Blog da Aegro sobre gestão no campo e tecnologias agrícolas

boro nas plantas

O manual rápido do manejo de boro nas plantas

- 3 de junho de 2019

Boro nas plantas: Quando vale a pena e como utilizar esse micronutriente para melhorar a produtividade da sua lavoura.

A busca pelo aumento de produtividade da lavoura é constante, não é mesmo?

E a adubação com micronutrientes pode ser um importante propulsor dessa melhor produtividade.

O boro é um desses micronutrientes essenciais. Ele ajuda na formação dos grãos e na constituição das membranas dos vegetais.

Mas como se planejar quanto à época de aplicação? Quando vale a pena e qual a forma de disponibilizar esse nutriente para as plantas?

Neste artigo, vamos dar as dicas de como manejar o boro nas plantas para mais produtividade sem perder o lucro de vista!  

Aplicação de boro nas plantas

Micronutrientes são os nutrientes que as plantas exigem em pequenas quantidades quando comparado aos macronutrientes, a exemplo do nitrogênio.

Porém, mesmo em poucas quantidades, são nutrientes essenciais para o pleno desenvolvimento vegetal.

Alguns exemplos de micronutrientes são manganês (Mn), zinco (Zn), molibdênio (Mo), cloro(Cl), cobre (Cu), ferro (Fe) e o boro (B).

Em nossos solos, os valores de B pode variar de 20 a 200ppm. Porém, apenas 0,4 a 5 ppm está disponível às plantas.

O boro nas plantas é importante para formação de novos tecidos, por fazer parte da constituição da parede celular e na integridade da membrana plasmática.

Além disso, participa na divisão celular, no metabolismo e transporte de açúcares, na germinação do grão de pólen e no crescimento do tubo polínico.

O pegamento de flores e a granação das culturas é influenciada pela presença do boro nas plantas.

Desta forma, a exigência nutricional se intensifica no início da fase reprodutiva, onde ocorre a formação de estruturas dessa fase.

E onde são notadas as maiores carências de boro?

Só dos nossos solos serem tropicais (muito intemperizados), já apresentam carência. Porém, em solos mais arenosos e com com baixos teores de matéria orgânica, a carência pode ser mais evidente.

Isso porque o boro, na maioria das vezes, é disponibilizado através da matéria orgânica e, quando em solos arenosos, ocorre maior lixiviação.

Forma de aplicação do boro nas plantas

A aplicação de boro pode ser feita tanto via solo quanto via foliar.

Geralmente, as plantas são bem responsivas à adubação quando as doses de boro presentes no solo estão baixas (<0,20mg/dm³) ou até médias (0,20-0,60 mg/dm³).

Boaretto, em pesquisa, pôde observar que a absorção de B via solo pode ser 3,5 vezes superior à absorção pelas folhas. Isto se deve ao fato do boro não ser móvel no floema.

Isso significa que, uma vez incorporado em um determinado tecido (como as folhas), o boro não pode ser novamente movimentado para suprir as necessidades dos outras folhas e partes da planta.

Ao contrário, o B é móvel e transportado nos vasos do xilema (fluxo de transpiração, o qual funciona absorvendo a solução do solo e distribuindo o conteúdo para a parte aérea da planta).

Mas, em algumas culturas como o café, por exemplo, é mais fácil realizar aplicações via foliar, já que a cultura é perene. No entanto, são necessárias aplicações frequentes devido à sua imobilidade na planta.

boro nas plantas


Responsividade das culturas ao boro
(Fonte: IPNI)

Pesquisas recentes também descobriram que o boro pode ser móvel no floema de algumas poucas plantas, como macieira e amêndoas.

Principais recomendações: Quando e quanto vale a pena aplicar o boro?

As culturas apresentam diferentes graus de resposta quanto à adubação de boro, por isso coloque tudo na ponta do lápis para ter certeza que os custos compensa ao ganho de produção.

Em geral, leguminosas (como a soja) e hortaliças têm ganhos significativos com a aplicação desse micronutriente, o que não costuma ocorrer tanto com gramíneas, como o milho onde a responsividade é média.

boro nas plantas


Produtividade de algumas culturas em resposta à aplicação de fertilizantes com boro e a recomendações das mesmas
(Fonte: IPNI)

Em geral, as taxas de aplicação ao solo para culturas responsivas, como soja, podem ser de 3Kg/ha de boro. Já para aquelas menos responsivas, como milho, pode ser de 0,5 a 1 Kg/ha.

Importância do boro no milho

Em monocotiledôneas, os tecidos vegetais normalmente apresentam valores de boro que variam de 6 a 18 ppm.

Devido a isso, em cereais, a manifestação de carência é menos comum do que em dicotiledôneas.

O boro nas plantas de milho é essencial para uma boa formação de espigas e para o preenchimento dessas com grãos.

Abaixo mostro uma figura com o sintomas de deficiência que pode ocorrer no milho.

boro nas plantas


(Fonte: Nutrição de plantas)

Para te ajudar na adubação de correção e manutenção, você pode baixar a planilha grátis que criamos de adubação do milho.

