O Blog da Logo da Aegro

custo de produção de milho por hectare

Calcule seu custo de produção de milho por hectare

- 17 de abril de 2019

Atualizado em 02 de fevereiro de 2022.

Custo de produção de milho por hectare: saiba quais dados considerar e como isso otimiza seu gerenciamento para obter mais rentabilidade.

Insumos, tecnologia, maquinário… Tudo isso está envolvido nos custos de produção de uma lavoura.

Você sabe o que considerar na hora de calcular o custo de produção de milho por hectare na sua área de cultivo?

Você anota tudo e depois não sabe o que fazer com as informações?

Neste artigo, você verá de quais dados precisa para o cálculo e como otimizar seu gerenciamento para obter mais rentabilidade na lavoura. Veja a seguir.

Como calcular o custo de produção de milho por hectare

O custo de plantio é a combinação dos insumos, serviços, máquinas e implementos utilizados na produção. Esses valores, por unidade de área, são conhecidos por coeficientes técnicos de produção.

Os coeficientes técnicos de produção podem ser medidos em:

  • tonelada;
  • quilograma;
  • litros;
  • horas ou dia de trabalho.

As unidades de medidas vão depender do que está sendo considerado.

O custo de produção de milho por hectare também depende se você utiliza média ou alta tecnologia e da região de cultivo.

Tabela com todas as informações do custo de produção de milho mensal em MT, com alta tecnologia envolvida

Custo de produção de milho mensal em Mato Grosso com alta tecnologia

(Fonte: Imea)

Tabela com todas as informações do custo de produção de milho mensal em MT, com média tecnologia envolvida

Custo de produção de milho mensal em Mato Grosso com média tecnologia

(Fonte: Imea)

Para calcular os gastos do plantio de milho, anote os valores de todos os componentes.

Normalmente, os custos de uma lavoura são divididos em:

  • custo variável: despesas de custos com a lavoura, despesas de pós-colheita e financeiras;
  • custo fixo: depreciação e exaustão;
  • custo operacional: custo variável + custo fixo, renda de fatores (remuneração esperada sobre o capital fixo e terra);
  • custo total: custo operacional + renda de fatores.

Neste artigo, você entenderá mais sobre os custos variáveis. Mais especificamente, as despesas de custeio da lavoura incluem:

  • Operação com máquinas e implementos (manejo pré-plantio, adubação e plantio);
  • Mão de obra, encargos sociais e trabalhistas;
  • Sementes;
  • Fertilizantes (corretivos, macro e micronutrientes);
  • Defensivos (herbicidas, inseticidas, adjuvantes e fungicidas);
  • Despesas com irrigação;
  • Despesas administrativas

Veja abaixo o que cada um destes tópicos considera para o custo de produção.

1. Máquinas e implementos agrícolas

As máquinas e implementos agrícolas serão utilizados para a correção e preparo do solo, plantio, tratos culturais, colheita e pós-colheita.

Os coeficientes técnicos para cálculo do custo do plantio incluem: 

  • horas trabalhadas por hectare;
  • preço do combustível;
  • salário do operador e seus encargos sociais.

A hora/máquina corresponde ao gasto com insumos, operadores e manutenção.

Como calcular a hora/máquina

Você precisará saber o preço e a quantidade consumida dos itens de cada equipamento. Isso por cada hora de trabalho.

Considere:

  • a potência;
  • gastos com óleo diesel;
  • filtro/lubrificantes;
  • energia;
  • salários e encargos sociais e trabalhistas dos operadores.

O consumo de óleo diesel, segundo a Conab, é igual a 12% da potência da máquina.

Para motores estacionários elétricos, o consumo de energia elétrica é igual a 75% da potência da máquina.

Os gastos com filtros e lubrificantes podem ser estimados em 10% das despesas de combustível.

A remuneração dos operadores é geralmente expressa em horas trabalhadas no mês.

O valor é dividido por 220,  a média de horas trabalhadas em um mês. Aqui, considere  8 horas de trabalho por dia, durante 5 dias por semana.

custo de produção de milho por hectare: tela do aegro que mostra custos totais operacionais

Controle de horas trabalhadas e custo operacional das máquinas de modo ágil e fácil com software agrícola Aegro

2. Insumos

Defensivos

Inclua aqui os gastos com herbicidas, inseticidas, fungicidas e adjuvantes.

Para saber o gasto com esses produtos, anote a dose utilizada por hectare e o preço pago pelo produto.

Fertilizantes

Considere os gastos com calcário, gesso agrícola, macro e micronutrientes.

