O Blog da Logo da Aegro

Por que o mix de plantas de cobertura é uma boa opção para sua lavoura?

- 8 de junho de 2021

Mix de plantas de cobertura: como cultivar, melhores épocas para cada espécie e as vantagens para o solo e para as culturas sucessoras

Que tal aproveitar a entressafra para melhorar o solo com o mix de plantas de cobertura?

Essa é uma estratégia de manejo do solo que pode trazer diversos benefícios para a sua fazenda, como uma maior diversidade de biomassa vegetal e melhorias em diversos atributos do solo.

Você lerá alguns motivos neste artigo para investir nesta opção de cobertura, além de saber quais são as desvantagens para conseguir realizar um bom planejamento. Confira!

Benefícios da implantação do mix de plantas de cobertura

O mix de plantas de cobertura é a mistura de espécies gramíneas, crucíferas e leguminosas, e pode tornar o cultivo de culturas sucessoras muito mais vantajoso.

A utilização do mix e a adubação verde apresentam vantagens em relação ao cultivo de uma única espécie.

Isso porque as espécies utilizadas no mix apresentam diferentes hábitos de crescimento, exploração radicular, composição nutricional e florística.

As opções de espécies são classificadas em três famílias botânicas:

Os benefícios da espécie de uma família são complementados pelos benefícios das espécies de famílias diversas.

Como exemplo, veja um mix de plantas muito usado no sistema de plantio direto, com espécies de outono-inverno:

Essa combinação inteligente proporciona múltiplos benefícios ao solo, renovando os nutrientes de forma natural, melhorando aspectos físicos, químicos e biológicos.

A prática de manter a mesma espécie de planta de cobertura, ano após ano, pode ser um equívoco.

A mistura de espécies de diferentes famílias botânicas traz diversas vantagens, como:

  • ampla adaptabilidade nos diversos ambientes produtivos;
  • liberação escalonada dos nutrientes para a cultura comercial;
  • cobertura do solo por longos períodos, o que aumenta a qualidade física do solo;
  • material rico e diversificado para o aumento dos teores de matéria orgânica do solo;
  • cobertura permanente com raízes diversificadas;
  • melhor exploração das camadas do solo, favorecendo a maior ciclagem dos nutrientes;
  • alta produção de matéria seca em curto espaço de tempo;
  • supressão de plantas daninhas.

Essa prática pode resultar no aumento expressivo do potencial produtivo das culturas em sucessão.

Desvantagens do mix

Apesar de todas as vantagens, é inevitável que você possa enfrentar algumas dificuldades ao realizar a mistura de plantas de cobertura. Veja alguns exemplos:

  • dificuldades na identificação e junção de espécies que irão se complementar;
  • necessidade de um melhor planejamento, devido à maior complexidade de implantação;
  • o mix de plantas de cobertura não proporciona retorno econômico imediato;
  • dificuldade em adquirir sementes de algumas espécies devido à baixa disponibilidade no mercado;
  • as espécies apresentam diferentes taxas de crescimento inicial, e algumas podem se sobressair em relação às outras;
  • devido a grande produção de massa seca gerada no mix, é necessário que haja equipamentos adequados para manejá-las;
  • caso não seja realizado o manejo correto do mix, com a dessecação e roçada da palhada, o agricultor pode enfrentar dificuldades na semeadura da cultura sucessora.

Vale a pena ressaltar que as vantagens de cultivar um mix de plantas de cobertura são maiores que as desvantagens. Realizar um planejamento de qualidade e um manejo correto te ajudam a evitar muitos pontos negativos.

Quando e como cultivar o mix de plantas de cobertura

As plantas de cobertura devem ser adaptadas para atender às necessidades e/ou benefícios esperados na área de cultivo. Desta forma, a seleção correta das espécies é o primeiro passo.

Ao realizar o planejamento, tenha em mente espécies de três famílias botânicas:

  • gramíneas: aveia, cevada, centeio, azevém, sorgo, milheto, entre outras;
  • crucíferas: nabo forrageiro, rabanetes e outras espécies relacionadas;
  • leguminosas: ervilha, ervilhaca, mucuna, crotalária, feijão de porco, são alguns exemplos comuns.