Importância do boro na soja

Em tecidos vegetais de dicotiledôneas, encontra-se comumente de 20 a 60 ppm de boro.

Desta maneira, são plantas que demandam bastante esse nutriente.

Na soja, o boro absorvido pelas plantas é relativamente lento no início da cultura, aumentando gradativamente no meio e caindo mais no fim ciclo.

boro nas plantas


Marcha de absorção (cumulativa) de boro em soja, cultivada em solução nutritiva (Bataglia & Mascarenhas, 1977)
(Fonte: Nutrição de Plantas)

Isso pode ser justificado pela demanda do boro no processo produtivo e nos aparatos reprodutivos como, por exemplo, no tubo polínico.

A aplicação de boro na cultura normalmente é realizada no estágio de abotoamento e canivete, onde ocorre as melhores respostas.

A deficiência de B na planta pode ser notada em folhas novas. Quando já avançado, o sintoma pode ser superbrotamento devido à morte da gema apical e encarquilhamento das folhas.

boro nas plantas

(Fonte: 3rlab)

planilha de produtividade da soja

Fontes de boro para adubação

No mercado, o boro pode ter diversas fontes, variando somente a sua solubilidade e a porcentagem de B fornecido.

Abaixo, irei elencar a solubilidade de algumas fontes e a porcentagem de boro fornecido.

Maior solubilidade: Ácido Bórico, Bórax, Solubor, tretaborato de sódio pentahidratado, decaborato de potássio, hexaborato de sódio tetrahidratado (Boratos fertilizantes).

Menor solubilidade: Colemanita,Ulexita.

boro nas plantas

(Fonte: Vitti et. al)

Opções de produtos comerciais para aplicação de boro nas plantas

O mercado sempre nos disponibiliza novos e inúmeros produtos comerciais que são fonte de boro.

Na tabela abaixo você pode ver algumas dessas opções e a qual empresas pertencem:

boro nas plantas

A quantidade é fornecida pelas empresas, porém, a escolha é nossa!

A escolha do produto deverá ser tomada levando-se em conta a solubilidade e a quantidade fornecida de boro.

As formas solúveis são preferidas em termos gerais, exceto quando o solo for arenoso, o que acarretaria em lixiviação do boro em solução.

Muitos desses produtos também associam outros nutrientes. Desta forma, deve-se atentar à formulação.

A margem de carência e toxidez de boro é estreita, sendo fácil partir de um quadro de deficiência para toxicidade de boro. Portanto, ter atenção na escolha do produto é uma ótima prática de manejo produtivo.

Deficiência de boro nas plantas

O boro no solo é absorvido principalmente pelas raízes da solução do solo na forma de ácido bórico (H3BO3), isso porque essa é a forma mais solúvel.

O principal sintoma de deficiência de boro é a paralisia dos meristemas apicais, tanto das raízes quanto da parte aérea.

boro nas plantas


(Fonte: Nutrição de plantas)

Ocorre redução do tamanho e deformação das folhas novas e posteriormente morte da gema apical.

Para diferenciar sintomas de carência e toxidez lembre-se que, neste último, ocorre a formação de clorose malhada e, em seguida, necrose das bordas das folhas mais velhas.  

>> Leia mais: “Como ter mais eficiência na adubação com ureia agrícola

Conclusão

A produtividade de uma lavoura está relacionada a diversos fatores, inclusive ao fornecimento de todos os nutrientes necessários às plantas.

E, como vimos aqui, o boro é um micronutriente essencial, pois exerce inúmeras funcionalidades no sistema vegetal.

Falamos sobre a importância da adubação e demos as dicas de como, quando e por que aplicar esse micronutriente.

Também mostramos como identificar a deficiência desse nutriente nas culturas da soja e milho.

Assim, você pode fazer um melhor manejo do boro nas plantas em sua propriedade. Atente-se às dicas e cuidados e garanta uma boa produtividade!

>>Leia mais:

“A fertilidade do solo como seu plano para alcançar altas produtividades
Identifique como está a fertilidade do solo e nutrição de plantas da sua área

Adubação foliar é uma prática que funciona?

Potássio para milho: Por que é tão importante e como fazer seu manejo

Você costuma fazer aplicação de boro nas plantas? Existe algo que realiza que não citei aqui? Gostaria muito de ler seu comentário!

Comentários

  1. Ana Reale disse:

    Adorei o texto!!
    O boro por ser micronutriente as vezes é esquecido durante a adubação e isso pode causar perdas de produtividade mesmo!
    Parabéns Giuliana

  2. Valeria disse:

    Estou amando todas as informaçoes que estou tendo por voce,de uma forma bastante clara.

    Gostaria muito de saber mais sobre o boro na lavoura,tambem sobre a fitotoxidade que pode causar aplicada de forma incorreta. Outra duvida que tenho é em plantio novo.por exemplo,trabalho com laranja,qual a melhor idade para começar aplicar? E aquantidade especifica para plantio? E se haver toxidade o que podemos fazer para amenizar. Enfim duvidas que tenho. Mas parabens pelas informações que voce nos passa.Muito bom.

