Neste texto iremos abordar como fazer fosfatagem em cana-de-açúcar e aumentar sua produtividade. Confira!

Para uma ótima produção de cana você precisa se atentar a muitas coisas na sua lavoura.

Você sabe que a adubação é muito importante para a produtividade da sua cultura, e o fósforo é um nutriente essencial para as plantas.

A utilização de fertilizantes fosfatados pode aumentar a produção de colmos e o rendimento de açúcar da cana-planta.

Mas na hora de fazer o manejo desse solo sempre temos dúvidas.

Por isso, reunimos aqui as principais e mais importantes informações para entender essa adubação.

Com esse conhecimento poderemos manejar o fósforo de forma econômica e aumentar  produtividade de nosso canavial. Confira:

Importância do fósforo para as plantas

O fósforo é um macronutriente e é essencial para as plantas.

Veja o porquê este nutriente é importante para as plantas (algumas funções do fósforo):

Observando essas funções, o que acontece com a planta quando há deficiência de fósforo?

>> Gessagem: Tudo o que você precisa saber sobre está prática agrícola

Deficiência de fósforo nas plantas

Quando ocorre deficiência de fósforo, as plantas apresentam o crescimento retardado.

Além disso, esse nutriente é móvel nas plantas, ao contrário do que ocorre no solo.

Por isso, este nutriente move dos tecidos mais velhos para os mais novos.

Assim, as vezes você pode observar um escurecimento ou coloração roxo/vermelho das folhas mais velhas que estão com deficiência de fósforo.

Em cana-de-açúcar além da coloração das folhas, também ocorre colmos menores, folhas estreitas e curtas e poucos perfilhos.

fosfatagem em cana-de-açúcar

(Fonte: Foto de J. Orlando Filho em Encarte do Informações Agronômicas)

E como o fósforo se apresenta no solo?

>> Como fazer calagem e gessagem nas culturas de soja, milho e pastagem

Como manejar o fósforo no solo: Conceitos importantes

No solo há duas formas de fósforo:

Orgânico: originário dos resíduos vegetais adicionados ao solo, do tecido microbiano e dos produtos de sua decomposição.

Inorgânico: o fósforo dos minerais primários ou estruturais (fixado) e o fósforo adsorvido, além do fósforo da solução do solo (assimilável).

O fósforo é pouco móvel no solo e os solos brasileiros normalmente são deficientes desse nutriente.

O motivo da pouca mobilidade é por ele reagir com o ferro, alumínio, argilas, matéria orgânica, formando compostos insolúveis não aproveitáveis pelas plantas.

É o que chamamos de fixação do fósforo no solo.

Por isso, o seu aproveitamento pela planta é de 10 a 25% de todo o fósforo que foi aplicado no solo.

>> Tudo o que você precisa saber sobre cálculo de calagem (+calcário líquido)

Normalmente, é um  nutriente que a planta requer em menor quantidade em comparação ao nitrogênio e potássio.

Mas, você pode estar pensando em algumas fórmulas de adubos NPK que apresentam a quantidade de fósforo em maior quantidade. Então, vamos entender o porquê disso.

Exemplo de fórmula NPK: 5-30-25

Esse adubo contém: 5% de nitrogênio (N), 30% de fósforo (P) e 15% de potássio (K).

Normalmente, P e K estão na forma de óxido nos fertilizantes, como P2O5 e K2O.

Você observa que há maior quantidade de fósforo, mesmo que seja um nutriente normalmente exigido em menor quantidade pelas plantas como já falamos.

Mas deve ser aplicado em maiores quantidades nos solos brasileiros, devido à sua baixa disponibilidade natural e grande afinidade da fração mineral do solo por este elemento.

O fósforo que foi fixado no solo pode ser liberado para as plantas quando realiza correção do solo, como a calagem.

Fosfatagem em cana-de-açúcar: O papel do fósforo

A fosfatagem tem um papel crucial no desenvolvimento da lavoura de cana.

O fósforo é absorvido da solução do solo pelas raízes das plantas, principalmente pela forma do íon ortofosfato (H2PO4).

O P na cana-de-açúcar é muito importante para a produtividade da cultura, principalmente para a brotação da planta.

A falta desse nutriente limita o crescimento da cultura, além de ser essencial em diversas funções da planta.

