Variedades de milho mais produtivas: como fazer a escolha certeira da semente para grãos, milho verde ou outros interesses da cultura.

No mercado existem diversas variedades e híbridos de milho, com infinitas características fenotípicas e adaptativas. Mas nem sempre o que vai bem em uma região dará certo na sua lavoura.

É preciso saber escolher uma semente com alta taxa produtiva, que possua características de interesse dentro do seu sistema produtivo!

Por isso, preparei um roteiro com perguntas que você deve se fazer para eleger o híbrido ou as variedades de milho mais produtivas para sua realidade. Confira!

Variedades de milho mais produtivas: o que saber antes de pesquisar sua semente

Antes de pesquisar possíveis sementes de milho para compra, é muito importante que você tenha em mente certas informações…

Primeiro, como essa cultura vai se enquadrar em seu sistema produtivo? O milho será cultivado no verão? Será cultivado na segunda safra? Estará em consórcio com alguma outra cultura?

Isso vai dizer muito sobre quais características buscar no híbrido ou variedade!

Depois de determinar qual período do ano seu milho estará no campo, pense em quais problemas podem ocorrer a partir daí.

Quais pragas têm maior ocorrência? Quais doenças têm maior incidência? E quais plantas daninhas estão presentes em sua área e deverão ser controladas neste período? 

Além disso, preste muita atenção ao histórico climático durante o período. 

Já ocorreram veranicos nessa época? Eles podem coincidir com qual estádio da cultura?

Para facilitar a organização destas perguntas e te ajudar a escolher as variedades de milho mais produtivas para sua lavoura, separamos os tópicos mais importantes a seguir.

variedades de milho mais produtivas

Lavoura de milho afetada por ventos fortes
(Fonte: Canal Rural)

Variedades de milho mais produtivas: aptidão da variedade ou híbrido utilizado

Atualmente, as principais aptidões que as variedades/híbridos de milho podem apresentar são:

  • grãos;
  • silagem;
  • milho doce;
  • pipoca;
  • milho verde.

Dentro destas aptidões, as características de interesse da cultura podem variar.

Híbridos ou variedades de milho para grãos priorizam boa polinização e desenvolvimento de espiga.

Já híbridos ou variedades de milho mais produtivas para silagem priorizam desenvolvimento vegetativo e palatabilidade.

Cultivares de milho voltadas para produção de milho doce, além de palatabilidade, geralmente priorizam rusticidade e baixo investimento.

Agora os híbridos ou variedades para milho verde geralmente priorizam rusticidade e baixo investimento.

Há ainda os híbridos ou variedades utilizados para milho pipoca, que priorizam capacidade de expansão dos grãos (o que fará a pipoca estourar mais facilmente).

Colheita de milho para silagem

Colheita de milho para silagem
(Fonte: Compre Rural)

Variedades de milho mais produtivas: planejamento no sistema produtivo

Milho primeira safra ou milho verão

Neste sistema, o milho está posicionado no melhor período climático para sua produção, podendo-se utilizar híbridos com ciclos maiores e mais produtivos.  

Mas este também é o período com maior desenvolvimento de plantas daninhas e pragas. Por isso, a escolha de híbridos com resistência a herbicidas e a insetos pode ser de grande valia. 

É importante lembrar que este período é muito utilizado para produção de híbridos de milho para silagem, que necessitam de maior desenvolvimento vegetativo.

Milho segunda safra ou safrinha

Milho segunda safra ou safrinha é muito utilizado para rotacionar milho com outros cultivos de verão, principalmente a cultura da soja

Neste sistema produtivo, geralmente, o principal ofensor é o clima, pois pode coincidir com períodos de déficit hídrico, geadas e ventos fortes. 

Desta forma, híbridos com ciclo curto têm sido uma excelente opção para este sistema. 

O que pode influenciar muito na escolha do material genético é o período de colheita da cultura anterior. Fique atento!

Mesmo que um híbrido de ciclo curto seja uma excelente opção para evitar problemas de final de ciclo, neste sistema, a planta tem menos tempo para se recuperar de danos no meio do ciclo. 

Por isso, escolha um híbrido com boa resistência a doenças e pragas (predominantes neste período). Além disso, priorize semear no limpo, tendo feito um bom controle de ervas daninhas na entressafra e na cultura anterior. 

Devido ao maior risco neste sistema de produção, recomenda-se que haja um escalonamento de semeadura de milho em suas diferentes áreas. 

Utilize híbridos mais resistentes para minimizar o risco e ser muito produtivo na média dos anos!

Milho consorciado com outras culturas

Atualmente o sistema de consórcio mais utilizado em nosso país é o milho safrinha com braquiária

Nesse sistema, além da escolha do híbrido, o produtor deve escolher uma boa variedade de braquiária. 

Quanto ao milho, é importante que ele seja mais rústico e com crescimento inicial rápido. 