  3. Vicente Braga disse:

    Muito bom esclarecedor,gostaria de saber mais específico para cultura da banana.

  4. Mariacelia santos disse:

    Como posso uzar em a abacateiro meu e-meio maria celia.190460@gmail.com
    Como posso uzar bro nos pe de abacateiro

  5. Roseli Moser Eskelsen disse:

    Bom dia, sou produtora de tabaco, gostaria de saber qual é a eficiência do boro nesta cultura, qual é a forma de aplicação?, e que formola usada pro tabaco

  6. Maria Catarina Dutra Jaguaribe disse:

    Gostaria de saber sobre a quantidade de água para cada kg de boro. Comprei a granel para aplicar na mangueira adulta e no abacateiro. Não estão com flores e eu gostaria de aplicar para ver o resultado. Obrigada.

  7. Henrique Joaquim disse:

    Gostaria de saber sobre a quantidade de água para cada kg de boro.
    Como devo Aplicar Boro nas Oliveiras

    E qual a Epoca

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Oi, Henrique
      Sou da comunicação da Aegro.
      Verifiquei com nossos agrônomos e a aplicação de boro via foliar deve ser realizada na época de floração.
      Geralmente, recomenda-se aplicar 200-300 g de ácido bórico para cada 100L de água.
      Mas, é importante lembrar da necessidade da análise de solo e foliar e do acompanhamento de um(a) Eng. Agrônomo(a), visto que é fácil passar de um teor de deficiência para toxicidade no caso desse nutriente.

      Obrigada por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

      1. Edson benedito disse:

        Esse e o tipo de imformacao que eu sempre procurava

  8. Eugênia Maria Josefa Oliveira de Carvalho disse:

    Tenho um abacateiro que produziu 2 abacates no ano de 2019, apesar de ter florado bem. Em 2020, florou mais ainda. geraram 03 abacates e todos cairam verdes. O pé apresnta muitas folhas rendadas, furadas como se fosse de gafanhotos, lagartas, mas não os vemos. Os mamoeiros do terreno tem polpa dura, e mal formados a partir da segunda florada.
    Ja plantei um novo pe de abacate, para tentar facilitar a polinização, entretanto não consegui identificar o primeiro, para saber a qual grupo (A/B) pertence. Parece fortuna, primavera….
    Estive vendo que a insuficiência de Boro no solo pode causar esses problemas. Gostaria de obter uma orientação. Gostaria até de fazer uma análise do solo. A área é de quintal, mas estou tentando outros cultivares, como manga, pinha, groselha, banana, mangaba, goiaba, sapota e citricos. Ainda não sei o que vai ficar, tendo em vista o pequeno espaço. Tenho bastante sol. Agradeço a orientação. Aqui em Salvador, onde faço o estudo do solo?

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Eugênia
      Sou da comunicação da Aegro.
      Para a análise de solo ideal, recomendamos sempre o acompanhamento de um agrônomo(a) de sua região.
      Temos um portal de consultorias parcerias que talvez possam te ajudar, acesse o contato delas por aqui e procure por consultores agronômicos: https://portal-consultores.aegro.com.br/

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  9. pariz andrade minteiro disse:

    Boa, noite
    Muito interessante essa matéria, a qual eu não sabia disso, sou produtor de pimenta do reino e preciso da dosagem do boro para 20 litros.
    Obrigado, gostei muito.

  10. pedro disse:

    muito bom seu site gostei muito do seu conteúdo.Vou passar mais vezes para ver as atualizações.abraço para vcs.

  11. Ana Lúcia disse:

    Bom dia, gostei muito da sua matéria, quero saber qual a quantidade para se aplicar no solo para pés de manga?

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Ana Lúcia
      Sou da comunicação da Aegro.
      Nossos conteúdos são relacionados principalmente a grãos e cereais, então não temos nada sobre adubação para pés de manga.
      Indicamos o site da Embrapa, talvez você encontre por lá.

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  12. Fernando Antônio Molinari Gazola disse:

    Bom dia!
    Sou Fernando, Eng. Agrônomo, e tenho um plantio de Pitaya. Um colega já recomendou a aplicação de Boro para aumentar a “pega” dos botões, porém há pouca literatura em relação às doses a serem usadas.
    Podes me auxiliar?

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Olá, Fernando
      Sou da comunicação da Aegro.
      Focamos em conteúdos voltados para agricultura, principalmente grãos e cereais, então não temos nenhuma informação sobre adubação de pitaya.
      Acredito que você vá encontrar no site da Embrapa.

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço!

  13. Ivo Luis Bora disse:

    Gostei da explanação, porém faltou dizer como devo aplicar o boro.

    1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

      Oi, Ivo
      Sou da comunicação da Aegro.
      A aplicação em si depende de vários fatores relacionados à sua área, por isso não recomendamos a aplicação exata. Para isso, consulte um agrônomo(a) de sua região.

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Banner de teste grátis do Aegro na cor verde com uma imagem no meio de uma máquina trabalhando no campo