Planejamento tributário: Como é possível otimizar e até reduzir os pagamentos de impostos e as dicas para facilitar esse processo na sua fazenda!

Lidar com as taxas e impostos cobrados no Brasil não é muito fácil!

São muitos os tributos que incidem sobre lucro, produção, atividade comercial, patrimônio, renda e por aí vai.

Se você anda pagando muito imposto e no final das contas sempre acaba se esquecendo de um tributo, confira como o planejamento tributário pode te auxiliar!


O que é planejamento tributário e qual sua finalidade?

O planejamento tributário é uma ferramenta que auxilia o produtor a reduzir e otimizar a carga tributária sobre a propriedade rural, aplicando medidas legais.

Mas, para boa parte dos empresários rurais, esse tipo de planejamento ainda é desconhecido.

Pensando nisso, vou mostrar aqui as principais informações que você deve saber.

Então, por que realizar o planejamento tributário (elisão fiscal)?

Quando se fala em planejamento tributário, estamos falando em economia e segurança!

Com a realização desse planejamento, você evita o pagamento de impostos indevidos e mantém sua propriedade regularizada. Ou seja, corre menos risco de perder datas vencimento, acompanhando o pagamento dos tributos com maior eficiência.

O principal benefício do planejamento tributário na empresa rural é a organização da propriedade. E isso irá refletir em maior lucratividade.

planejamento tributário
(Fonte: Fenacon)

Planejamento tributário: Como funciona na prática e quais são os tipos

Para a realização de um planejamento tributário de maneira eficaz é necessário que se saiba quais são as contribuições, impostos e taxas são obrigatórios para o funcionamento de sua empresa rural.

Além disso, você também vai precisar ter conhecimento do faturamento da propriedade.

É preciso verificar ainda qual modalidade de planejamento tributário sua empresa rural, melhor se enquadra!

Vou indicar aqui os dois mais utilizados: planejamento tributário estratégico e operacional.

Planejamento tributário estratégico

Essa modalidade visa os benefícios futuros da empresa rural em longo prazo.

Esse tipo de planejamento é atualizado com frequência e leva de 5 a 10 anos até a adequação da gestão da propriedade à legislação brasileira.

planejamento tributário
(Fonte: NFe)

Planejamento tributário operacional

Essa modalidade visa a observação dos benefícios em curto prazo.

Serão realizados o planejamento e organização de todas as obrigações fiscais da propriedade de 3 a 6 meses.

A escolha de qual tipo de planejamento é mais adequado para sua

propriedade rural deve ser realizado com calma. Lembre-se que isso pode variar de acordo com o seu objetivo!

>>Leia mais: “7 dicas para começar sua contabilidade rural

Planejamento tributário: Modalidades de regime tributário

Regime tributário: tenho certeza que você já ouvir falar sobre suas modalidades e nem sabia do que se tratava!

Quando ouvimos falar em Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido, estamos no referindo às modalidades de regime tributário.

Você pode optar pela base de cálculo que se enquadre melhor à sua situação, desde que atenda todas as exigências impostas em lei.

Mas qual a diferença de cada regime? Vou explicar melhor:

planejamento tributário
(Fonte: Sindifisco)

Simples Nacional

É um regime simplificado, como o próprio nome sugere. Neste caso o produtor deve possuir um CNPJ.

Serão recolhidos, de forma unificada, 8 impostos como: Imposto de Renda, CSLL, IPI, Pasep ou PIS, COFINS, ICMS, ISSQN e CPP.

As condições de enquadramento constam na Lei Complementar 123/2006.

Mas, atenção! Os valores do Simples Nacional podem variar de acordo com o faturamento dos últimos 12 meses.

Lucro Real

Esse regime já é um pouco mais complicado. Os tributos serão calculados com base no faturamento mensal de sua propriedade.

Quer saber se você se enquadra nesse regime? Confira a Lei 10.637 /2002.

Lucro Presumido

Nesse regime os tributos são fixados a partir de percentuais aplicados a receita operacional.

Empresas rurais que faturam até R$ 78 milhões se enquadram nesse regime. Para mais informações acesse a Lei  nº 12.814/2013.

Vou mostrar agora 5 passos para colocar o planejamento tributário em prática sem complicação!

5 passos para realizar seu planejamento tributário

1º Passo

Tenha um contador para a propriedade.

Costumamos lembrar que precisamos de um contador no momento de declarar o imposto de renda ou quando as coisas apertam, não é mesmo?

Mas você sabia que esse profissional é fundamental para o sucesso de sua empresa rural?

Um profissional competente pode lhe auxiliar em diversos aspectos, inclusive no seu planejamento tributário!

Explique para seu contador quais são seus objetivos e a situação econômica da propriedade. Tenho certeza que esse investimento evitará muitos problemas futuros!

>>Leia mais: “Livro Caixa do Produtor Rural (LCDPR): Tudo o que você deve saber

2º Passo

Realize uma boa gestão de sua propriedade.

Conheça sua empresa rural! Saiba a fundo são seus custos, gastos, modelos de contratos e qual é seu faturamento.

Saiba como está seu fluxo de caixa, quais produtos e serviços a empresa rural fornece.

Para ter todas essas informações na palma da mão, utilize a tecnologia a seu favor. Softwares agrícolas podem lhe auxiliar!

planejamento tributário
Com Aegro você consegue fazer seu fluxo de caixa de forma automatizada e segura

3º Passo

Observe qual regime tributário você se encaixa.

Leia sobre cada um deles, quais as principais vantagens e desvantagens e qual se enquadra à sua propriedade.

4º Passo

Mantenha uma boa comunicação!

Adote um sistema de comunicação interna em sua propriedade rural. Isso facilita a gestão de pessoas e o diálogo entre todos os seus funcionários.

Além disso, todas as informações estarão unificadas em apenas uma plataforma. Mais uma vez, aproveite a tecnologia disponível!

planejamento tributário
(Fonte: Lopes Machado)

5º Passo

Cronograma de etapas.

Defina um cronograma com o passo a passo para a realização do planejamento. Não se esqueça de designar responsabilidades.

Se você for o proprietário da empresa, pode envolver seu sucessor em todos os passos do planejamento. Assim, ele deverá lhe auxiliar e isso facilitará muito no futuro.

Com todos esses passos você vai não vai ter problemas com imposto de renda atrasado, correria para juntar todas as informações e documentos e toda a dor de cabeça que isso envolve.

Conclusão

Neste artigo vimos o que é planejamento tributário e como ele é benéfico para sua propriedade rural.

Mostramos como o planejamento tributário funciona e quais são os principais tipos. Além disso, podemos entender um pouquinho sobre regimes tributários.

Você conferiu ainda o passo a passo para a realizá-lo sem complicação.

Espero que com essas dicas você alcance ainda mais sucesso em sua empresa rural!

>>Leia mais: 

Manual rápido da contabilidade agrícola
Contabilidade do agronegócio: 5 passos para não ficar no vermelho
Nota fiscal eletrônica de produtor rural obrigatória? Veja o que fazer

Você realiza o planejamento tributário em sua fazenda? Quer saber mais sobre o planejamento tributário? Deixe seu comentário!