Aliás, a falta de fósforo na cana-de-açúcar aumenta a produtividade de cana-de-açúcar, mas não há incrementos significativos no ATR (açúcar total recuperável).

Desse modo, os ganhos em açúcar se dão à maiores produções de toneladas de cana.

Além disso, o fósforo contribui na qualidade da cana dentro do processo industrial, já que a cana com bons níveis de P requer menores adições de ácido fosfórico no processo de clarificação.

A deficiência de fósforo também atrapalha os processos industriais, como na decantação das impurezas na produção de açúcar.

Neste estudo abaixo, a adição das doses crescentes de P2O5 aumentou a produção de colmos e rendimento de açúcar, ou seja, houve aumento da produtividade.

fosfatagem-cana-de-açúcar

Produção de colmos de cana-planta, cultivar IAC 95-5000, em função da aplicação de doses de P2O5 utilizando fertilizante organomineral

(Fonte: Teixeira et al., 2014)

Nesse sentido, veja a extração dos macronutrientes na cultura da cana-planta.

fosfatagem-cana-de-açúcar

(Fonte: Yara adaptado de Oliveira, 2011)

Lembrando que a cana-planta é assim chamada até a realização de seu primeiro corte.

Como a cultura da cana-de-açúcar é considerada uma cultura semi-perene, ou seja, pode ficar no campo entre 4-6 anos, do segundo corte em diante é chamada de cana-soca.

>> Como conseguir mais nutrientes para sua lavoura com adubação verde

Para o adequado fornecimento de fósforo na cana precisamos antes realizar a análise do solo e interpretá-la:

Interpretando os níveis de fósforo na sua análise de solo

Em solos tropicais, como os do Brasil, há deficiência de fósforo devido a elevada fixação do nutriente com outros componentes do solo (como já vimos neste texto).

Por isso, é muito importante você realizar a análise do solo para conhecer os níveis de fósforo no seu solo.

Esta análise deve ser realizada em laboratórios de análise de solo credenciados.

Podemos basear nossa interpretação pela tabela abaixo para todos os macro e micronutrientes, além do fósforo:

fosfatagem-cana-de-açúcar

(Fonte: Tabela adaptada do livro Adubação da cana-de-açúcar: 30 anos de experiência, Penatti, 2013)

Após interpretar sua análise de solo é hora de definir uma recomendação de aplicação para fósforo:

>> Adubação verde e cultura de cobertura: Como fazer?

Recomendações de fósforo em cana-de-açúcar para aumento da produção

Muitas vezes é recomendado a aplicação de uma só vez de toda a quantidade de fósforo necessária para os próximos 5 cortes no plantio da cana-planta.

Ou seja, aplicar uma dose única de fertilizante fosfatado antes do plantio (a lanço) buscando que esse nutriente esteja disponível ao longo de 5 anos ou mais.

No entanto, se o seu solo precisar de fosfatagem (veremos a seguir quando isso ocorre) e você optar por realizar essa prática antes ou no plantio, os custos de implantação do canavial serão altos.

Por isso, tenha em seu planejamento agrícola o quanto isso vai custar e se há capital para todo esse investimento.

Em alguns casos, também pode ser recomendado a adição de uma dose superior de fósforo no sulco de plantio como forma de fosfatagem.

Dessa forma você poderia diluir seus custo ao longo dos anos, diluindo a dose de fosfatagem ao longo dos cultivos.

No entanto, a fosfatagem localizada dessa forma não trará o benefício de maior exploração das raízes no solo.

Portanto, veja com o manejo de fósforo mais compatível com seus objetivos e seu capital.

>> Diminua seus custos com um Planejamento Agrícola Bem Feito

Veja esta tabela que mostra a adubação fosfatada para cana-planta.

tabela-cana-planta

Recomendação de adubação fosfatada para cana-planta

(Fonte: Boletim 100 IAC)

Para cana-soca, muitas vezes, recomenda-se utilizar calcário, especialmente quando o nível de fósforo está próximo do adequado.

Isso porque, como já vimos neste texto, o calcário pode liberar fósforo fixado no solo para as plantas.