Assim como nos gastos com defensivos, você também precisará saber as doses e quantidade utilizadas. Anote também o preço pago por quilo, litro ou tonelada.

Sementes

Neste caso, o custo é calculado pela quantidade de semente de milho utilizada no plantio. O valor é multiplicado pelo preço pago.

O preço pago pelos insumos podem apresentar grandes variações no decorrer do ano.

Veja o exemplo da variação de preços de alguns insumos utilizados na produção de milho:

Tabela com variação de preços de insumos em 2021 em Mato Grosso

Variação de preços dos insumos em 2021 no Estado do Mato Grosso, maior produtor de grãos do país

(Fonte: Adaptado de Conab)

Fique de olho no mercado dos insumos necessários para sua produção. Ele afeta diretamente seu custo e sua rentabilidade.

3. Irrigação

Caso você opte pela plantação de milho irrigado, a irrigação deverá ser incluída nos custos de plantio e da safra.

Para este cálculo você precisará saber aspectos ligados ao:

  • clima;
  • solo;
  • turno de rega;
  • topografia;
  • método de irrigação; 
  • legislação;
  • regras de cobrança;
  • isenção de pagamento do uso da água.

O cálculo será a soma dos gastos com a outorga, captação, consumo e efluentes. O valor é dividido pela produtividade da cultura.

Caso você não se enquadre no pagamento do uso da água, o custo de produção será o gasto com:

  • o conjunto de motobomba e/ou motores utilizados (hora/máquina);
  • depreciação;
  • manutenção;
  • seguro; 
  • remuneração do investimento no conjunto de irrigação.

4. Outros custos variáveis

Além do que já falamos, é importante considerar outros custos que variam conforme a produção.

Considere os custos com seguro agrícola, transporte, impostos e taxas sobre produção, beneficiamento e outros.

Gestão de custos de produção agrícola pelo Aegro

Visualização de custos de uma fazenda com gestão pelo Aegro (dados são ilustrativos)

Como calcular a produtividade de milho por hectare

Com a estimativa da produtividade do milho, você consegue calcular o preço de equilíbrio. Esse valor te auxilia nas tomadas de decisão.

A estimativa da produtividade vai te mostrar se o que foi investido e os manejos foram suficientes para o retorno esperado.   

custo de produção de milho por hectare

(Fonte: Agronegócio em foco)

Qual o custo de produção de silagem de milho por hectare?

A produção de milho de safrinha sofreu avanço tecnológico.

No entanto, nem sempre a redução de custos na implantação de áreas para silagem reflete em melhor retorno.

As áreas para silagem devem ser planejadas para uma elevada produtividade.

Estimativa de custo de produção de milho silagem, no nível tecnológico médio e alto

(Fonte: Adaptado de Ifag)

Preço e produção de equilíbrio

Preço de equilíbrio

O custo médio da safra depende do nível de tecnologia que você irá adotar na sua lavoura.

Observe abaixo os dados de custo de produção total e produtividade esperada conforme o nível tecnológico:

(Fonte: Adaptado de Imea)

Assim, você pode calcular o preço mínimo de venda para conseguir pagar todas as despesas obtidas na produção.

Esse preço é denominado preço de equilíbrio. Ao vender sua saca por esse preço, não há lucro e nem prejuízo. Ele é calculado pela fórmula:

Preço de equilíbrio = Custo Total da produção por hectare/Produção esperada por hectare

Usando os dados da tabela acima, teríamos os seguintes preços de equilíbrio:

Com este valor, é possível realizar a venda futura do seu cereal. Com ele, você já tem ideia da margem de lucro que será obtida.

Anote corretamente todos os gastos para a estimativa de ganho ser correta. Anote até mesmo os menores valores.

Outro ponto de atenção: a agricultura é uma empresa a céu aberto. Fixar preço de venda futura deve ser algo feito de maneira cautelosa, e apenas se você realizar o custo de produção corretamente.

Produção de equilíbrio

Há possibilidade também de realizar o cálculo da produção de equilíbrio.

Para isso, é importante ter o custo de produção correto da sua área. Tenha também o histórico de preços de comercialização dos grãos de milho na sua região.

Nos últimos anos, os preços das commodities agrícolas vem apresentando oscilações. Então, para esse cálculo, utilize os valores mais consolidados de venda da sua região.

O cálculo é realizado da seguinte forma:

Produção de equilíbrio = Custo Total da produção por hectare/Preço de venda esperado por saca

Imagine que o preço médio de venda da saca de 60 kg de milho é de R$ 75,26. A produção de equilíbrio seria:

Sabendo a quantidade de sacas de milho necessárias para pagar o custo de produção obtido, acima desta quantidade é considerado lucro.

