O Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

O Blog da Logo da Aegro
tecnologia-no-campo

Tecnologia no campo: como ela impacta a produtividade

- 12 de março de 2019

Atualizado em 24 de junho de 2022.

Tecnologia no campo: saiba a importância, como ela evoluiu, principais ferramentas, o que ela proporciona e principais benefícios.

Para evoluir e ser competitiva, a propriedade agrícola precisa se adaptar e melhorar processos. O avanço da tecnologia na agricultura é o principal responsável pela evolução do seu negócio.

Equipamentos, técnicas e ferramentas têm se modernizado. Isso permite o aumento da eficiência de processos e aumento da produtividade geral.

Nesse artigo, veja as principais tecnologias que podem ser usadas nos processos do campo e todas as suas vantagens. Boa leitura!

Importância da tecnologia no campo

A tecnologia no campo consiste no uso de equipamentos e técnicas mais modernas na propriedade. Produtores rurais que não abrem espaço para tecnologias, máquinas modernas e sistemas automatizados dependem de informações sem fundamento. 

Isso compromete completamente as atividades e a produtividade da lavoura. A modernidade te ajuda a fazer a gestão da fazenda e do campo, além do monitoramento da produção, do estoque, distribuição, comercialização e processamento. 

Elas te ajudam a ter maior controle de qualidade das atividades diárias, tanto suas quanto dos seus funcionários. 

A maior importância do uso da tecnologia no campo está ligada ao fato de aumentar a eficiência do trabalho, o que te dá mais tempo para atuar no campo.

O uso de recursos desnecessários também é diminuído pela tecnologia, reduzindo também os riscos da atividade, aumentando a produtividade e a margem de lucro da fazenda.

Evolução da tecnologia agrícola

Muitas das tecnologias hoje utilizadas no campo vem de avanços em outras áreas que foram adaptados à agricultura.

Por exemplo, antes da tecnologia a aração da terra era feita manualmente. Em seguida, passou a ser feita com o uso de tração animal, e depois através de motores em tratores acoplados a implementos agrícolas.

Hoje, esse processo acontece sem necessidade de operação humana. Tudo é feito pela automação agrícola, com máquinas ligadas ao GPS.

Os motores e o GPS não foram inventados para a agricultura, mas foram adaptados para uso nessa atividade.

Dentre os principais avanços tecnológicos implementados na agricultura ao longo do tempo, podemos citar:

  • desenvolvimento e melhora de técnicas agrícolas;
  • desenvolvimento de produtos de nutrição e fitossanitários para aumento de produtividade;
  • melhoramento genético e biotecnologia;
  • geolocalização e automação agrícola;
  • uso de computadores para organização de dados e tomadas de decisão;
  • sensoriamento remoto;
  • inteligência artificial

Quais são as tecnologias digitais mais usadas no campo?

As inovações tecnológicas no campo têm novidades a cada dia. Atualmente, as mais utilizadas no campo são a agricultura de precisão, sensores, drones e automação de máquinas, GPS, robótica, biotecnologia, big data e softwares. Veja mais sobre eles:

Agricultura de precisão

A agricultura de precisão é o uso de tecnologias e ferramentas avançadas para analisar as condições das áreas cultivadas. Isso é feito através da variabilidade do solo e do clima, e te ajuda a tomar decisões mais acertadas.

O uso dessas ferramentas em combinação aumenta a eficiência dos processos. Muitos agricultores brasileiros praticam a agricultura pela média, utilizando diagnósticos mais simples e recomendações únicas para a fazenda toda.

Porém, as fazendas e os talhões não são uniformes. Assim, a agricultura de precisão envolve um manejo diferenciado das lavouras, considerando suas desuniformidades.

Novas ferramentas possibilitam explorar detalhadamente as manchas dentro das lavouras e ver se elas se repetem ao longo dos anos ou se estão sempre nos mesmos locais.

Para isso, é crucial ter acesso à caracterização da propriedade de maneira rápida e precisa, seja das condições de clima, solo, maquinários e plantas.