>> Curiosidades sobre calagem em 5 casos especiais

>> O que você precisa saber sobre as diferenças entre calagem e gessagem

Assim, a aplicação de fósforo na cana-soca depende muito da análise do solo da soqueira.

Por vezes, a adubação de fósforo em cana-soca ajuda a diluir os custos da implantação do canavial, ao invés de aplicar todo o fósforo em uma única dose.

Porém, temos a tendência de maior fixação de fósforo nesses casos.

Por isso, damos tanta importância para o conhecimento do seu solo e planejamento agrícola, já que é assim que você verificará o que mais compensa.

>> 7 Dicas para acertar na rentabilidade com planejamento agrícola

Veja esta tabela que mostra a adubação fosfatada para cana-soca.

tabela-cana-soca

Recomendação de adubação fosfatada para cana-soca

(Fonte: Boletim 100 IAC)

Não se esqueça de procurar um(a) engenheiro(a) agrônomo(a) para te auxiliar nesta prática agrícola.

O que é fosfatagem e como utilizá-la a nosso favor

Fosfatagem é o processo agrícola que se aplica fósforo no solo da sua propriedade, elevando os níveis desse nutriente em seu solo.

Desse modo, conseguimos fornecer fósforo adequadamente aos nossos canaviais, mesmo com a dificuldade desse nutriente em solos brasileiros.

Normalmente, recomenda-se para cana-de-açúcar que se na análise de solo o P analisado em resina estiver abaixo de 10-15 mg/dm3 deve-se realizar fosfatagem.

Fosfatagem no plantio da cana

Recomenda-se fosfatagem a lanço e incorporar próximo do plantio.

Mesmo ocorrendo aplicação de fósforo no sulco de plantio pela aplicação de NPK, é necessário a fosfatagem caso seu solo esteja abaixo de 10-15 mg/dm³ (P-resina).

É importante também a escolha do fertilizante para a cultura da cana-de-açúcar, a qual deve ser relacionada à análise de solo.

>> Como fazer amostragem de solo com estes 3 métodos diferentes

Muitas vezes é utilizado o Superfosfato Simples, que além de ter na composição P, também apresenta Enxofre e Cálcio, sendo utilizado para aumentar os níveis também desses nutrientes.

O Superfosfato Simples tem a liberação em curto prazo, com durabilidade de cerca de 2 anos.

Outro fertilizante que está sendo bastante recomendado para a cultura da cana-de-açúcar é o Fosfato Natural Reativo (FNR).

O fosfato natural reativo tem cerca de 29% de P.

Mas algo muito interessante desse fertilizante é que ele tem liberação de curto e longo prazo.

Esta liberação de curto e longo prazo é muito importante para culturas como cana-de-açúcar e pastagem, que são culturas semi-perenes e perenes.

Assim, há liberação do fósforo no curto prazo e também no terceiro ou quarto anos após o uso do fosfato natural reativo.

Aqui falamos somente de alguns fertilizantes fosfatados, mas existem muitos outros disponíveis.

Veja como é a cadeia de produção de fertilizantes na figura abaixo.

fertilizantes-fosfatados-produção

(Fonte: Dias e Fernandes (2006) em BNDES)

Agora veremos os principais fertilizantes fosfatados para que você os conheça melhor e faça uma escolha mais segura na próxima vez que for comprar um fertilizante desse tipo:

Principais fertilizantes fosfatados

Fosfato de amônio

É composto de amônia com ácido fosfórico. Há dois tipos principais.

  • Fosfato Diamônio (DAP): concentração de 16% de N e 38 a 40% de P2O5.
  • Fosfato monoamônico (MAP): concentração 10% de N e 46 a 50% de P2O5.

Aliás, esses são muito utilizados nas indústrias de fertilizantes para a formulação de misturas NPK.

Superfosfato simples

Concentração de 16 a 18% de P2O5, 10 a 12% de enxofre e 18 a 20% de Ca.

Superfosfato triplo

Tem concentração de 41 a 46% de P2O5 e 7 a 12% de Ca.

O processo é semelhante à produção do supersimples, mas o produto tem maior concentração de fósforo.