A seleção das espécies que irão compor a mistura dependerá do clima da região e da época de implantação.

No período do inverno, as coberturas do solo mais recomendadas para o mix de plantas são: 

Já no verão, são indicados o cultivo de:

As espécies de inverno são semeadas entre março e junho; as de verão entre setembro e dezembro.

A semeadura pode ser realizada a lanço ou em linhas com espaçamento de 20 cm. A profundidade ideal de semeadura deve ser de 2 cm a 3 cm. Caso seja a lanço, aumente a taxa de semeadura em 25%.

Para qualquer espécie, época de semeadura e região, é indispensável que a umidade do solo esteja adequada para que ocorra a germinação das sementes e desenvolvimento das plantas.

Quais espécies de plantas de cobertura utilizar?

Veja alguns esquemas de cobertura para utilizar em sua fazenda:

 Opções de mix de plantas de cobertura mais recomendados para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, com melhores resultados para os cultivos de milho, soja e feijão em sucessão

Fonte: (Adaptado de Ademir Calegari, 2016)

Abaixo, você pode verificar o aumento da produtividade de grãos de milho após o cultivo do nabo forrageiro + aveia preta.

 A cobertura do solo com nabo forrageiro + aveia preta contribui para o aumento da produtividade de grãos do milho em sucessão

Fonte: (Adaptado de Santi et al. 2013)

Essas combinações de diferentes espécies têm como objetivo produzir palhada, melhorar o solo em profundidade e aumentar a matéria orgânica do solo.

e-book culturas de inverno Aegro

Conclusão

Devido aos diversos benefícios, a mistura de espécies gramíneas, crucíferas e leguminosas é uma excelente alternativa para formação de uma boa cobertura do solo.

A mistura dessas espécies fornece material rico e diversificado para o aumento dos teores de matéria orgânica do solo.

Desta forma, o mix de plantas de cobertura auxilia na renovação do solo, permitindo o aumento da produtividade das culturas em sucessão.

Agora que você tem essas informações, você pode considerar essa opção em sua propriedade.

Restou alguma dúvida sobre o tema? Você já utilizou algum mix de plantas de cobertura? Deixe sua experiência aqui nos comentários!

Comentários

  1. Carlos alberto dal castel disse:

    Bom dia ! Sen dúvida os mixes são uma excelente alternativa , merecendo maiores experiências regionais e com continuidade. Tenho visto muitos produtores que utilizaram e não tiveram sequência por alguns fatores como disponibilidade e qualidade de sementes, custos iniciais não diluídos sem uma fonte de renda. Sem um trabalho de persistência não houve continuidade e ficaram alguns produtores fazendo suas experiências sem um acompanhamento de pesquisa/sementeiros e assistência técnica. No meu ver tem muita árae disponível para utilização. Não foram citadas outras espécies que podem serem utilizadas com o devido estudo como relatei.

    1. Denise Prevedel Capristo disse:

      Obrigada pelo comentário Carlos. Com toda a certeza a utilização do mix de plantas de cobertura é uma excelente alternativa. A assistência técnica especializada é essencial para os produtores. Além disso, pesquisas com espécies de cobertura são necessárias para difundi-las cada vez mais, aliado a empresas que ofereçam sementes de qualidade a esses produtores.

  2. Newton ferreira disse:

    Ñ plantei milho safrinha por falta d chuva , qual a vantagem d plantar aveia preta agora ?

    1. Denise Prevedel Capristo disse:

      Boa tarde Newton, obrigada pelo comentário. Como não houve a semeadura do milho safrinha esse período que a área ficaria em pousio seria ocupada pela aveia preta que tem como vantagens a redução da infestação de plantas daninhas, crescimento vigoroso com alta produção de massa verde para cobertura do solo ou para alimentação animal na forma de pastagem, feno ou silagem, dentre outros benefícios.

  3. Irany Florêncio Rodrigues disse:

    Excelente material. Muitíssimo obrigado.

    1. Denise Prevedel Capristo disse:

      Obrigada Irany.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *