve plantas com genes que toleram alguns herbicidas, como a soja RR. Isso possibilitou um aumento expressivo de produtividade para esta cultura. 

Análise do Clima

O clima interfere em todas as etapas de desenvolvimento de uma cultura. A coleta organizada e frequente de dados meteorológicos é muito valiosa para qualquer atividade no campo. 

Como opções de ferramentas de agricultura digital temos:

  • Agritempo: sistema que fornece os dados para o Zarc (Zoneamento Agrícola de Risco Climático) Pelo sistema, é possível identificar o melhor período para plantar as culturas, conforme os tipos de solo e o ciclo dos cultivares.
  • Climatempo: sistema que possui previsão horária, diária e futura (para os próximos 14 dias), com imagens de satélite para todo Brasil e análises de meteorologistas. 

Enciclopédias de informações

A informação é extremamente importante. Por isso, existem alguns aplicativos que fazem muita diferença quando o negócio é obter informação de forma rápida:

  • Plantix: sistema que detecta doenças, pragas e deficiências nutricionais, com auxílio de uma simples foto de celular. 
  • Agrobase: sistema que identifica plantas daninhas, doenças, insetos ou pragas agrícolas. Também facilita na hora de verificar qual produto de proteção de culturas irá ajudar a resolver seus problemas agrícolas.

Como a agricultura 4.0 pode evoluir a gestão da sua fazenda

Organizar a propriedade rural com tecnologia é tão importante quanto ter informações de qualidade. Assim você pode ter uma visão detalhada da produção e melhorar o controle do seu negócio, integrando gerenciamento técnico, operacional e financeiro.

O controle da safra na palma da mão facilita muito a vida! Isso melhora o controle de custos, investimentos, estoque e mão de obra. Todas essas facilidades fazem diferença na tomada de decisão estratégica.

Como implementar a agricultura digital na fazenda?

Além de usar ferramentas como drones, sistemas de telemetria, GPS e todas as outras tecnologias citadas no artigo, você pode apostar em um software de gestão rural. 

Softwares como o Aegro te ajudam a planejar e controlar sua safra, inclusive com a produtividade/rentabilidade por talhão. O Aegro está presente desde o planejamento até a colheita, no campo e no escritório.

Assim, você economiza tempo no planejamento da sua safra e armazena com segurança todo seu histórico financeiro e de produção. Os dados podem ser acessados de qualquer lugar, a partir de um smartphone, computador ou tablet.

Custo de produção agrícola no Aegro

Com Aegro você consegue visualizar os custos por categoria de modo fácil e automatizado

Você pode começar a usar o software pelo aplicativo grátis disponível em:

Conclusão

A agricultura digital é uma realidade! Muito mais do que “moda”, as novas ferramentas digitais modificam e otimizam todas as etapas do ciclo produtivo.

A agricultura irá incorporar cada vez mais às práticas e processos de produção com precisão, através da transformação digital. 

Há muitas ferramentas e informações disponíveis. E a gestão faz toda a diferença nesse momento, pois ela será o diferencial na análise de sua propriedade, da sua lavoura ao mercado.

>> Leia mais:

“Primeira antena 5G em área rural: entenda como essa tecnologia vai beneficiar sua fazenda”

Como a agricultura 5.0 vai impulsionar seu trabalho na lavoura

“Como a irrigação de precisão pode otimizar o uso da água e gerar economia na fazenda”

Quer saber mais sobre agricultura 4.0? Você já utiliza alguma das ferramentas apresentadas? Compartilhe suas experiências nos comentários!

Carina Oliveira Redatora

Atualizado em 21 de julho de 2021 por Carina Oliveira.
Engenheira-agrônoma formada pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), mestra em Sistemas de Produção (Unesp) e doutora em Fitotecnia pela Esalq-USP.

Comentários

  1. Mário Antônio Costa- Sério candidato ao cursos inerentes, aos meios Agrícolas. disse:

    Estou impressionado com à imensurável evolução técnica e informativa, do sistema Agricultura 4.0 ( Sugiro que o Site Lavoura 10. Aumente seu alcance de acessos, dos meios envolvidos nas questões orientativas do desenvolvimento sustentável da produção Brasileira de Agricultura) As ilustrações contidas nos projetos, são de fascínios contagiantes! Espero por mais informações sobre regulagens, manutenção e operação de Máquinas e Implementos Agrícolas.

  2. Mário Valdir Oliveira Moreira disse:

    Mário Valdir Oliveira Moreira
    comentáriio
    Fiquei muito contente em saber que exitem informações dessa grandeza.
    Com esses conhecimentos,o produtor vai produzir mais,ganharmais,viver
    melhor e natureza ganha muito.
    Meu foco e a produção e criação e terminação de cordeiros para o abate

  3. Celso Moda disse:

    Esto impressionado como a tecnologia evoluiu no setor agrário, tendo em conta que a agricultura é uma das áreas com menos evolução tecnológica (no campo).
    Visto que a pratica da agricultura em Moçambique é realizada em maior parte por famílias rurais como é que pretendem difundir esta tecnologia, as famílias rurais

  4. Esmeralda disse:

    Parabéns pelo artigo,adorei!

  5. Isaac Muholo disse:

    Grande revolução tecnológica na domínio da agricultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.