Desde que a semeadura aconteça no limpo, não será necessário priorizar híbridos com resistência a herbicidas além do glifosato devido ao fechamento da entrelinha pela braquiária. 

Quanto à escolha da braquiária, é importante que ela tenha um crescimento inicial lento ou o sistema de semeadura retrase sua emergência. Assim, evita-se competição inicial com o milho.

Além disso, é muito importante que a braquiária seja suscetível ao glifosato para ser dessecada antes de produzir sementes. 

Outro fator muito importante na escolha da braquiária é o uso de sementes certificadas com baixo índice de impurezas. 

Uso de sementes contaminadas com sementes de plantas daninhas, por exemplo, pode trazer problemas muito grandes!

variedades de milho mais produtivas

Consórcio de milho com braquiária
(Fonte: Compre Rural)

Variedades de milho mais produtivas: resistência a pragas, doenças e herbicidas

Resistência a pragas

Temos disponíveis no mercado as seguinte tecnologias para o controle de lagartas:

As tecnologias mais antigas, como Bt, possuem um número reduzido de proteínas que atuam no controle das lagartas. Assim, associado ao tempo de usos, há inúmeros casos de resistência. 

Por isso, se sua região possui uma incidência grande dessas pragas, dê preferência a tecnologias mais novas. Priorize as que possuem maior número de proteínas, abrangendo um maior complexo de lagartas. 

Além dos insetos, os híbridos ou variedades de milho possuem suscetibilidade diferencial a nematoides. Desta forma, em área com incidência desta praga, priorize sementes de milho que a tolerem mais.

Lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) atacando o milho

Lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) atacando o milho
(Fonte: Pioneer Sementes)

Os milhos podem ter diferentes graus de suscetibilidade aos seguinte nematoides:

  • Pratylenchus brachyurus;
  • Meloidogyne incognita;
  • Meloidogyne javanica.

Além das tecnologias de resistência a pragas, é importante saber identificar, conhecer o ciclo e o controle das pragas! Aqui no Lavoura10 já falamos sobre as principais pragas de milho e sorgo. Confira!

Nematoide do milho

Meloidogyne incognita: Nematoide do milho
(Fonte: Aaas Journal)

Tolerância a doenças

Os híbridos e variedades também apresentam diferentes padrões de suscetibilidade às principais doenças do milho como:

  • Ferrugem comum;
  • Ferrugem polissora;
  • Mancha branca;
  • Mancha turcicum; 
  • Cercosporiose;
  • Enferamento.

Além do melhoramento para tolerância a doenças, é importante saber identificar, conhecer o ciclo e o controle das doenças. Saiba mais sobre as doenças na cultura do milho aqui!

variedades de milho mais produtivas

Cercosporiose do milho
(Fonte: Embrapa)

Resistência a herbicidas

  • Roundup Ready® → Resistência ao herbicida glifosato;
  • LibertyLink® → Resistência ao herbicida glufosinato de amônio;
  • Enlist® → Resistência aos herbicidas 2,4 D (em doses mais altas que milho convencional), haloxifope, glufosinato de amônio e glifosato. 

Além disso, os híbridos podem ter suscetibilidade diferencial aos resíduos de herbicida da cultura anterior ou herbicidas que podem ser usados na pós-emergência.

Já ocorreram muitos casos de injúrias ocasionadas no milho pelo herbicida nicosulfuron. 

Para alguns híbridos, esse produto é muito seletivo e não ocasiona danos à cultura. Já para outros, causa sérios danos no crescimento e folhas, diminuindo a produtividade e provocando deformações nas espigas. 

Por isso, se pretende usar este herbicida, cuidado na escolha do híbrido. Saiba como escolher o herbicida para milho mais adequado aqui!

Variedades de milho mais produtivas: veja a semente escolhida no campo

A melhor forma de se assegurar de que fez a escolha certa é visitar uma lavoura no meio do ciclo do híbrido ou variedade escolhida.

Deste modo, você pode observar as características que mais lhe importam e consultar o produtor da área sobre sua experiência. 

O mais indicado é que esta área seja próxima à sua propriedade, pois haverá muitas características em comum!

Caso isso não seja possível, faça um pequeno teste em sua propriedade semeando a semente de milho escolhida em uma pequena área para ver seu desempenho!

Conclusão

O milho é uma cultura muito importante e utilizada para diferentes finalidades como produção de grãos, silagem, pipoca, milho doce e milho verde. 

Além disso, pode ser inserido em diversos sistemas produtivos como cultura principal, cultura secundária ou em consórcio com outros cultivos. 

Aqui discutimos como escolher as variedades de milho mais produtivas para cada situação, considerando finalidade, sistema produtivo e características da lavoura.  

Desta forma, espero que você faça uma escolha segura e alcance todo potencial produtivo em sua área.

Quais informações você considera importante para escolher um híbrido ou variedades de milho mais produtivas? Ficou alguma dúvida? Adoraria ver seu comentário abaixo!