Secagem de grãos de milho: Veja qual a melhor alternativa e confira algumas dicas para não perder a qualidade dos seus grãos.

Vai chegando próximo à colheita e a principal dúvida é se realmente é necessário realizar a secagem dos grãos.

Até porque muitos deixam o milho um pouco mais no campo para diminuir os custos com a secagem… Mas, afinal de contas, o que vale mais a pena?

Vou mostrar aqui as principais vantagens e desvantagens da manutenção das plantas de milho no campo e da secagem artificial.

Veja também as principais dicas para realizar a secagem de grãos de milho mais adequada à sua propriedade. Confira!


Secagem de grãos de milho no campo

A secagem das plantas de milho no campo ainda é uma prática muito comum entre os produtores de milho.

Mas inúmeras pesquisas indicam perda da qualidade dos grãos com a manutenção da cultura do campo.

Na prática, a cultura fica exposta um maior período de tempo ao ataque de pragas, doenças e intempéries climáticas. Isso pode resultar na incidência de grãos ardidos, por exemplo.

secagem de grãos de milho
Incidência de grãos ardidos em milho. (a): grãos sadios; (b) grãos ardidos
(Fonte:Ribeiro e Colaboradores, 2016)

Mas, se você seguir alguns cuidados, poderá retardar sua colheita e colher seu milho com menor umidade, sem muitas perdas na qualidade do grão.

E melhor: diminuindo seus custos. Vou explicar melhor. Vamos lá!

O que considerar para a secagem do milho no campo

O primeiro passo é conhecer o histórico de sua área e de sua região!

Quais as pragas e doenças de final de ciclo são mais comuns? E quais os problemas mais corriqueiros durante a fase de colheita?

Após conhecer os possíveis problemas, você deve ir para a fase de planejamento!

Nesta fase, você irá planejar todas as etapas de sua lavoura, da semeadura à colheita.

A escolha da semente ideal é fundamental. Você pode optar por cultivares/híbridos que possuam resistência ou tolerância às principais pragas e doenças da cultura, principalmente as de final de ciclo.

Assim, você irá fazer uma escolha inteligente de seu híbrido/cultivar. E isso será fundamental para manutenção da cultura no campo até atingir baixa umidade.

O sucesso de sua colheita será reflexo de seu manejo durante todo ciclo da cultura, então capriche!

Outro fator bastante importante é conhecer o clima de sua região no final do ciclo.

Uma chuva no período em que seu grão está secando no campo, por exemplo, pode ser extremamente prejudicial para sua qualidade.

Caso o ano seja extremamente seco, a secagem no campo pode ser uma alternativa. Caso contrário, opte pela a secagem artificial.

Vamos citar aqui as principais vantagens e desvantagens na utilização da secagem natural no campo.

Secagem de grão de milho no campo: Vantagens e desvantagens

A principal vantagem da manutenção das plantas no campo até atingir umidade próxima à 14% é a diminuição dos custos de produção.

Assim, você não terá gastos com a secagem!

secagem de grãos de milho
Após o ponto de maturidade fisiológica, umidade do milho para colheita permanece alta
(Fonte: Luiz Carlos)

Se você não sabe quanto gasta com a secagem, aqui no blog nós já explicamos como fazer esse cálculo. Confira: “Secagem e armazenamento de grãos: diferentes tipos e seus custos

Já como desvantagens, observamos:

  • Risco de queda de plantas devido à presença de patógenos ou ventos fortes;
  • Dependência das condições climáticas;
  • Altos riscos de danos mecânicos na colheita;
  • Falta de padronização do teor de umidade para armazenagem;
  • Aumento na porcentagem de perdas na colheita;
  • Perdas na qualidade dos grãos.

Caso não tenha orçamento para realizar a secagem, você pode colher seu grão com umidade mais elevada e optar pela técnica de secagem natural. É um método utilizado por vários produtores.

Secagem de grãos de milho artificialmente

Se você quer investir um pouco mais na sua pós-colheita e manter uma padronização na umidade de seus grãos, realize a secagem!

A secagem artificial é a mais utilizada no setor produtivo hoje pela praticidade e, principalmente, pela qualidade final do grão, permitindo um armazenamento mais seguro.

Contudo, quando se fala em secagem artificial, algumas perguntas vêm à mente.

Afinal de contas, vale a pena o investimento? Quando devo secar? Quais as melhores condições para secagem de grãos de milho na prática?

Vou responder a essas perguntas e indicar as vantagens e desvantagens desse processo!

secagem de grãos de milho
(Fonte: Geagra)

O que considerar para a secagem artificial

O primeiro passo para a tomada de decisão é conhecer a cultura do milho e a região na qual você está inserido.

Conhecer a cultura irá auxiliá-lo no processo decisório de qual o melhor momento para a colheita.

Caso opte por colher com a umidade mais elevada, o processo de secagem será essencial para a manutenção da qualidade do grão.

Contudo, é recomendável se atentar à umidade inicial dos grãos para a escolha correta de qual sistema de secagem utilizar.

Além disso, outro cuidado a ser tomado é a temperatura de secagem do ar forçado aquecido (fluxo contínuo ou intermitente). Altas temperaturas podem ocasionar danos nos grãos, o que irá prejudicar a qualidade.

Então, não acelere o tempo de secagem utilizando altas temperaturas!

Quando você colher seus grãos com umidade elevada, opte pela secagem lenta. Assim você irá evitar danos físicos.

O tempo de secagem pode variar de acordo com a umidade inicial, tamanho do grão e umidade relativa do ar, até o grão atingir o equilíbrio higroscópico.

Investir em secagem é importante para a manutenção da qualidade de seus grãos. E isso irá se refletir em alta rentabilidade.

Na prática, você deve secar sempre que colher com umidade acima de 14%. E a secagem deve ser realizada logo após a colheita.

Durante o processo de secagem, fique atento à temperatura da sua massa de grãos. Ela não deve ultrapassar 60°C.

Desta forma, você evita danos e mantém a qualidade de seu produto.

secagem de grãos de milho
(Fonte: Mayra Rodrigues)

Vantagens e desvantagens da secagem artificial

Ainda está em dúvida sobre quais as vantagens e desvantagens dos secadores artificiais?

A principal vantagem é que você não depende das condições climáticas para realizar esse processo.

Em seguida, podemos citar praticidade, rapidez e padronização da umidade de seus grãos.

Quando realizada de maneira adequada, a secagem artificial mantém a qualidade dos grãos.

Já como desvantagens dessa técnica podemos citar: o custo e os riscos de danos. Quando não é feita/monitorada por uma pessoa capacitada, ela pode prejudicar a qualidade dos grãos.

Conclusão

Entender sobre a secagem de grãos de milho é fundamental para a manutenção da qualidade de seus grãos.

Neste artigo vimos como a secagem pode ser realizada na prática.

Mostramos também as principais vantagens e desvantagem da secagem de grãos de milho no campo e artificialmente.

Você pôde conferir ainda algumas dicas para uma secagem de sucesso.

Espero que essas informações te ajudem a decidir qual procedimento de secagem adotar e como melhorá-la para evitar problemas na qualidade final de seus grãos!

>>Leia mais: “Colheita de soja: 7 dicas para torná-la ainda melhor”

>> Leia mais: “Vender ou guardar a produção em silos de grãos

E você, como realiza sua secagem? Tem alguma dúvida sobre a secagem de grãos de milho? Adoraria ver seu comentário abaixo!