Sensores 

O uso de sensores na agricultura para monitoramento de características da lavoura é cada vez mais presente. Hoje você pode medir automaticamente muitos parâmetros do solo, planta, clima e até mesmo de seus maquinários.

Isso aumenta a capacidade de mapeamento de problemas e a proposição de soluções específicas, seja em manutenção de máquinas, controle de estresses bióticos e abióticos, etc.

Existem sensores que são mais e menos invasivos. Alguns são utilizados em contato com a planta, enquanto outros podem medir à distância, através do sensoriamento remoto.

Drones 

Sensores acoplados a máquinas ou drones te ajudam a monitorar as áreas específicas da lavoura. Para aumentar o alcance e eficiência da atividade de medição de parâmetros, o uso de drones e máquinas autônomas é um grande avanço.

Por exemplo, uma atividade que necessitaria muita mão de obra pode ser feita muito mais rapidamente através de imagens ou dados de sensores. Eles podem ser acoplados a drones ou outras máquinas.

Existem vários tipos de drones no mercado, variando de acordo com preço e autonomia de voo, peso, tecnologia, etc. Drones na pulverização de defensivos também têm sido utilizados.

GPS agrícola

Ao acoplar as informações obtidas por sensores com a localização das medidas, você consegue gerar mapas detalhados da propriedade.

Os sistemas de localização como o GPS agrícola são atualmente bastante utilizados em propriedades agrícolas e acoplados a muitos maquinários..

Esse mapas, permitem decidir quais áreas necessitam de manejo e qual a urgência, seja para aplicação de defensivos, irrigação, época de colheita, preparo de solo, etc.

Robótica e automação agrícola 

A robótica e a automação agrícola permitem um planejamento de atividades bastante específicas para cada pequena área de um talhão, por exemplo. Isso permite que as atividades sejam aplicadas, o que gera aumento da eficiência.

Para conseguir executar com precisão a recomendação de acordo com as necessidades informadas nos mapas, é necessário o uso de máquinas autônomas. Elas devem exigir o mínimo de atuação humana, com alta eficiência e precisão.

Biotecnologia

A biotecnologia na agricultura permitiu o melhoramento genético convencional ou por meio de alterações pontuais e transgenia. Isso tem gerado um avanço enorme no ganho de produtividade na agricultura mundial.

Algumas dessas tecnologias são:

  • sementes mais saudáveis e homogêneas;
  • produtos biológicos;
  • estimulantes de crescimento;
  • protetores de plantas contra pragas e doenças;
  • melhoradores de desempenho sob estresse ambiental.

Essas tecnologias disponíveis no mercado te ajudam a diminuir as perdas, aumentar a eficiência e produtividade.

Big Data e Internet das coisas (IoT)

O aumento da capacidade de aquisição de dados pelos métodos de sensoriamento gera uma grande quantidade de informação. Isso acontece em combinação com a agricultura de precisão e com avanços da biotecnologia.

Isso é chamado de Big Data, e é usado para compreender as caraterísticas da fazenda e prever atividades futuras.

Hoje, com mais tecnologia no campo, os produtores já contam com ferramentas que auxiliam a interpretação de dados com agilidade.

Assim, a (IoT)  Internet das Coisas é uma ferramenta que agrupa diversos equipamentos dentro e fora da fazenda, utilizando redes de dados e facilitando o entendimento da Big Data.

Gestão e softwares

O uso de softwares de gestão rural é e será cada vez mais importante para evoluir os resultados da lavoura sem gerar prejuízos ao bolso do produtor.

Um bom exemplo disso é o Aegro, um software que facilita a gestão agrícola e financeira da sua propriedade.

Isso porque ele acompanha a evolução da safra direto do campo , oferecendo dados precisos para avaliar a efetividade e o impacto das operações nos custos e, assim, tomar melhores decisões

 Suas soluções digitais  também ajudam a controlar desde o estoque disponível até a manutenção de maquinário, evitando imprevistos na operação e melhorando o gerenciamento de recursos físicos e humanos.