Estes cálculos são importantes para te auxiliar no momento da comercialização.

Saber essas margens de preço e produção necessárias para pagar todos os gastos com a produção te traz mais confiança e segurança na venda.

 Isso só é possível se o custo de produção for realizado de modo organizado e correto.

Utilize estas informações para definir as estratégias de venda do seu cereal, seja antes ou depois da colheita.

Comparando o seu custo de produção de milho por hectare

Um custo de produção acima da média pode prejudicar a competitividade da sua lavoura.

Portanto, é muito importante que você busque referências externas. Entenda como estão os seus resultados em relação a outras fazendas.

Para fazer esse estudo de mercado de forma rápida e eficiente, recomendo que você utilize o nosso kit comparativo de custos de safra!

O kit é gratuito e conta com duas planilhas: uma para calcular seus custos de produção por hectare. A outra, com dados da Conab, te possibilita comparativo geral de resultados por cultura e região.

Assim, você confere se produziu e gastou mais ou menos que as fazendas das proximidades.

As informações vão te ajudar a identificar oportunidades de melhoria no seu processo produtivo e a ter uma próxima safra mais rentável. Clique na imagem abaixo para baixar!

Banner para baixar o kit comparativo de custos de safra

Conclusão

O custo de produção de milho por hectare varia conforme a região de plantio e nível de tecnologia adotado.

Neste artigo, você viu o que considerar para chegar ao custo de produção na sua lavoura.

Também falamos sobre o preço e produção de equilíbrio da safra e como calcular a produtividade de milho na sua lavoura.

Com essas informações em mãos, você conseguirá gerenciar melhor sua propriedade para obter mais lucratividade.

>> Leia mais:

Umidade do milho para colheita: Todas as dicas para não perder seus grãos

Plantação de milho: 5 passos para maior produção e lucro

Principais e melhores manejos na dessecação para pré-plantio de milho

Como você tem calculado seu custo de produção de milho por hectare? Adoraria ver seu comentário!

Foto da redatora Carina no meio de uma lavoura de trigo. Ela está com blusa branca, óculos escuros e sorrindo.

Atualizado em 02 de fevereiro de 2022 por Carina Oliveira.

Carina é engenheira-agrônoma formada pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), mestre em Sistemas de Produção (Unesp), e doutora em Fitotecnia pela Esalq-USP.

Comentários

  1. Vinícius Vidal de Oliveira disse:

    Ótimo artigo!

    1. Hj o que é mais viável pro trato no confinamento produzir seu milho ou comprar?

      1. Raíssa Natasha Ciccheli disse:

        Olá, Bruno
        Sou da comunicação da Aegro.
        Não temos exatamente essa resposta.
        Podemos te indicar nosso artigo sobre milho para silagem, que vai te dar boas dicas: https://blog.aegro.com.br/milho-para-silagem/

        Agradecemos por nos acompanhar,
        Abraço! 🙂

  2. Ana Ligia Giraldeli disse:

    Obrigada Vinícius, fico feliz que tenha gostado!

  3. Nildo Nunes Balduino disse:

    Meus parabéns pela artigo publicado

    1. Gostei das orientações deste artigo.
      Preciso saber quanto o plantio de milho nas terras de várzea da calha do Rio Madeira, município de Novo Aripuanã-Am
      ● Quantidade de sementes por hequitaria.
      ● Espasamenro de plantio.
      ● Tempo de colheita.
      ● Qual a melhor semente.

  4. Antonio Luiz disse:

    muito bom, bem explicativo… artigo muito rico. Sou tecnico e adorei, parabéns.

  5. Parabens…. excelente Trabalho

  6. Nerval Rocha disse:

    Dra. Ana em uma propriedade com 1 alqueire de terra, queria aproveitar para Plantar milho para usar na fabricação de ração animal. Consumo próprio para ter um aproveitamento melhor. É possível? Qual o custo que teria?

    1. Raíssa Ciccheli disse:

      Oi, Nerval
      Sou da comunicação da Aegro.
      Não temos essa resposta específica porque envolve a análise da sua área. Recomendamos que procure por um(a) agrônomo(a) que verifique seu solo para plantio.
      Veja mais neste artigo também: https://blog.aegro.com.br/milho-para-silagem/

      Agradecemos por nos acompanhar,
      Abraço! 🙂

  7. BOA NOITE.
    MUITO BOM ARTIGO.
    DA UMA VISÃO MUITO CLARA SOBRE TODA A PRODUÇÃO DO MILHO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.