Termofosfato

Possui concentração de 8 % de P2O5, 9% de Mg, 20% de Ca e 25% de SiO4.

fertilizantes-fosfatados

(Fonte: Agronomia com Gismonti)

Falando em fertilizantes, veremos agora qual a eficiência dos mesmos para nutrir o canavial:

Fatores que afetam a eficiência dos fertilizantes e corretivos agrícolas

Segundo a ANDA, existem fatores diretos e indiretos que podem afetar a eficiência do uso de fertilizantes e corretivos agrícolas na sua propriedade.

Fatores diretos

  • Qualidade dos fertilizantes e corretivos agrícolas;
  • Características do solo;
  • Época de aplicação;
  • Forma de aplicação;
  • Uniformidade e distribuição;
  • O pH do solo é muito importante, existindo uma faixa ideal que os nutrientes ficam disponíveis para as plantas absorverem;
pH-e-disponibilidade-nutrientes

(Fonte: Malavolta, 1979 em Agronomia com Gismonti)

  • Recomendação equilibrada, qualitativa e quantitativa: Lei do mínimo de Liebig

Ademais, não adianta você somente colocar um nutriente no solo e faltar outros, tudo precisa estar em equilíbrio. É isto que a imagem abaixo mostra.

Lei do mínimo de Liebig

(Fonte: IB USP adaptado de Lepch, 1976)

Fatores indiretos

  • Umidade do solo;
  • Espécie da planta (cultura);
  • Conservação do solo; e outros

Você já deve ter ouvido falar em utilizar torta de filtro e vinhaça no canavial. Vamos entender o uso desses produtos.

Como utilizar torta de filtro no canavial e melhorar a fosfatagem em cana-de-açúcar

Torta de filtro é um importante resíduo da indústria sucroenergética, proveniente da filtração do caldo extraído das moendas no filtro rotativo.

A concentração da torta de filtro é constituída de cerca de 1,2 a 1,8% de fósforo e cerca de 70% de umidade quando saí do processo.

Além disso, este resíduo pode substituir ou diminuir a adubação de fosfatagem em cana-de-açúcar.

No gráfico abaixo, você pode observar que ocorreu aumento da produtividade média dos colmos de cana-de-açúcar com o aumento da aplicação de doses de torta de filtro.

doses-torta-de-filtro-fósforo

(Fonte: FRAVET et al., 2010)

Além do aumento de produtividade, alguns trabalhos mostram que a aplicação da torta de filtro aumenta os teores de Cálcio (Ca) e Fósforo (P) no solo e apresentou melhorias nas camadas de 20-40 cm.

Uso da vinhaça na cana-de-açúcar também pode interferir no fósforo

Vinhaça é um resíduo que sobra da destilação do caldo para a obtenção de etanol.

A vinhaça apresenta grandes quantidades de matéria orgânica e potássio.

Pode conter quantidades apreciáveis de nitrogênio, fósforo, cálcio, magnésio e outros.

Por isso, pode ser utilizado como fertilizante (fertirrigação).

Veja na fórmula abaixo como você pode calcular a quantidade de vinhaça que deve ser aplicada na sua cultura de cana-de-açúcar.

vinhaça-fosforo-doses

(Fonte: Única – Estado da arte da Vinhaça)

Conclusão

Neste texto foram discutidas algumas funções do nutriente fósforo e como ele é importante para a produtividade da cana-de-açúcar.

Além disso, vimos como esse nutriente se comporta no solo e na planta e como fazer a fosfatagem em cana-de-açucar.

Também falamos sobre a adubação com torta de filtro e vinhaça na cultura da cana-de-açúcar.

E como sempre enfatizo nos textos, antes de tudo faça o planejamento das suas atividades para realmente obter resultados comprovados.

Assim, conheça o seu solo através de sua análise, veja qual melhor fertilizante e tipo de aplicação se adequa a sua propriedade e alcance produtividades ainda maiores!

Leia mais:

>> O que é administração rural e como usar em sua propriedade

>> O que você precisa saber sobre regulagem e manutenção de implementos agrícolas

>>  [Infográfico] 4 Desafios de ser um líder em uma empresa rural

>> Guia para iniciantes sobre Agricultura de Precisão (AP)

Você utiliza adubação fosfatada na sua propriedade? Qual a diferença da adubação fosfatada da cana-planta e da cana-soca que você utiliza? Você realiza análise de solo da sua propriedade? Adoraria ver seu comentário abaixo.