Além disso, ele integra diversos recursos de tecnologias agrícolas, alguns já citados neste texto, em um só lugar. Como é o caso das imagens NDVI e do Monitoramento Integrado de Pragas

Tela do Aegro na aba de custos de safra
Exemplo de como o Aegro possibilita controle de rentabilidade e custo por área da fazenda

Para  ver os recursos do Aegro em ação, teste 7 dias gratuitamente ou peça uma demonstração gratuita.

Benefícios trazidos pela tecnologia no campo

A tecnologia do campo vem crescendo e trazendo cada vez mais benefícios para quem produz. Ainda assim, pode ser que dúvidas apareçam antes de implementá-la na sua lavoura. 

Para te ajudar, veja algumas das grandes vantagens que a tecnologia no campo proporciona para o seu negócio.

Planejamento e antecipação de problemas

Ao conhecer melhor as características específicas das áreas de cultivo e a situação de maquinários, fica mais fácil conhecer os potenciais problemas e antecipar soluções.

Por exemplo, você pode saber se vai ser ou não necessário irrigar um talhão em casos de risco de déficit hídrico. Você também pode saber a hora certa de aplicar defensivos, a depender dos sinais de infestação de pragas ou doenças.

Diminuição de retrabalhos 

O uso de máquinas inteligentes conectadas a sistemas de localização permite que as atividades sejam executadas com maior precisão e menor risco de falha humana

Por exemplo, essas tecnologias evitam a necessidade de replantio por falha de distribuição de sementes. Os riscos disso acontecer são bem menores quando se utiliza um maquinário mais tecnológico. O piloto automático é uma dessas tecnologias.

Economia de recursos 

Ao tornar processos mais eficientes, há diminuição no desperdício e aumento na economia em diversos recursos. 

Ao conhecer as necessidades específicas da lavoura por um determinado nutriente, você evita riscos de aplicação exagerada e consequente overfert. Além disso, ao diminuir retrabalho, há economia de combustível e mão de obra.

Diminuição de riscos e controle operacional

Uma atividade mais eficiente diminui a chance de perda de produção por fatores externos e diminui o risco da atividade para quem a realiza. 

Além disso, você pode monitorar as atividades feitas na fazenda pela localização de máquinas e check-lists. Isso aumenta o controle e a organização do seu negócio, além de facilitar o planejamento.

Maior homogeneidade no campo e na produção

Ao utilizar métodos de localização e aplicação de maior tecnologia, a tendência é diminuir a influência da heterogeneidade de recursos, como solo, água e clima.

Assim, é viável homogeneizar e aumentar a produtividade da área como um todo.

Conclusão

O uso de drones e satélites de última geração faz parte do dia a dia de muitos produtores. As aquisições de dados agrícolas estão cada dia maiores e mais precisas, possibilitando a criação e interpretação de inúmeras informações.

Portanto, fique de olho nas tecnologias que estão disponíveis no mercado. Essa é a principal forma de você não ficar para trás e evoluir a sua fazenda assim como a tecnologia evolui.

Comece já a pesquisar quais as tecnologias mais adequadas ao seu dia a dia e modelo de produção agrícola. Com certeza, desta forma você obterá ganhos na sua gestão.

>> Leia Mais:

“Conheça 3 principais motivos para investir em inteligência artificial na agricultura”

O que são mapas NDVI e como consegui-los de graça para sua fazenda

NDRE versus NDVI: Qual é melhor para sua fazenda?

Como você tem utilizado a tecnologia no campo? Já conhecia essas ferramentas que facilitam o seu dia a dia? Adoraria ver seu comentário abaixo!

Foto do redator João Paulo Pennacci

Atualizo em 24 de junho de 2022 por João Paulo Pennacchi.

João é engenheiro eletricista formado pela UNIFEI e engenheiro-agrônomo formado pela UFLA. Mestre e doutor em agronomia/fisiologia vegetal pela UFLA e PhD em ciências do ambiente pela Lancaster University.

Comentários

  1. Muito interessante conteudo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.